Clipping Internacional

Clipping Internacional - 20/01/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

20/01/2021 09:14

Trump deixa a Casa Branca antes da posse de Biden (Mandel Ngan/AFP)

Créditos da foto: Trump deixa a Casa Branca antes da posse de Biden (Mandel Ngan/AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

VACINA/insuficiência pela política de Bolsonaro. Bolsonaro diminuiu as vacinas. Agora o Brasil tem poucas doses. O país está pagando um preço pela lenta busca de vacinas contra o coronavírus por seu líder desde o início. O governo está lutando para comprar mais vacina após meses de abordagem indiferente, enquanto o presidente Jair Bolsonaro argumentava que os cientistas e a mídia estavam exagerando a gravidade de um vírus que matou mais de 210.000 brasileiros. Esse lapso pode prejudicar a capacidade do Brasil de combater variantes preocupantes à medida que os casos surgem. A ameaça potencial das novas variantes ficou clara na semana passada, quando pacientes no estado do Amazonas morreram asfixiados porque os hospitais ficaram sem oxigênio em meio a um aumento acentuado de pacientes em estado crítico. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/39IB9L7

VACINA OXFORD/Atraso do embarque de insumos da China. O Brasil poderá entregar a produção local da vacina Oxford até março. A estatal Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela fabricação no Brasil da vacina anticovid desenvolvida pela AstraZeneca e Oxford, informou nesta terça-feira que espera entregar as primeiras doses produzidas localmente até março devido ao atraso no embarque da matéria-prima. A Fiocruz havia planejado lançar o primeiro lote de doses do antídoto produzido no Brasil entre os dias 8 e 12 de fevereiro, mas explicou que o cronograma de produção será "impactado" devido ao atraso no embarque, da China, dos insumos necessários à sua fabricação. (El Diário, Espanha) | bit.ly/38Xi2h3

LULA/Em Cuba para um documentário. As mais altas autoridades cubanas, Castro e Díaz-Canel, conversaram com Lula, presidente honorário do Partido dos Trabalhadores (PT) do Brasil, em "clima de fraternidade" sobre "as históricas relações de fraternidade entre povos e partidos", disse. O ex-presidente do país sul-americano entre 2003 e 2010 agradeceu "as expressões de solidariedade do povo cubano na reivindicação de sua plena liberdade". (El Diário, Espanha; El Mercurio, Chile) | bit.ly/3p8oiII | bit.ly/38XbAGW

BOLSONARO/Nostalgia da ditadura militar. Jair Bolsonaro, afirmou nesta segunda-feira que quem garante uma democracia ou uma ditadura são as Forças Armadas de um país. "Quem decide se um povo vai viver em democracia ou em ditadura são as Forças Armadas. Não há ditadura que as Forças Armadas não apoiem", disse Bolsonaro. Ele é capitão da reserva e admirador da ditadura que governou o país entre 1964 e 1985. (El diário, Espanha) | bit.ly/3qDyysu

BOLSODORIA/Disputa de poder na direita. João Doria, governador de São Paulo criticou nesta segunda-feira o "caráter autoritário" do presidente Jair Bolsonaro e ordenou que o chefe de estado "calasse a boca" após declarar que são as Forças Armadas que decidem se existe uma "democracia ou ditadura" nos países. “Seu caráter autoritário tem o repúdio de bons brasileiros, que condenam sua tentativa de violar nossa Constituição. Cale a boca, Bolsonaro”, postou em seu Twitter o governador de São Paulo, um dos principais adversários de Bolsonaro no campo conservador. Doria acrescentou que "o Bolsonaro ameaça mais uma vez a democracia do Brasil" e também denuncia "a incompetência geral de seu desastroso governo". (El Diário, Espanha) | bit.ly/390JPNR

COVID-19. O Brasil soma mais de mil mortes por Covid em um único dia. O Brasil voltou a registrar mais de 1.000 óbitos e 60.000 casos de coronavírus nas últimas 24 horas, um dia após o início da campanha nacional de vacinação e cuja continuidade está em risco devido à escassez de matéria-prima no país para o produção de mais doses do antígeno. Foram confirmados 1.192 novos óbitos no último dia, elevando o total de óbitos para 211.491. Esses números indicam que a taxa de mortalidade pela doença no Brasil chega a 101 óbitos por 100.000 habitantes e a de infecções chega a 4.080 casos por 100.000 habitantes. (El Diário, Espanha; Jornal de Notícias, Portugal; Xinhuanet, China) | bit.ly/3p1oCbT | bit.ly/39MaQDF | bit.ly/38Yqpcm

CORONAVÍRUS/Nova cepa e crise da saúde na Amazônia. Covid: a variante amazônica causa estragos em Manaus. A taxa de contágio aumentou acentuadamente. O comportamento das autoridades locais e da população, que não respeitava as regras de distanciamento social, também favoreceu a propagação do vírus. Saturados, os hospitais estão sem oxigênio há uma semana. (Les Echos, França; El Clarín, Argentina) | bit.ly/3p0sTwg | bit.ly/39176PD

