Clipping Internacional

Clipping Internacional - 22/01/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

22/01/2021 10:13

O governo brasileiro havia apostado fortemente na vacina AstraZeneca para iniciar sua campanha de imunização, mas teve que iniciar a campanha com os 6 milhões de doses do CoronaVac. (Kirsty O'Connor/POOL/AFP)

Créditos da foto: O governo brasileiro havia apostado fortemente na vacina AstraZeneca para iniciar sua campanha de imunização, mas teve que iniciar a campanha com os 6 milhões de doses do CoronaVac. (Kirsty O'Connor/POOL/AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

GOVERNO BOLSONARO/Duras críticas de igrejas cristãs . Fortes críticas de igrejas cristãs a Bolsonaro. Em documento afirmam: é “um governo orientado pela política da morte.” Declaração do Conselho Nacional de Igrejas do Brasil (Conic) aponta contra a falta de políticas oficiais para conter a pandemia, questiona as lideranças políticas e alerta para campanhas negativas. Segundo os líderes cristãos, “iniciamos o ano de 2021 com muitas incertezas quanto ao cenário político, econômico e de saúde” e “as campanhas negativas em torno da pandemia covid-19, a falsa oposição entre fé e ciência, com a gradual perda de empatia e responsabilidade coletiva, visível na resistência ao uso correto da máscara e nas multidões que contribuíram para as taxas de mortalidade diárias, enquanto as infecções superam as do início da pandemia”. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3sP5H6n

LULA/Covid-19. Lula da Silva revelou que contraiu coronavírus em dezembro, mas não apresentou complicações. Ele garantiu que já está recuperado e "pronto para tomar a vacina". O ex-presidente está em Havana desde o último dia 21 de dezembro para as filmagens de um documentário dirigido por Oliver Stone e acaba de retornar ao Brasil. Das nove pessoas que viajaram com Lula ao país, apenas uma não foi contaminada. Entre os que também adoeceram está o jornalista e escritor Fernando Morais. Segundo o comunicado, Lula decidiu informar sobre o diagnóstico apenas após voltar ao Brasil para "preservar sua família e a dos demais infectados". (Página 12, Argentina; La Diaria, Uruguai; Sputnik News, Rússia; El Diario, Espanha; La Jornada, México; Telesur, Venezuela) | bit.ly/3p9bAt6 | bit.ly/2LWo099 | bit.ly/363tfL3 | bit.ly/3sOk1fK | bit.ly/39QjdOC | bit.ly/3c122MS

EUA/Nova política contra a pandemia. Biden revela uma resposta nacional à pandemia. O presidente Biden assinou várias ordens executivas com o objetivo de criar uma autoridade centralizada para combater o vírus. A estratégia inclui o reforço da produção de vacinas, tratamentos e equipamentos de proteção de nível médico, e exige novos requisitos de máscara. Biden previu que o número nacional de mortos da Covid-19 chegaria a 500 mil no próximo mês, recusando-se a minimizar a carnificina como seu antecessor. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3640TAo

VACINA OXFORD/Índia libera 2 milhões de doses. O Brasil espera receber dois milhões de doses da vacina da Universidade de Oxford e do laboratório AstraZeneca da Índia na sexta-feira, que deu seu aval para a exportação quase uma semana depois do inicialmente planejado. O presidente Jair Bolsonaro, havia fretado um avião para recolher os dois milhões de doses, mas o embarque foi vetado pelas autoridades indianas. Bolsonaro, um dos líderes que mais negam a gravidade da pandemia, atribuiu o atraso no embarque ao início da vacinação na Índia. Após vários dias de negociações, o governo confirmou a chegada nesta sexta-feira das doses da vacina Oxford, cujo uso emergencial já foi aprovado no país. (El Diário, Espanha; Diario Correo, Peru) | bit.ly/2LZ3YLf | bit.ly/3qN4HhB

