Clipping Internacional

Clipping Internacional - 21/10/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

21/10/2020 09:27

(Silvio Avila/AFP)

Créditos da foto: (Silvio Avila/AFP)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

RIO DE JANEIRO. Crime organizado controla dois terços do Rio de Janeiro. Um estudo feito por ONGs e universidades revela que 3,8 milhões de cariocas vivem em áreas controladas por grupos criminosos, mais de metade pelas milícias formadas por ex-policiais. Um estudo intitulado “Mapa dos Grupos Armados do Rio de Janeiro”, divulgado esta segunda-feira e que juntou organizações não governamentais e universidades, mostra que cerca de dois terços da cidade do Rio de Janeiro está sob domínio de grupos criminosos. Estes 72% de território abrangem 96 bairros, de um total de 161, onde moram 3,8 milhões de pessoas. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/35d963W

BOLSONARISTAS. O senador líder do governo Bolsonaro Chico Rodrigues, aliado e amigo pessoal do presidente, renunciou à participação no Conselho de Ética do Senado e foi suspenso por 121 dias depois que a polícia invadiu sua casa e descobriu dinheiro supostamente ilícito nas suas nádegas no âmbito de uma investigação por desvio de dinheiro. A Polícia Federal brasileira investigou Rodrigues na terça-feira como parte de uma investigação por suposta utilização indevida de fundos destinados ao combate ao coronavírus. Ironicamente, Rodrigues é membro de uma comissão conjunta do Senado encarregada de implementar o orçamento para controlar a nova pandemia. Seu filho assume o posto. (Página 12, Argentina; Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/34g1nCX | bit.ly/3odzKm8

BOLSONARO. Triste pela vitória do MAS, Bolsonaro aposta na reeleição de Trump. “Não preciso esconder minha preferência”, disse ele. Depois do confronto com o candidato democrata Joe Biden, agora o presidente brasileiro luta pela eventual reeleição do candidato republicano. Em 3 de novembro, as eleições serão realizadas nos Estados Unidos. O chefe de Estado brasileiro mostrou nesta terça-feira mais uma vez seu apoio inabalável ao seu homólogo americano, que será "em breve reeleito", em suas palavras. (Página 12, Argentina; Tribune de Genève, Suíça; La Presse, Canadá) | bit.ly/3dJwFFq | bit.ly/3mcZM71 | bit.ly/37qvCsT

GOVERNO BOLSONARO. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que Bolsonaro "quer ser um herói, mas nossa tarefa é mantê-lo abaixo do limite de gastos". A referência máxima da atual gestão econômica brasileira comparou seus planos com os implementados por Ronald Reagan nos Estados Unidos e Margaret Thatcher no Reino Unido. O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que os investidores estrangeiros devem continuar ativos no país, aguardando os efeitos que, segundo ele, terão as reformas estruturais que o governo presidido por Jair Bolsonaro promete continuar no próximo ano. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/37ss2Pa

COVID-19. Coronavírus no Brasil: Acumula 154.837 mortes por Covid-19. Este número o coloca como o segundo país do mundo com o maior número de mortes por esta nova doença e o número total de infecções é de 5.273.954. O Brasil confirmou 661 novos óbitos por coronavírus no último dia, com os quais o total de óbitos chegou a 154.837, enquanto os casos confirmados já somam 5.273.954, após a notificação de 23.227 novas infecções. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/35ohnCg

MEIO AMBIENTE. Bruxelas está em negociações com o presidente nacionalista de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, sobre compromissos sobre o futuro da Amazônia, enquanto busca persuadir Emmanuel Macron e outros líderes e parlamentos da UE a ratificar o acordo comercial que o bloco negociou com a América do Sul. A União Europeia busca promessa de proteção à Amazônia de Bolsonaro na tentativa de ratificar acordo comercial. A posição do presidente brasileiro sobre o desmatamento continua sendo um obstáculo para um acordo com a América do Sul. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/31sMxHA

VACINA. Brasil pretende comprar 46 milhões de doses da vacina contra o coronavírus chinês. A iniciativa se soma à negociação já acertada com a empresa AstraZeneca e a Universidade de Oxford, por meio da qual o governo garantiu 100 milhões de doses de outra vacina que, como a de Sinovac, está sendo testada no Brasil. (Diario Correo, Peru) | bit.ly/3m6ocPI

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

AMÉRICA LATINA. Por que a ladeira do Covid será difícil de subir. Epicentro da pandemia, a região vai demorar mais do que outras para se recuperar do choque da pandemia, de acordo com Joydeep Mukherji, presidente-executivo da S&P Global Ratings. A agência projeta uma queda no PIB da região de 8,5% neste ano e uma recuperação de apenas 4,5% em 2021. (Les Echos, França) | bit.ly/31uLc34

BOLÍVIA. O triunfo de Luis Arce no primeiro turno surpreendeu até as fileiras do MAS e confirmou o fracasso do "voto útil" contra ele. Nem mesmo unida a oposição teria conseguido impor-se. Durante quase um ano que durou o governo Áñez, o MAS conseguiu entender a nova etapa, rever os seus próprios erros e até gerar novas lideranças. Porém, o seu governo não será nada fácil num cenário regional pós-progressista e com uma economia muito complicada. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3ocpXga

CHILE. Um projeto de lei que visa proibir a negação dos abusos da ditadura de Augusto Pinochet divide o Senado do Chile. Meia centena de parlamentares de direita e centro-direita pedem que seja declarada inconstitucional. A regra visa emular o que países como Alemanha ou Áustria fizeram, onde a negação do genocídio nazista é punida. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/35oaoJP

