Clipping Internacional

Clipping Internacional - 22/06/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

22/06/2020 09:21

Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro (Adriano Machado/Reuters)

Créditos da foto: Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro (Adriano Machado/Reuters)

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

ÍNDIOS. "Estamos diante de um extermínio": o Brasil perde uma geração de líderes indígenas para o Covid-19. O coronavírus varreu tribos, matando idosos - e causando danos irreparáveis à história, cultura e medicina tribais. À medida que o número total de mortos e confirmados de Covid-19 no Brasil ultrapassa 50.000, o vírus atravessa as comunidades indígenas do país, matando chefes, anciãos e curandeiros tradicionais - e suscitando temores de que, juntamente com o número de vidas humanas, a pandemia possa causar danos irreparáveis às tribos e o conhecimento de história, cultura e medicina natural. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2CwBIdZ

COVID-19. O total de infectados e supera o milhão. Brasil supera a barreira de 50 mil pontos por coronavírus e a situação piora. O Brasil agora tem um total de 1.085.038 casos confirmados e 50.617 mortes, contra 49.976 no sábado, informou o Ministério da Saúde. Especialistas dizem que os números verdadeiros são muito mais altos devido à falta de testes generalizados. O maior país da América Latina registra normalmente mais de 1.000 mortes por dia, mas geralmente registra menos nos fins de semana. No domingo, o país teve um favor de manifestação e contra o presidente Jair Bolsonaro, que enfrenta uma grave crise política e institucional. (Página 12, Argentina; The New York Times; Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Periódico, Espanha; La Presse, Canadá; El Mercúrio, Chile; Diário Correo, Peru) | bit.ly/2YovCF5 | nyti.ms/2AYf51C | bit.ly/2AYf5yE | bit.ly/2NmvVK1 | bit.ly/3hSy4vh | bit.ly/2AYf79K | bit.ly/2YlD0B2 | bit.ly/3eq7Vl4

WASSEF. Empresa fundada por ex-esposa de Wassef recebeu R$ 41 milhões na gestão Bolsonaro. Ao longo da gestão do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, a empresa Globalweb Outsourcing recebeu R$ 41,6 milhões do governo federal. A empresa foi fundada por Cristina Boner Leo, ex-esposa de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro e que defende o senador Flávio Bolsonaro. Os valores pagos à empresa foram efetuados entre janeiro de 2019 e junho deste ano. A Globalweb Outsourcing presta serviços de tecnologia da informação e informática a diversos órgãos federais, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e também o Ministério da Educação. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2YYQ7ad

MILITARES. Bolsonaro diz que as forças armadas existem para defender a democracia. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse no domingo que os militares servem à vontade do povo e sua missão é defender a democracia, acrescentando combustível a um intenso debate sobre o papel das forças armadas em meio a temores estrondosos de instabilidade política. As tensões cresceram em Brasília em meio a um tenso impasse entre o presidente e a Suprema Corte, levando alguns a sugerir que os militares seriam forçados a escolher lados em uma eventual piora da situação. (The New York Times, EUA; El País, Uruguai) | nyti.ms/2Nhl4RN | bit.ly/2V6OAhn

WEINTRAUB. Ex-ministro brasileiro faz saída rápida para os EUA enquanto inquéritos abalam o governo. Abraham Weintraub, um dos lugares-tenentes mais pugnazes do presidente, fez uma saída às pressas para os Estados Unidos apenas alguns dias depois de deixar o cargo de ministro da Educação. Quando ele partiu, ele sinalizou sua preocupação com as investigações da Suprema Corte, visando ele e outras autoridades suspeitas de orquestrar campanhas de difamação e desinformação on-line. Foi o ápice de uma das semanas mais tumultuadas da presidência de Jair Bolsonaro. Uma enxurrada de prisões e ordens judiciais dirigidas a apoiadores do líder brasileiro mergulhou a capital em crise, já que o número de casos de coronavírus no país ultrapassava um milhão. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3hKGPrb

BOLSONARISTAS. A polícia brasileira realizou este domingo uma operação contra três grupos extremistas que apoiam o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e que são investigados por liderar atos antidemocráticos nas últimas semanas, informaram fontes oficiais. As autoridades estão a investigar os grupos por liderança de manifestações antidemocráticas e "alegados crimes de milícias privadas, ameaças e posse de armas". (Diário de Notícias, Portugal; El Desconcierto, Chile) | bit.ly/3hXtmwn | bit.ly/3hP4YwE

FUTEBOL. Prefeito do Rio de Janeiro recua e proíbe apenas jogos de Fluminense e Botafogo. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, alterou o decreto que suspende os eventos desportivos à porta fechada, proibindo apenas os encontros do Fluminense e do Botafogo, marcados para a próxima semana. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2V6Ou9v

BOLSONARO. Opositores e apoiadores de Bolsonaro se manifestaram em Brasília. Centenas de apoiadores e oponentes do governo Jair Bolsonaro demonstraram neste domingo em Brasília mostrar seu apoio e rejeição ao Executivo, quando o país se aproxima da marca de 50.000 mortos pelos coronavírus. (Ùltimas Notícias, Venezuela; La Jornada, México) | bit.ly/2YWugjZ | bit.ly/3hXttIj

SARA WINTER. Sara Winter, a ativista extravagante que personifica o pulso entre Bolsonaro e o Supremo. A ex-fundadora da filial brasileira do Femen, agora de extrema direita, foi presa no Brasil por ameaçar o Tribunal Superior. (El País, Espanha) | bit.ly/2YWJllr