PENTECOSTAIS/A perseguição judicial a um escritor. No Brasil, a ira dos evangélicos cai sobre um escritor. Desde que culpou o presidente brasileiro e uma poderosa igreja evangélica no Twitter, João Paulo Cuenca tem sido alvo de uma ofensiva legal em todo o país por iniciativa de pastores de congregações. Ele fez uma investigação em que descreve em detalhes como o governo do presidente Jair Bolsonaro gastou milhões de euros em campanhas publicitárias na mídia evangélica, em particular para a Igreja Universal do Reino de Deus, uma das mais poderosas do país. . Uma forma indireta de financiar o culto pentecostal no Brasil. (Le Monde, França) | bit.ly/35UbVIs

GOVERNO BOLSONARO/Falta oxigênio também no Pará. Pelo menos seis mortos por falta de oxigénio no estado brasileiro do Pará. O município de Faro, que vem sofrendo um colapso da rede de Saúde devido à falta de oxigénio, medicamentos e camas de hospital para o tratamento de pacientes com covid-19. O município de Faro tenta também transferir oito doentes que estão em estado grave e que necessitam com urgência de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Nós estamos a viver uma crise, na contramão para tentar salvar vidas. Estamos a trabalhar 24 horas para isso", disse o médico da Unidade Básica de Saúde de Faro, Yordanes Perez. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/35XRuKK

VACINA CHINESA/Começo de vacinação em Brasília. Capital brasileira lança inoculação da vacina chinesa CoronaVac contra Covid-19. Brasília lançou nesta terça-feira a vacinação com a vacina CoronaVac desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em colaboração com o Instituto Butantan, de São Paulo. (Xinhuanet, China) | bit.ly/39SZmhG

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

TAILÂNDIA. Mulher presa a 43 anos por insultar a monarquia tailandesa. Anchan, na casa dos 60 anos, esperava por clemência. A mulher foi acusada de postar clipes de áudio no Facebook e no YouTube com comentários considerados críticos à monarquia, segundo o grupo ‘Thai Lawyers for Human Rights’. O caso dela data de seis anos atrás, mas a sentença veio em um momento em que as autoridades estão tentando reprimir um movimento sem precedente pró-democracia liderado por jovens que desafiou tanto a monarquia quanto o governo. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/39Q4XFr

EUA/Trump e o indulto a 'seus' criminosos. Com horas restantes no cargo, Trump concede clemência a Bannon e outros aliados. O presidente continuou usando seu poder para ajudar seus apoiadores, incluindo seu ex-estrategista-chefe e um de seus principais arrecadadores de fundos em 2016. Steve Bannon, o ex-estrategista-chefe do presidente Trump, acusado de usar indevidamente as doações para construir o muro ao longo da fronteira sul. Elliott Broidy, um doador dos republicanos, se confessou culpado em um caso de lobby. Outros na lista incluíam Kwame Kilpatrick e o rapper Lil Wayne. As concessões de clemência representam um ataque final de Trump contra um sistema de justiça criminal que ele vê como uma perseguição injusta a ele e seus aliados. A lista dos contemplados. (The New York Times, EUA; The Guardian, Inglaterra; The Washington Post, EUA) | nyti.ms/2M5pRsf | bit.ly/2NdKraa | wapo.st/390MSFB

EUA/Trump e o cisma do partido republicano. Aprofundando o cisma, o senador republicano McConnell, líder da maioria do Senado, diz que Trump "provocou a " turba do Capitólio. O senador Mitch McConnell culpou categoricamente o presidente Trump na terça-feira pela violência violenta no Capitólio em 6 de janeiro, dizendo que a multidão que invadiu o prédio havia sido “alimentada com mentiras” e “provocada pelo presidente” para realizar seu ataque. Os comentários foram o sinal mais claro de que ele passou a considerar o presidente Trump como uma força que poderia arrastar para baixo o Partido Republicano. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3sFYJRl

CORONAVÍRUS/Mapa mundial das infecções e mortes. Mapa mundi Covid: quais países têm o maior número de vacinações, casos e mortes contra o coronavírus? Covid-19 se espalhou pelo planeta, enviando bilhões para o confinamento. Descubra onde o vírus se espalhou e onde foi mais mortal. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3sJAnWI

ARÁBIA SAUDITA. Administração Biden vai ‘desclassificar o relatório' sobre assassinato de Khashoggi. O governo Biden vai divulgar um relatório de inteligência sobre o assassinato pelo governo saudita do jornalista Jamal Khashoggi, de acordo com Avril Haines, que foi nomeado para servir como diretor de inteligência nacional. A decisão significaria que os EUA poderiam atribuir a culpa pela morte ao príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3bUbrFZ

