Clipping Internacional

Clipping Internacional - 19/06/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

19/06/2020 09:38

Fabrício Queiroz no momento de sua prisão

Créditos da foto: Fabrício Queiroz no momento de sua prisão

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

MEIO AMBIENTE. Nove ex-ministros do meio ambiente do Brasil divulgaram na quinta-feira um duro manifesto condenando os "ataques" do governo da extrema-direita Jair Bolsonaro aos biomas, à saúde da população e à democracia do país. “Estamos vivendo um momento histórico de baixa e de ameaça à democracia, consagrado na Constituição de 1988, pelo próprio Poder Executivo", diz o documento, assinado por todos os ministros do Meio Ambiente que o país possuía desde 1992, que pela primeira vez eles estão se unindo para essa iniciativa. "A omissão, indiferença e ação anticientífica do governo transformaram o desafio do COVID-19 na tragédia epidemiológica mais grave da história recente do Brasil, causando danos irreparáveis à vida e à saúde", observa a negação de Bolsonaro. enfrentando uma pandemia que passou a ser chamada de "gripe". (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3dnEdfz

FAKE NEWS. Justiça brasileira aprova investigação de redes bolsonaristas de falsas notícias e ameaças a ministros do STF. Enquanto isso, o presidente afirmou que "está chegando a hora de colocar as coisas em seu lugar". O Supremo Tribunal Federal (STF), a instância mais alta da Justiça brasileira, falou com os votos de todos os seus membros em favor da legalidade da investigação iniciada pelo próprio tribunal para determinar os responsáveis pelas redes de notícias falsas favoráveis ao presidente. Jair Bolsonaro e as ameaças contra os membros deste órgão da Justiça. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2UZKCqV

COVID-19. Brasileiros são os mais insatisfeitos com ações de governo contra Covid-19, diz pesquisa. O Brasil, em uma lista de 53 países, é a nação que pior responde à pandemia de Covid-19. O dado é de pesquisa da Dalia Research que coletou entrevistas de 124 mil pessoas pela internet. A maioria (70%) da população dos países pesquisados está satisfeita com a resposta governamental ao coronavírus. No Brasil, contudo, apenas 34% dos entrevistados afirmou estar contente com a gestão da crise de saúde pública. A insatisfação da população tem relação direta com a maneira como o Governo Federal tem enfrentado a pandemia. Em menos de seis meses, três pessoas já ocuparam a pasta do Ministério da Saúde, com discursos e ações discrepantes entre si. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/37L0wus

COVID-19. Coronavírus no Brasil: o que você precisa saber. Como o Brasil se tornou um epicentro global do surto e quais foram as consequências políticas para seu presidente, que descartou os perigos? (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3fJVnpb

COVID-19. A pandemia de coronavírus continua a se espalhar fortemente no Brasil. Na quarta-feira à noite, o último relatório diário diário oficial do Ministério da Saúde registrou números próximos aos registros de mortes e contaminações confirmadas, com 1269 mortes e 32 188 casos adicionais nas últimas 24 horas. Segundo país mais afetado, atrás dos Estados Unidos, o Brasil tem um total de 46.510 mortes, segundo esses dados que podem estar muito longe da realidade, devido à falta de campanhas massivas de testes. O total de contaminações (mais de 955.000) deve chegar a um milhão antes do final da semana, neste país de 212 milhões de habitantes. No dia anterior, um novo recorde de contaminação havia sido quebrado, com 34.918 novos casos confirmados em 24 horas. (La Presse, Canadá; Corriere della Sera, Itália; El Clarín, Argentina; El Mercurio, Chile; La Jornada, México) | bit.ly/3egHtuf | bit.ly/37G6gpc | bit.ly/3egtmFb | bit.ly/2V0IsqN | bit.ly/30Y8SgQ