CLÃ BOLSONARO/Eduardo condenado por danos morais. A Justiça do Estado de São Paulo condenou o deputado Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello em 30 mil reais. O deputado havia acusado a jornalista de ter utilizado "métodos de sedução" para obter informações sobre a preparação de uma reportagem jornalística durante as eleições de 2018, o que era inteiramente falso. (El Diário, Espanha; Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2MecndA | bit.ly/2LODBb4

BOLSONARO/Sem Trump, Bolsonaro cede a Biden. Jair Bolsonaro finalmente cede à Amazônia e se abre para uma mudança na política ambiental. Ele o faz com uma carta que enviou ao presidente Joe Biden na véspera de sua posse. O líder brasileiro cada vez mais isolado após o fim da era Trump. Mas a chegada do candidato democrata à Casa Branca colocou tudo em dúvida e o obrigou a consertar as relações bilaterais com Washington. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/3qGakxW

COVID NA AMAZÔNIA/O colapso do sistema de Saúde. O sistema de saúde em Manaus, a capital do estado brasileiro do Amazonas, entrou em colapso pela segunda vez devido aos casos de Covid-19, que ameaçam as zonas rurais da Amazónia. Equipes da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) que se encontram na região, a vários dias de barco de Manaus, relataram mortes associadas à Covid-19 nestas áreas remotas, devido à impossibilidade de transferir os doentes mais graves para Manaus, onde os hospitais estão cheios, disse a organização não-governamental em comunicado. (Jornal de Notícias, Portugal; El Espectador, Colômbia; Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/2NhWZgL | bit.ly/2NuC8af | bit.ly/39WXMeK

CARNAVAL DO RIO/Cancelado pela Covid. O prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes anunciou nesta quinta-feira o cancelamento do carnaval deste ano devido à pandemia do Covid-19. O carnaval estava originalmente programado para 13 a 16 de fevereiro, mas foi adiado para o meio do ano devido à pandemia. O Carnaval do Rio de Janeiro é considerado a maior festa ao ar livre do mundo, atraindo milhões de pessoas anualmente, tanto brasileiros quanto estrangeiros. (Xihuanet, China; Euronews, Portugal) | bit.ly/3sKsnF0 | bit.ly/2LN5IYc

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA/As primeiras medidas de Biden. Ordens executivas e outras diretivas de Biden em detalhes. As medidas visam fortalecer as proteções para jovens imigrantes, acabar com a construção do muro da fronteira do presidente Donald J. Trump, acabar com a proibição de viagens e priorizar a igualdade racial. Foram contempladas as áreas: pandemia; imigração e vistos; mudança climática; direitos e igualdade racial e LGBT; economia; e transparência governamental. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/35ZahW7

VACINA/Aceitação difícil mas melhorando. A aceitação da vacina Covid está aumentando em toda a Europa, mas caindo em partes da Ásia. Os dados do rastreador do YouGov mostram aumentos de dois dígitos em pontos percentuais nas taxas de aceitação da vacina contra o coronavírus em oito dos nove países europeus pesquisados desde meados de novembro. O quadro foi menos positivo fora da Europa, no entanto, com pessoas em vários países da Ásia parecendo não mais dispostas agora - e em alguns casos até um pouco menos dispostas - a se vacinar do que quando foram solicitadas no ano passado. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3sLc0rH

VACINA CUBANA/vacina ‘socialista’ já na fase 3. Soberana 02: Cuba prepara cem milhões de doses da vacina contra o coronavírus. Enquanto a OMS mantém uma cruzada para denunciar o "fracasso moral" da concentração da distribuição de vacinas contra a Covid-19 entre os países mais ricos, Cuba caminha para a fase 3 de sua vacina e se prepara para produzir cem milhões de doses. “A estratégia de Cuba para comercializar a vacina tem uma combinação de humanidade e impacto na saúde mundial. Não somos uma multinacional, onde o objetivo financeiro é a razão número um. Nosso objetivo é criar mais saúde ”, disse o diretor-geral do Finlay Vaccine Institute, Vicente Vérez Bencomo. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3sMXLma

AMÉRICA LATINA/Os jovens da região e risco Covid. Os jovens na América Latina são um grupo de risco para Covid-19. Na região mais desigual do mundo, os jovens adultos têm tanta probabilidade de morrer da pandemia quanto as pessoas com mais de 60 anos em um país rico, segundo um relatório do BID. (El País, Espanha) | bit.ly/3qJHTzi