ARGENTINA. Mais 5 milhões de vacinas Sputnik V começam a chegar à Argentina. A AstraZeneca também pode antecipar a entrega de suas vacinas para a Argentina, inicialmente prevista para o final de março. o governo lançará a partir desta quinta-feira a gigantesca operação para trazer, da Rússia, cinco milhões de vacinas Sputnik V nas próximas semanas. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3qB3V6Z

VENEZUELA/Oposição anti-Guaidó a Maduro. Capriles exorta a oposição a "superar a retórica" e apela a uma agenda realista contra Maduro. O líder anti-chavista faz um diagnóstico devastador da estratégia de Guaidó e pede para lutar por uma solução pacífica e negociada para a grave crise na Venezuela. (El País, Espanha) | bit.ly/3qH5sbZ

EUA/Popularidade de Trump. De acordo com dados do instituto de pesquisas Gallup, Trump é o presidente mais impopular da história americana recente e está em seu nível mais baixo. Uma pesquisa final do ‘Gallup Institute’ atribui a ele apenas 34% de opiniões favoráveis. O instituto, que mede a popularidade dos inquilinos da Casa Branca desde 1938, aponta que o bilionário é o único que nunca atingiu a marca dos 50% a favor. O declínio pode ser explicada por sua recusa em reconhecer sua derrota para Joe Biden na eleição presidencial, suas tentativas de invalidar a votação, os resultados de sua gestão da crise Covid-19 e mesmo a ataque ao Capitólio por seus apoiadores em 6 de janeiro. (Le Nouvel Observateur, França) | bit.ly/2M8MN9I

EUA/Trump quer criar partido. Trump pensa em começar um novo partido político. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, discutiu a possibilidade de criar um novo partido político após o término de seu mandato na quarta-feira. Na semana passada, o presidente cessante conversou com vários assessores próximos e aliados sobre a formação de um novo partido, que ele gostaria de chamar de "Partido Patriota", em linha com sua retórica "América Primeiro". Isso ocorre depois que várias figuras políticas do Partido Republicano criticaram o papel de Trump em instigar os tumultos mortais no Capitólio dos Estados Unidos. (Deutsche Welle, Alemanha; The Independent, Inglaterra) | bit.ly/3iuTvmy | bit.ly/395wLa1

CHILE. Governo tenta impedir Alberto Fernández de homenagear Salvador Allende em seu túmulo durante sua visita ao Chile. O Executivo teria recusado a possibilidade de realizar esta atividade devido à sinalização de que poderia representar, além da certeza existente em La Moneda, do inconveniente de abrir um precedente para futuras visitas de Estado. No entanto, o presidente argentino faria questão de homenagear durante sua visita ao país. (El Desconcierto, Chile) | bit.ly/3bWWJyc

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eliane Brum – Brasil (El País, Espanha) | “Morrer sem ar na Amazônia” | bit.ly/3ivO46Y

Thomas Friedman – EUA/Trum (The New York Times, EUA) | “Presidente Donald Trump: o Fim. Este terrível experimento acabou.” | nyti.ms/2M2oJ8B

David Smith – EUA/Trump (The Guardian, Inglaterra) | “Presidência de Trump: uma lição sobre o verdadeiro significado de 'carnificina americana'” | bit.ly/2LKMlyN

Baltasar Garzón – Democracia (Página 12, Argentina) | “Donald Trump: a traição à democracia” | bit.ly/3p2OmVv

Martin Wolff – EUA (Financial Times, Inglaterra) | “A experiência de quase morte da república americana. Donald Trump era apenas um sintoma e os EUA ainda estão em perigo por aqueles que vendem mentiras no lugar da verdade.” | on.ft.com/2XZrxWE

Sasha Abramsky – Trump (The Nation, EUA) | “O adeus a um monstro. Os últimos quatro anos foram um teste de estresse coletivo.” | bit.ly/3p1oCsp

Susan S. Glasser – Trump (The New Yorker, EUA) | “Obituário para uma Presidência Fracassada. No final, Donald Trump era tudo o que seus opositores temiam - um candidato do caos que se tornou um presidente do caos.” | bit.ly/3p2VP70

Carlo Formenti – Big Tech (Sinistra in Rete, Itália) | “Quando os gigantes da web declaram estado de emergência” | bit.ly/38Xbtv0

Jeffrey Sachs – EUA (Common Dreams, EUA) | “É tarefa histórica de Biden reverter o radicalismo imprudente de Reagan - e de Trump” | bit.ly/39OGJLV

Robert Reich – EUA (Common Dreams, EUA) | “Biden deve cravar uma estaca no coração do "centrismo" sem saída.” | bit.ly/3o2cC8W



Conteúdo Relacionado