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

CHILE. Piñera manipulou dados do Covid-19 e o Chile passou de milagre a tragédia. A realidade superou o governo: o Ministro da Saúde teve que renunciar. Não se fala mais em "imunidade de rebanho", mas em quarentena forçada com multas e prisão, a caminho da "hibernação". A economia também está desmoronando nove meses após o surto social que colocou o país no limite. (Tiempo Argentino, Argentina) | bit.ly/2AObNOx

PERU. Coronavírus: sem oxigênio medicinal, peruanos sem fôlego. Já enfraquecido pela corrupção e pelo subinvestimento, o sistema de saúde também carece de oxigênio. A crise do coronavírus está longe de terminar. (L’Express, França) | bit.ly/3fKkuYS

BOLÍVIA. Os voos fantasmas do avião presidencial boliviano. O aparato centraliza a controvérsia entre Evo Morales deposto e a presidente de fato Jeanine Áñez. De acordo com um detalhamento dos movimentos do avião presidencial, ele realizou nada menos que 25 voos para o Brasil desde a renúncia de Evo Morales em Novembro do ano passado. A FlightAware chegou a identificar um voo para Brasília em 11 de novembro, apenas 24 horas após a renúncia do presidente indígena. As notícias divulgadas pela primeira vez no jornal argentino Pagina 12 pareciam outra indicação do envolvimento do governo com o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro no que muitos descrevem como um golpe de Estado na Bolívia. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3epPld4

CORONAVÍRUS. América Latina e Caribe excedem 2 milhões de casos - como aconteceu. O Irã registra mais de 100 mortes pelo terceiro dia consecutivo; O número de mortos no Reino Unido aumenta 43; As mortes no Chile aumentam para mais de 7.000. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3dqDNVz

EUA-CHINA. Trump suspendeu sanções da China sobre Xinjiang para proteger acordo comercial. O presidente diz que não queria impor multas adicionais enquanto estava no meio de uma negociação. O presidente Trump adiou a imposição de sanções mais duras às autoridades chinesas, acusadas de uma repressão à minoria muçulmana uigur, por causa da preocupação de que essas medidas interferissem nas negociações comerciais, disse ele em entrevista publicada no domingo. (The guardian, Inglaterra) | bit.ly/3fNFazb

TRUMP. Campanha de adolescentes nas redes sociais ajudou a esvaziar comício de Trump. Adolescentes fãs de K-pop e ativos na rede social Tik Tok inscreveram-se em massa na internet para o comício de Trump em Tulsa. Mas à hora marcada, o pavilhão estava meio vazio. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2V9sQBk

EUA. Vasta ajuda federal limitou o aumento da pobreza, segundo estudos. Mas os pesquisadores alertam que isso não significa que as famílias de baixa renda estejam escapando das dificuldades. E eles alertam que quando a ajuda expirar no próximo mês, as famílias poderão novamente ficar vulneráveis. (The Guardian, Inglaterra) | nyti.ms/2Z1ZqWW

EUA/VENEZUELA. Trump afirma estar aberto para se encontrar com Maduro. Em entrevista , o presidente dos EUA expressa dúvidas sobre Guaidó e sugere uma mudança incomum em sua política com a Venezuela. “Talvez eu pudesse pensar sobre isso", disse Trump, quando perguntado se ele se encontraria com o presidente venezuelano. "Maduro gostaria de conhecer. E nunca me oponho às reuniões. Sabe, eu raramente me oponho às reuniões ", acrescentou. Trump indicou, de acordo com Axios, que não confia muito em Guaidó, que um ano e meio depois de se proclamar presidente encarregado da Venezuela e ser reconhecido como tal pelos Estados Unidos e por cerca de 60 países, não avançou em sua ânsia de se afastar do poder. (El País, Espanha) | bit.ly/2V6O6Yy

ALEMANHA. A extrema direita alemã cai com a chegada da pandemia. A AfD perde terreno nas pesquisas apesar de esperar anos por uma crise sistêmica como a atual. Em um momento histórico de saúde e incerteza econômica, os cidadãos veem Merkel como uma âncora de segurança. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2VaPqtA

CISJORDÂNIA. Israel-Palestina: agindo para impedir novas anexações. Enquanto o governo israelense pede novamente a anexação da Cisjordânia, ONGs e associações pedem à França e à UE que tomem medidas restritivas diante dessa violação do direito internacional. (Libération, França) | bit.ly/3dkHSe1

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eduardo Aliverti – Argentina (Página 12, Argentina) | “A certeza que não muda. O governo atravessa seu momento mais complicado, para não falar do que se espera. Vicentin é apenas uma parte dessa paisagem” | bit.ly/3dvhhuV

Jorge Alemán - Direita (Página 12, Argentina) | “A artilharia ideológica das direitas mundiais” | bit.ly/3doHoTZ

Mempo Giardinelli – Argentina (Página 12, Argentina) | “O presidente, os vicentins e a mídia” | bit.ly/3hXtw6X

Manoel Carvalho – Trump (Público, Portugal) | “Trump e a normalização do ódio na política” | bit.ly/2AYgHIK

John Trumpbour – Brasil (Jacobin, EUA) | “Como o New York Review of Books viu Perry Anderson e o Brasil equivocadamente” | bit.ly/2V7u0NK

Conteúdo Relacionado