COLÔMBIA/Partido da Farc muda de nome. O partido Farc vai mudar seu nome evocativo da guerra. O partido Farc, que emergiu dos ex-guerrilheiros que assinaram a paz na Colômbia, anunciou na quinta-feira que mudaria seu nome para se afastar da sigla que identificava a rebelião mais poderosa da América por mais de 'meio século de confronto armado. Após o acordo de novembro de 2016 com o governo do ex-presidente Juan Manuel Santos (2010-18), as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia transformaram-se em um partido político com o nome de Força Alternativa Revolucionária Comum, mantendo assim o mesma sigla, Farc. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/3iJBxNy

HONDURAS/Perseguição a aborto e LGBT. Honduras estabelece proibição total do aborto e casamento entre pessoas do mesmo sexo. O texto que altera a Constituição fecha qualquer possibilidade de debate e torna improvável uma emenda posterior, enquanto o país já proíbe o aborto em todos os casos. (Le Monde, França) | bit.ly/3sPbmJW

MÉXICO/O caso dos 43 estudantes assassinados. Testemunha do desaparecimento de 43 estudantes alega que soldados detiveram grupos de estudantes, interrogaram-nos e depois os entregaram a uma gangue do tráfico, confirmou o presidente López Obrador. O desaparecimento dos estagiários do Ayotzinapa Rural Teachers ’College em de 2014 abalou o México, gerando protestos generalizados e pedidos de justiça, mas a investigação do caso foi amplamente criticada. O ex-ministro da Defesa Salvador Cienfuegos, recentemente preso por acusações de drogas dos EUA que foram retiradas posteriormente, recusou-se por muito tempo a permitir que os investigadores tivessem acesso aos soldados na base para interrogatório sobre seu possível envolvimento no massacre. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/398S4ax

EUROPA/Estímulo monetário para combate à Covid. Banco Central Europeu se compromete a manter "amplo estímulo monetário". Christine Lagarde não fez um novo anúncio, mas a instituição continua sendo, mais do que nunca, a pedra angular do sistema econômico durante a pandemia. (Le Monde, França) | bit.ly/3c6ELt1

JAPÃO/Estuda prisão para não uso de máscara. O Japão planeja impor penas de prisão para aqueles que não agirem. O governo japonês aprovou na sexta-feira dois projetos de lei que visam fortalecer a eficácia de medidas restritivas de combate ao coronavírus, que, se aprovadas como estão, imporiam multas e até penas de prisão para refratores. (La Presse, Canadá) | bit.ly/3qI0hZ9

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Noam Chomsky e Vijay Prashad – Neoliberalismo/pandemia (Counterpunch, EUA) | “Por que os líderes neoliberais que não conseguiram proteger seus países do Covid-19 devem ser investigados. Bolsonaro por exemplo.” | bit.ly/39TdqrI

Marco Teruggi – EUA/AL (Página 12, Argentina) | “Joseph Biden, Venezuela e América Latina. As mudanças e as continuidades.” | bit.ly/3sQFynN

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “O corrupto, Ted Cruz, o sem noção, Mitt Romney, e Joe Biden. A unidade é uma boa meta, mas não espere muita cooperação” | nyti.ms/3sIPIqN

Alfredo Grieco y Bavio – América Latinha (El Diário, Espanha) | “Como será, e como não será, a relação de Biden com a América Latina” | bit.ly/3qJHCw0

Rebecca Gordon – EUA (The Nation, EUA) | “O império norte-americano está desmoronando diante de nossos olhos” | bit.ly/3sPBWCw

Cornel West e Maria Hijojosa, entrevista – EUA (Democracy Now, EUA) | “Sobre as promessas e perigos da administração Biden: o trabalho continua” | bit.ly/2NhX2sX

Donatello Santarone – China (Sinistra in Rete, Itália) | “A China de Marx” | bit.ly/3cfojqH



Conteúdo Relacionado