WEINTRAUB. Estudantes comemoram a saída do "pior" Ministro da Educação. As organizações estudantis brasileiras expressaram sua satisfação em uma declaração na qual apontaram que a partida de Abraham Weintraub é uma "grande derrota" para o governo. Os estudantes do Brasil comemoraram nesta quinta-feira a renúncia de Abraham Weintraub, chefe do portfólio de educação do governo de Jair Bolsonaro, que eles descreveram como o "pior ministro da história". (Diário Correo, Peru) | bit.ly/3ef4yxy

WEINTRAUB. Aliado próximo de Bolsonaro deixa o Ministério da Educação. O ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub, um aliado próximo do presidente Jair Bolsonaro, desistiu de seu cargo no gabinete na quinta-feira. A ação ocorreu um dia depois que o tribunal superior do Brasil decidiu continuar investigando o Weintraub em um caso envolvendo apoiadores de Bolsonaro e supostas ameaças, insultos e falsidades levantadas pelos juízes da Suprema Corte e suas famílias. Weintraub foi o ministro que pediu para encarcerar os ministros da Suprema Corte e estava sendo investigado no caso da máquina de ‘fake news’ montada pelos apoiadores de Bolsonaro. (The New York Times, EUA; Página 12, Argentina; Esquerda.net, Portugal; Diário de Notícias, Portugal; The Washington Post, EUA; El Clarín, Argentina; El País, Espanha; Público, Portugal; La Vanguardia, Espanha; La Diária, Uruguai; El Mundo, Espanha; Les Echos, França; Le Monde, França; Expresso, Portugal) | nyti.ms/2BkO0p9 | bit.ly/3fFUT3j | bit.ly/2Bj1Nwu | nyti.ms/2BrmuGr | bit.ly/2NbF9J5 | wapo.st/3etKo33 | bit.ly/2NevRw6 | bit.ly/2NcaP11 | bit.ly/2NpaKY5 | bit.ly/2NbQrgn | bit.ly/2BjoLnl | bit.ly/3ehDeyF | bit.ly/2NfZlta | bit.ly/2BhP8tH | bit.ly/2NaKfVQ

AS REPERCUSSÕES DA PRISÃO DE QUEIROZ

The Guardian, Inglaterra | Polícia brasileira prende aliado de Bolsonaro em inquérito sobre corrupção. Detenção de Fabrício Queiroz está ligada a investigação envolvendo filho do presidente. A polícia prendeu um amigo de longa data do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em conexão com um inquérito de corrupção envolvendo o filho de Bolsonaro. A propriedade onde Queiroz foi preso é de propriedade de Frederick Wassef, advogado que representa Bolsonaro e seu filho Flávio. Queiroz trabalhou anteriormente para Flávio Bolsonaro, que agora é senador. A prisão foi mais um golpe prejudicial a um presidente que já sofria nas pesquisas por causa de sua reação mundialmente condenada ao Covid-19, que matou quase 50.000 brasileiros, e por causa de investigações em aliados importantes pela disseminação ilegal de notícias falsas. Relatos da imprensa brasileira também vincularam Flávio Bolsonaro a membros de um esquadrão da morte notório que um jornal local chamou de "falange mais letal e secreta do Rio de Janeiro". A família Bolsonaro rejeita as acusações. | bit.ly/3ddtQKZ

The New York Times, EUA | A polícia brasileira prendeu na quinta-feira um ex-assessor do filho mais velho de Jair Bolsonaro em uma investigação de corrupção que ameaça minar a promessa do presidente de reprimir a corrupção e intensificar sua batalha com o judiciário. Fabricio Queiroz, que trabalhou com o senador Flavio Bolsonaro quando era deputado estadual no Rio de Janeiro, foi preso fora de São Paulo em uma casa de propriedade de um advogado pessoal da família Bolsonaro, segundo os promotores. É mais um golpe duro no presidente Jair Bolsonaro. | nyti.ms/3fCgHNa | nyti.ms/2V3ubd8

