Clipping Internacional

Clipping Internacional - 22/11/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil, especial eleições; Notícias do Mundo; e Artigos

22/11/2020 09:19

Protestos no Brasil por assassinato brutal de homem negro (Reprodução)

Créditos da foto: Protestos no Brasil por assassinato brutal de homem negro (Reprodução)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

ESQUERDA. Esquerdistas brasileiros buscam emular a unidade dos democratas dos EUA para derrotar Bolsonaro. Remover o presidente de extrema direita é prioridade para muitos esquerdistas brasileiros - mas será que eles podem construir a frente única necessária para derrotá-lo? (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3nwZg4H

NEGRO ASSASSINADO/INDIGNAÇÃO. Indignação no Brasil. Um homem negro que morreu após ser espancado por seguranças de supermercado na cidade de Porto Alegre, na véspera do Dia da Consciência Negra, gerou indignação em todo o Brasil depois que vídeos do incidente circularam nas redes sociais. Dezenas de manifestantes entraram em um Carrefour na capital do Brasil, Brasília, na manhã de sexta-feira, gritando "A vida dos negros é importante!" Um segurava uma placa que dizia: “Não compre no Carrefour. Você poderia morrer". Dentro de outro Carrefour no Rio de Janeiro, os manifestantes gritaram “Assassinos do Carrefour”, como um homem negro ainda deitado no topo da esteira de um caixa. Eles forçaram o fechamento da loja. (The Guardian, Inglaterra; El Diário, Espanha; Diário de Notícias, Portugal; La Croix, França; Página 12, Argentina; Público, Portugal; Le Parisien, França; La Repubblica, Itália; El País, Espanha; Expresso, Portugal; Al Jazeera, Catar; Tribune de Genève, Suíça; Libération, França; The Sydney Morning Herald, Austrália; Esquerda.net, Portugal; RFI, França; La Vanguardia, Espanha; The Washington Post, EUA; El País, Uruguai; El Espectador, Colômbia; El Periódico, Espanha; El Mundo, Espanha; ABC, Espanha; Le Monde, França; Corriere della Sera, Itália; Global Times, China; Deutsche Welle, Alemanha; Toronto Sun, Canadá; El Mercurio, Chile) | bit.ly/2IZCjrM | bit.ly/372oD7X | bit.ly/3ftJODx | bit.ly/2IXgCZA | bit.ly/336ZeZs | bit.ly/36ZH2SM | bit.ly/392LRgI | bit.ly/35UCQEg | bit.ly/35TfjUz | bit.ly/35TonbL | bit.ly/3foxLHE | bit.ly/35QG2ky | bit.ly/397p1Vk | bit.ly/3pPD5sk | bit.ly/3pNMtg6 | bit.ly/2J1q65O | bit.ly/35TDuSQ | bit.ly/3nPq0gG | wapo.st/3fnW6xa | bit.ly/339OmtP | bit.ly/333IrGv | bit.ly/3pNMvoe | bit.ly/3lWrRQp | bit.ly/3kX7rp4 | bit.ly/3foxIvs | bit.ly/3kTZykm | bit.ly/3lURam1 | bit.ly/3kPkIzX | bit.ly/3fmPYFk | bit.ly/36XGQmP

BOLSONARO/MOURÃO/RACISMO. O presidente disse que eles estão tentando dividir o povo Jair Bolsonaro criticou a onda de protestos contra o racismo que varreu o Brasil e não fez menção à morte ocorrida nesta quinta-feira em Porto Alegre (sul) de um negro nas mãos de seguranças de um supermercado que o espancaram com força. Reações à morte de negro espancado por seguranças em Porto Alegre mostra a divisão do Brasil: no Governo lamenta-se, mas falam num caso de exceção. Presidente do PT diz que Bolsonaro tem estimulado “ódio e preconceito”. (Página 12, Argentina; Público, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Mercurio, Chile) | bit.ly/2HsTDoO | bit.ly/3foW1tm | bit.ly/3fk4XjA | bit.ly/3nQTScR

BOLSONARO/MEIO AMBIENTE. Brasil é acusado de atrasar negociações da ONU sobre biodiversidade. O Brasil foi acusado de obstruir os esforços globais para proteger a natureza após uma discussão sobre o uso de tecnologia de reuniões virtuais para superar as restrições da Covid-19. A disputa ameaça uma importante conferência das Nações Unidas em Kunming, China, no próximo ano, que visa definir novas metas para proteger os sistemas naturais de suporte à vida da Terra. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/36ZH25e

