Clipping Internacional

Clipping Internacional - 19 de novembro de 2020

Notícias internacionais sobre o Brasil, especial eleições; Notícias do Mundo; e Artigos

19/11/2020 09:05

(Nelson Antoine/UOL)

Créditos da foto: (Nelson Antoine/UOL)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

DIREITOS HUMANOS. A Justiça brasileira se recusa a extraditar repressor da Esma. Organizações de direitos humanos estão avaliando comparecimento a organismos internacionais para denunciar que o Brasil está obstruindo o processo de justiça na Argentina. Há poucos meses, o STF do Brasil recusou-se a extraditar o repressor Roberto Oscar González, mais conhecido como Federico ou Gonzalito na Escola de Mecânica da Marinha (ESMA) para a Argentina para ser responsabilizado perante a Justiça, argumentando que alguns de seus crimes prescritos ou estão cobertos pela Lei de Anistia que o Brasil aprovou em 1979. (Página 12, Argentina) | bit.ly/32XuTwp

ELEIÇÕES/LULA. O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, convocou aqueles que querem “restaurar a democracia”. Boulos é membro do Movimento dos Trabalhadores Desabrigados e foi candidato à presidência em 2018. O candidato socialista vai competir com o atual prefeito no segundo turno. (Página 12, Argentina) | bit.ly/38VNFYT

ELEIÇÕES/MULHERES NEGRAS. As eleições municipais confirmam avanço de candidatas mulheres e negras. Os candidatos apoiados pelo presidente de extrema direita Jair Bolsonaro não conseguiram convencer os eleitores no primeiro turno das eleições municipais brasileiras, em 15 de novembro. Por outro lado, candidatos negros e mulheres, herdeiros da ex-vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, afluíram durante esta eleição. (La Croix, França; RFI, França; Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/38Vmnlc | bit.ly/3nEpjHi | bit.ly/32Yjnkd

BOLSONARO. Bolsonaro lisonjeado com elogios de Putin à sua "masculinidade". presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, compartilhou orgulhosamente nas redes sociais um vídeo em que o seu homólogo russo, Vladimir Putin, elogia as suas "qualidades masculinas", o que gerou vários 'memes' na internet. (Diário de Notícias, Portugal; El Clarín, Argentina) | bit.ly/36PaSJp | bit.ly/35KjVw5

GOVERNO BOLSONARO. O governo brasileiro atribui a recomendação de distanciamento social a "erro humano". O Ministério da Saúde do Governo de Jair Bolsonaro, líder da negação de extrema direita brasileira, atribuiu a "erro humano" a publicação de mensagem em suas redes sociais em que recomendava o distanciamento social como medida de prevenção da disseminação do novo coronavírus. O ministério divulgou uma mensagem na quarta-feira em que defendia o distanciamento social como a melhor medida para conter o avanço do covid-19 na ausência de remédios para prevenir ou tratar a doença, mas logo depois o apagou sem explicação. (La Vanguardia, Espanha; El Diário, Espanha ) | bit.ly/3nDBCDI | bit.ly/38Wg1lH

ELEIÇÕES/ESQUERDA. A esquerda um pouco recuperada nas eleições municipais. Após a derrota para a extrema direita Bolsonaro nas eleições presidenciais, a esquerda brasileira recuperou as cores nas eleições municipais. Encarnação do despertar de uma nova esquerda, Guilherme Boulos, do Partido do Socialismo e Liberdade (PSOL), se classificou no último domingo para o segundo turno das eleições municipais no dia 29 de novembro, em São Paulo, a maior metrópole e capital economia do Brasil. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/3pH4a0M

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

AUSTRALIA. Tropas australianas mataram ilegalmente 39 afegãos ao longo de 11 anos, relatório aponta. As descobertas de um inquérito há muito aguardado pintaram um quadro contundente da cultura dentro das forças especiais australianas. As mortes foram o resultado de uma “cultura distorcida” e “competitividade tóxica” que se enraizou entre alguns dos soldados de elite da Austrália enquanto se preparavam para se juntar às forças americanas no Afeganistão, de acordo com um relatório do inspetor geral da Força de Defesa Australiana. Os soldados envolvidos podem ser processados e perder suas condecorações. (The New York Times, EUA; (The Guardian, Inglaterra; The Sydney Morning Herald, Austrália) | nyti.ms/2UHO6O8 | bit.ly/36Se1YT | nyti.ms/2UHO6O8 | bit.ly/3pKxzr5