El País, Espanha | A polícia civil brasileira prendeu Fabrício Queiroz, um policial aposentado e ex-conselheiro do senador Flávio Bolsonaro, na quinta-feira. O preso e o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro são investigados por um suposto sistema de desvio de dinheiro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Queiroz foi detido por ordem da Justiça do Rio de Janeiro. O ex-conselheiro foi localizado e detido na propriedade de Frederick Wasseff, advogado da família Bolsonaro, localizado na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo. Segundo um senhorio disse à polícia, Queiroz estava no prédio há cerca de um ano. Também foi autorizada a prisão da esposa do policial aposentado Márcia Oliveira de Aguiar. | bit.ly/2UZyKF0

Página 12, Argentina | Novo escândalo de corrupção que complica o presidente do Brasil. Eles prenderam um ex policial militar amigo de Jair Bolsonaro acusado de desviar dinheiro público. A prisão explodiu como uma bomba de fragmentação em Brasília: com potencial destrutivo capaz de afetar o presidente, seu filho Flavio, e lançar luz sobre a relação deles com o submundo das "milícias" paramilitares. O fugitivo foi descoberto na residência de Frederick Wassef, um advogado da família, e pessoa que frequentemente visita o presidente. Quando a lupa sobre Bolsonaro e seus filhos se aproxima, descobre-se que possíveis crimes comuns estão ocultos por trás do discurso moralista e patriótico. Compra de propriedades e vendas desvalorizadas a preços exorbitantes, apropriação de salários de funcionários legislativos, eventual conexão com gangues que cobram pela venda de segurança ou pela morte. | bit.ly/2UZsa1v

El Mundo, Espanha | Duro golpe na estrutura do clã Bolsonaro. A polícia prendeu uma das principais causas das dores de cabeça da família Bolsonaro, Fabricio Queiroz, um velho amigo da família que trabalhou como consultor de um dos filhos do presidente, o agora senador Flávio Bolsonaro, na manhã de quinta-feira. Nos anos em que Flávio era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Queiroz, ex-policial militar, era uma espécie de recado, mas além de motorista, ele tinha uma missão importante: de acordo com as investigações, arrecadava parte de seu salário dos demais assessores e entregava a Flávio. Era uma maneira disfarçada de desviar dinheiro público, popularmente conhecida como 'rachadinha'. | bit.ly/3ecaqrc

La Stampa, Itália | O presidente Bolsonaro encurralado. Blitz rocambolesca para prender um amigo da famílis, Fabrício Queiroz. A operação, no âmbito da investigação sobre o suposto envolvimento do filho ‘número um’ em uma organização criminosa dedicada à lavagem de dinheiro. O círculo se aperta em torno do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro: como parte de uma investigação sobre corrupção envolvendo seu filho mais velho, Flavio, Fabricio Queiroz, histórico amigo da família e ex-colaborador do senador, acabou algemado. | bit.ly/2BlMqDC

La Vanguardia, Espanha | bit.ly/2BmUvrH

Diário de Notícias, Portugal | bit.ly/30W1XEG

Público, Portugal | bit.ly/37HN8al

The Washington Post, EUA | wapo.st/2AQTuIq

El Periódico, Espanha | bit.ly/3eiv60G

La Repubblica, Itália | bit.ly/37Hv28i

Expresso, Portugal | bit.ly/30UvFdr

El Clarín, Argentina | bit.ly/2Bjk50K

El Mercurio, Chile | bit.ly/2AQTB6O

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

CUBA. Cuba reabrirá ao turismo internacional a partir de julho O Ministério do Turismo de Cuba informou que, a partir de 1º de julho, seu país reabrirá o turismo internacional sob medidas de segurança que incluem visitantes a serem testados para coronavírus (covid-19). (El Telégrafo, Equador) | bit.ly/3egtmVH