ELEIÇÕES/IGREJA UNIVERSAL. Candidato da Igreja Universal no Rio de Janeiro diz que se rival for eleito haverá pedofilia nas escolas. Apoiado por Jair Bolsonaro, o atual prefeito Marcelo Crivella, do Republicanos, braço político da igreja do seu tio, Edir Macedo, acusa Eduardo Paes, que lidera com folgas as sondagens, de promover o crime. "Você imagina: pedofilia nas escolas. Jesus se comparou às crianças e nós vamos aceitar pedofilia na escola, no ensino infantil?", pergunta Crivella, atual prefeito da cidade. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/336WlIc

BOLSONARO/ASSASSINATO. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira que não é necessário "dividir o sofrimento do povo brasileiro em grupos" e que "problemas como a violência são vividos por todos", após um dia de protestos no país pelo brutal assassinato de um homem negro em um mercado. “Há quem queira destruir (a essência) e colocar em seu lugar o conflito, o ressentimento, o ódio e a divisão de classes, sempre disfarçada de 'luta pela igualdade' ou 'justiça social', todos em busca do poder”, Bolsonaro disse, embora não tenha mencionado diretamente a morte de um homem negro em uma feira, que se tornou o símbolo dos protestos que marcaram hoje. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3fkPWhv bolsonaro-dice-violencia-vivida-jornada-protestas_1_6449503.html

APAGÃO/AMAPÁ. Estado do Amapá está há 18 dias privado de eletricidade. Cerca de 765 mil pessoas foram afetadas pelos apagões. Apenas a 5 de novembro o Governo anunciou a tomada de medidas para garantir o restabelecimento da energia elétrica.” Após um rol de promessas, anúncios de investigações, adiamento de prazos, estas mesmas cidades, que se mantinham com um fornecimento de energia parcial, foram atingidas por um novo apagão esta terça-feira, dia 17. Questionado na quarta-feira por jornalistas sobre a situação no Amapá, Jair Bolsonaro, que optou por não visitar o estado, não deu qualquer resposta. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3nMfpDw

BOLSONARO/PANDEMIA. G20: Bolsonaro defende economia aberta, apesar de segunda onda de Covid-19 no Brasil. Na sexta-feira, o Brasil, que já é o terceiro mais atingido do mundo pela pandemia (perde apenas para Estados Unidos e Índia) em números absolutos, ultrapassou a marca de seis milhões de casos de Covid-19, com 168.600 mortes. Profissionais da saúde alertam para o aumento de contaminados em várias capitais nos últimos dias e pesquisadores acreditam que o país já vive segunda onda. (RFI, França) | bit.ly/3fpacOI

BOLSONARO/CORRUPÇÃO. A extensa investigação de corrupção conhecida como Lava Jato havia enredado vários políticos no Brasil e no exterior, derrubando a estrutura de poder latino-americana. A eleição de Jair Bolsonaro levou ao poder um político estranho que prometeu erradicar a corrupção. Dois anos depois, a investigação de corrupção está em aparelhos de suporte vital. E, agora, o presidente, que também está sendo investigado pela Suprema Corte por suposta má conduta, está declarando que a prevaricação pública não é mais um problema. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/35Toggl

BOLSONARO/CARREFOUR. Em novembro de 2018 o jornal francês perguntava: “Jair Bolsonaro, o novo presidente de extrema direita do Brasil foi financiado pelo Carrefour? As informações circularam nas redes sociais. Esse é um atalho muito grande, ligado ao fato de um dos acionistas brasileiros do gigante supermercadista, Abilio Diniz, ter feito doações em favor de candidatos do Partido Social-Liberal (PSL) de Bolsonaro, para as eleições gerais.” (Libération, França) | bit.ly/2J20Tsv

BOLSONARO/MILITARES. Os altos comandantes militares impuseram condições a Jair Bolsonaro. Eles alertaram contra entrar na política ao rejeitar uma mensagem dura do presidente sobre a Amazônia e os EUA. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/3fmrT1y