ARGENTINA. Deputados aprovam imposto sobre grandes fortunas, que agora vai para o Senado. O presidente Alberto Fernández referiu-se ao fato e disse que a lei “está em sintonia com o que tem sido feito em muitas partes do mundo”. A iniciativa prevê a criação de um imposto sobre ativos de mais de 200 milhões de pesos, para arrecadar 300.000 milhões de pesos - mais de 3.000 milhões e meio de dólares - que serão destinados aos planos produtivos e de saúde no contexto da crise gerada pela pandemia Covid-19. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/38VNAo3

BOLÍVIA. A Assembleia Boliviana declara "heróis" às vítimas de protestos eleitorais. A Câmara dos Deputados considera que as pessoas que morreram nos protestos de 2019 “deram suas vidas em defesa da democracia e do voto cidadão”. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/36KgBQQ

CHILE. Dois adolescentes de 16 e 17 anos teriam sido baleados por policiais chilenos nesta quarta-feira na região de Biobío, ao entrarem em um abrigo para menores no sul do país usando suas armas. A Defensora da Criança, Patricia Muñoz, disse que a situação é “mais uma manifestação do horror representado pela violência estatal” exercida por aqueles que “deveriam proteger crianças e adolescentes e que acabam por agredi-los repetida e excessivamente”. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/32Xwsun

PERU. 91% dos peruanos desaprovam a destituição de Martín Vizcarra decidida pelo Congresso. Cidadãos manifestaram-se contra a decisão do plenário de 9 de novembro, já que o ex-presidente teve 77% de aprovação. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/2KoJDOr

CHINA. No fórum da Ásia-Pacífico, a China se apresenta como campeã do livre comércio. Na abertura da cúpula dos países da APEC, o Fórum Econômico da Ásia-Pacífico, o presidente chinês se apresentou como um campeão do livre comércio, contrabalançando o protecionismo americano. Pequim assinou o maior acordo comercial do mundo alguns dias antes. Os Estados Unidos neste fórum devem desempenhar um papel secundário este ano. (Les Echos, França) | bit.ly/3fc5Qe1

EUA. Crimes de ódio nos EUA atingem número recorde em mais de uma década. Relatório do FBI regista aumentos significativos nos crimes contra judeus e latinos. Ao todo, foram registados 7314 ataques e 51 homicídios, mas a esmagadora maioria das polícias do país não partilhou informação com a polícia federal. (Público, Portugal; Le Monde, França) | bit.ly/3pFOBq5 | bit.ly/2IU0Oq9

CORONAVÍRUS/EUROPA. Europa, ante a segunda onda do Covid-19. A pandemia, que está chegando o continente de novo, e as restrições para pará-lo alteraram significativamente a vida de seus habitantes. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3pFc5f4

CORONAVÍRUS/EUA. Nos EUA já passam de 250.000 mortes por coronavírus. Marco sombrio surge quando mais de 11 milhões foram infectados. A notícia chega com a administração Trump repetidamente falhando em controlar a crise da Covid-19. Mais recentemente, Trump se recusou a admitir que perdeu a eleição presidencial para Joe Biden, que esta semana disse que "mais pessoas podem morrer" se ele continuar a dificultar sua transição. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3fhHwrc

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS/REPORTAGENS

Marco Terugi – Bolívia (Página 12, Argentina) | “Em calma, Bolívia retoma o caminho da democracia” | bit.ly/374XOjx

Alonso Mesia Macher – Peru (Página 12, Argentina) | “Peru: não é uma geração qualquer” | bit.ly/38RXerB

Raphael Tsavkko Garcia – Brasil (The Washington Post, EUA) | “O que as eleições locais do Brasil podem significar para o futuro político de Bolsonaro.” | wapo.st/38WGyzb

Rosa Moussaoui – Argentina (L’Humanité, França) | “O homem do dia, Alberto Fernández: feminismo no poder” | bit.ly/3939LJ7

Gita Gopinath, entrevista – Crise Econômica (Financial Times, Inglaterra) | “A economista-chefe do FMI afirma: ‘a política fiscal joga um papel essencial na recuperação econômica. Os governos devem priorizar os gastos em saúde.” | on.ft.com/331SpbI

Heidi Chow – Pandemia (Jacobin, EUA) | “A vacina COVID deve estar disponível universalmente. Qualquer coisa a menos é imoral.” | bit.ly/3lKfgQc

Luke Savage – EUA (Jacobin, EUA) | “Joe Biden está congelando Bernie Sanders e Elizabeth Warren fora de seu gabinete” | bit.ly/3kIcSbn

Vijat Prashad – EUA (Counterpunch, EUA) | “Por que Biden manterá a Guerra Fria imposta pelos EUA” | bit.ly/2IPYIYW



Conteúdo Relacionado