COLÔMBIA. Protesto indígena cresce na Colômbia contra o governo Duque. Milhares de povos indígenas se unirão ao chamado dos sindicatos e movimentos sociais colombianos para mostrar sua rejeição à violência e à crise econômica. Os indígenas do sudoeste da Colômbia vão reforçar em Bogotá a Jornada Nacional de Protesto contra o Governo, que diversos sindicatos e organizações populares convocaram para manifestar sua insatisfação com a violência que vive o país e com a situação econômica e social. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/31sZnW6

NICARÁGUA. Nova lei contra os “agentes estrangeiros”. Organizações como a UNICEF, que apoiam projetos de água potável em comunidades rurais na Nicarágua, deixam de estar autorizadas a fazer quaisquer transações financeiras até que todos os seus empregados se tenham registado como “agentes estrangeiros”. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/34grE41

PERU. Cinco partidos da oposição apresentam nova moção para destituir o presidente Vizcarra O pedido, que ainda não passou por votação para ser aceito pelo Congresso, foi apresentado por iniciativa do partido União pelo Peru (UPP) com 27 assinaturas de representantes daquele grupo e Dos partidos Podemos, Frente Amplio e Acción Popular. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/3mcZOf9

URUGUAI. O ex-presidente do Uruguai José ‘Pepe’ Mujica formaliza sua renúncia ao Senado e se aposenta da política. A pandemia precipita decisão do ex-presidente, 85, que sofre de doença auto-imune. (El País, Espanha) | bit.ly/3ogwlmK

VENEZUELA. Venezuela começará a vacinar contra a Covid-19 entre dezembro e janeiro. A Venezuela começará uma campanha de vacinação em massa contra o coronavírus entre dezembro e janeiro graças às vacinas fornecidas pela Rússia e China, disse o presidente venezuelano Nicolas Maduro na terça-feira. (La Presse, Canadá) | bit.ly/37r6mTx

TRUMP. Donald Trump tem uma conta bancária na China, segundo o New York Times. E teria pago imposto. Uma revelação que vem quando o Presidente dos Estados Unidos se apresenta como um feroz oponente da China. (Le Soir, Bélgica; The New York Times, EUA) | bit.ly/2TfzGnu | nyti.ms/2TfzHb2

EUA/ELEIÇÕES. Rastreador das pesquisas eleitorais dos EUA: quem está liderando nos estados indecisos? Enquanto a campanha presidencial esquenta, o Guardian acompanha as últimas pesquisas em oito estados que podem decidir a eleição. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2HeAHdo

EUA/ELEIÇÕES. Faltando menos de um mês para o dia da eleição, os democratas estão ganhando impulso para ganhar a maioria no Senado: os desafiadores estão superando os candidatos republicanos e liderando as pesquisas. Eles foram ajudados pela crescente liderança do democrata Joe Biden sobre o presidente Trump, e por alguns republicanos do Senado que buscam se distanciar no último minuto de Trump, depois de passar anos apoiando-o. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/34iYrpj

CORONAVÍRUS/VACINA. Diplomacia da vacina Covid-19 da China atrapalha os EUA. Pequim prometeu ajudar o mundo em desenvolvimento, mas barreiras regulatórias e logísticas dificultam. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3okZSvB

GOOGLE. O Departamento de Justiça dos EUA abriu um processo contra o Google na terça-feira, acusando a empresa de tecnologia de abusar de sua posição para manter um monopólio ilegal sobre buscas e publicidade em buscas. Hoje, o Google é um “guardião do monopólio da Internet” que tem usado táticas anticompetitivas “perniciosas” para manter e estender seus monopólios. O processo antitruste é o desafio legal mais significativo para uma grande empresa de tecnologia em décadas e surge no momento em que as autoridades dos EUA estão cada vez mais críticas às práticas comerciais das principais empresas de tecnologia. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/34hIgIP

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Kevin Young – Bolívia (The Guardian, Inglaterra) | “A vitória da esquerda na Bolívia é um sinal positivo, mas herda uma situação terrível” | bit.ly/3jhSehH

Juan Manuel Karg – Bolívia (Página 12, Argentina) | “Eleições na Bolívia 2020: o olfato de Evo Morales” | bit.ly/3jivRsr

Eric Nepomuceno - Brasil Página 12, Argentina) | “A decepção de Bolsonaro com a Bolívia” | bit.ly/34gIXCl

Francesco Manetto – América Latina (El País, Espanha) | “O triunfo do partido de Evo Morales na Bolívia dá oxigênio à esquerda latino-americana. A volta ao poder do MAS tem um importante alcance simbólico e é um alerta aos setores mais radicais da oposição venezuelana” | bit.ly/34eQr8J

Andy Robinson – Bolívia (La Vanguardia, Espanha) | “A reconciliação nacional que Arce propõe não passa por Morales. A volta do ex-presidente exilado na Argentina abre um dilema em seu partido” | bit.ly/3kdYckS

Luis Arce, entrevista – Bolívia (El Clarín, Argentina) | “Sempre reconheceremos a liderança de Evo, mas este será o meu governo" | bit.ly/3kjMq8J

Giordano Sivini – Capitalismo (Sinistra in Rete, Itália) | “A economia da dívida e a crítica do valor” | bit.ly/31uPMy9



Conteúdo Relacionado