PERU. O Peru ultrapassa 240 mil casos e se torna o sétimo país com o maior número de infecções por covid-19 do mundo. O país vizinho adicionou 3.752 novos pacientes e 201 mortes neste dia, elevando o número total de mortes para 7.257. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/2NdgPGI

COVID-19. Mapa mundial do coronavírus: quais os países com mais casos e mortes por Covid-19? O Covid-19 se espalhou por todo o planeta, enviando bilhões de pessoas para o confinamento enquanto os serviços de saúde lutam para lidar com isso. Descubra onde o vírus se espalhou e onde foi mais mortal. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3fILmbR

VACINA DO COVID-19. Interesses em concorrência por Estados e grupos farmacêuticos. Luta global pela vacina contra o coronavírus. Os Estados Unidos, a China, a União Europeia e a indústria farmacêutica iniciaram a busca improvisada pelo antídoto contra a covid-19. Quem guardará o tesouro da patente da vacina covid-19? Uma verdadeira batalha científica, diplomática e financeira entre estados e grupos farmacêuticos está se desenrolando no contexto da busca pela vacina que encerrará a pandemia que infectou milhões de pessoas em todo o mundo e matou milhares e milhares de outros seres humanos. Quatro protagonistas mundiais estão à frente: os Estados Unidos e sua estratégia ultranacionalista, a China, para quem a vacina seria uma sólida vitória diplomática, a União Europeia - um participante que entrou na batalha global muito tarde - e a indústria farmacêutica. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2UZV5m4

BID. Declaração dura de ex-presidentes da América Latina. A região não quer os Estados Unidos na presidência do BID. Ex-presidentes da Colômbia, Brasil, Chile, Uruguai e México manifestaram sua discordância com o anúncio dos Estados Unidos de que está em frente ao Banco Interamericano de Desenvolvimento e observaram que a proposta terá "óbvias consequências políticas". (Página 12, Argentina; El País, Espanha) | bit.ly/2zPLWoS | bit.ly/3hLPbyw

TRUMP. Facebook remove anúncios de Trump exibindo símbolo usado por nazistas. Os nazistas usaram um triângulo vermelho para classificar prisioneiros políticos durante a Segunda Guerra Mundial. A campanha de Trump disse que o triângulo vermelho em seus anúncios no Facebook estava associado à antifas, uma alegação rejeitada por especialistas. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3hHxWyz

EUA. Suprema Corte mostra sua independência. Decisão sobre os 'Dreamers' e livro de Bolton equivalem a duas derrotas para Trump. Jovens imigrantes sentem alegria e alívio após decisão da Suprema Corte. "Sonhadores" ganham vitória, com a Suprema Corte bloqueando a tentativa de Trump de acabar com o DACA. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2BoCo4o

HUNGRIA. Justiça da UE condena a Hungria por leis de transparência para ONGs. Os juízes do Tribunal da União Europeia consideram que as restrições impostas pelo governo de Viktor Orban ao seu financiamento violam a legislação dos vinte e sete países. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/37PEA15

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Dia de vertigem” | bit.ly/2YUq2sU

Eliane Brum – Racismo (El País, Espanha) | “Com racismo não há democracia” | bit.ly/2YP6d6v

Aroeira, entrevista – Brasil (RFI, França) | “O chargista não desiste de combater a censura” | bit.ly/2Cl5TVj

Anne Case e Angus Deaton – Desigualdade (Project Syndicate EUA) | “Os Estados Unidos do desespero” | bit.ly/3diUr9z

Miguel Urban e Francisco Louçã – Europa (Esquerda.net, Portugal) | “Uma taxa Covid para a solidariedade sem austeridade” | bit.ly/3hMiWiL

Amy Goodman e Denis Moynihan – EUA (Democracy Now, EUA) | “Comício de Trump em Tulsa inflama racismo em meio a surto de coronavírus” | bit.ly/3hQ1sSX

Conteúdo Relacionado