COVID-19. Brasil ultrapassa seis milhões de casos de covid-19 e começa a temer uma segunda onda.Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, desde o início da pandemia, já se acumularam 6.020.164 infecções. . Nas últimas 24 horas, foram registrados mais de 38 mil novos casos, um dos maiores números dos últimos dias. (El Mundo, Espanha; La Jornada, México) | bit.ly/3961PGY

bit.ly/3q1EagW

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA. A Bolívia retoma participação na Unasul, Celac e Alba-TCP. Governo de Luis Arce decidiu retomar a participação plena da Bolívia na União de Nações Sul-Americanas (Unasul), na Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e no bloco Bolivariano Alba após um ano de distanciamento durante a administração temporária da ex-presidente Jeanine Áñez. A decisão responde à "firme convicção" do país "pela integração", explicou o Itamaraty em nota divulgada nesta sexta-feira. (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/339OoBX

COLÔMBIA. A Colômbia comemorou o aniversário dos protestos históricos ocorridos em novembro passado com um segundo dia de greve nacional. Em Bogotá e Medellín, epicentro das mobilizações, houve repressão policial. A conferência foi convocada por trabalhadores centrais, organizações sociais e estudantes. Os setores do campesinato também se mobilizaram em várias partes do país. As principais reclamações foram em relação às políticas do presidente Iván Duque e sua forma de lidar com a pandemia. Eles também pediram que a perseguição e a morte de líderes sociais acabassem. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2UPJ7uO

GUATEMALA. Manifestações antiausteridade. Centenas de manifestantes invadiram o Congresso da Guatemala e queimaram parte do prédio no sábado em meio a protestos crescentes contra o presidente Alejandro Giammattei e a legislatura por aprovar um orçamento que corta gastos com educação e saúde. O protesto aconteceu quando cerca de 7.000 pessoas estavam se manifestando em frente ao Palácio Nacional na Cidade da Guatemala contra o orçamento, que os manifestantes dizem que foi negociado e aprovado por legisladores em segredo enquanto o país centro-americano era distraído pela sequência de furacões consecutivos e a pandemia Covid-19. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3lVfmVo

MÉXICO. Caso Cienfuegos: um mistério nas relações entre Estados Unidos e México. Rejeitar as acusações pelas quais o general Salvador Cienfuegos foi acusado e devolvê-lo ao México é uma atitude sem precedentes de qualquer governo dos Estados Unidos. A decisão marca uma virada no relacionamento entre os dois países. Se 2020 mostrou alguma coisa, é que tudo pode acontecer. Um juiz de Nova York acatou o pedido inusitado do governo dos Estados Unidos para retirar as acusações contra o general. As acusações pelas quais ele foi acusado eram tráfico de drogas e lavagem de dinheiro por ajudar o cartel H-2 "a traficar milhares de quilos de cocaína, heroína, metanfetamina e maconha para os Estados Unidos" entre 2015 e 2017, em troca de subornos milionários. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/2IXEAUn

PERU. Esterilizações forçadas no Peru: processo na ONU, após duas décadas de impunidade. Cerca de 300 mil mulheres foram vítimas de esterilizações forçadas. Todos eles tinham pobreza em comum. A maioria eram mulheres camponesas indígenas. Um plano sinistro para reduzir a população dos setores excluídos do país. Eles iam busca-las em suas casas, levaram-nos com dolo ou ameaças e os esterilizaram à força. Essa foi a prática brutal do programa de esterilização lançado pelo governo de Alberto Fujimori (1990-2000). (Página 12, Argentina) | bit.ly/3fliTJW

CORONAVIRUS/EUA. Casos de coronavírus nos EUA perto de 200.000 por dia enquanto a crise catastrófica atinge novos patamares. O número diário de novos casos nos Estados Unidos quase dobrou em menos de três semanas após atingir 100.000 pela primeira vez. O recorde de 195.542 novos casos na sexta-feira foi o mais recente de várias elevações diárias recentes, uma contagem da Universidade Johns Hopkins descobriu., (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3372gg6

EUA/TRUMP. Juiz Rejeita Processo de Trump na Pensilvânia; Outro republicano, o senador Pat Toomey pede a transição. O juiz rejeitou a última grande oferta da campanha de Trump para atrasar a certificação do voto da Pensilvânia e chamou suas alegações de "não suportadas por evidências". O senador Pat Toomey, da Pensilvânia, um republicano, disse que o presidente Trump “esgotou todas as opções legais plausíveis” e pediu que ele “aceitasse o resultado” da eleição. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3lU9cod

EUA. O adolescente acusado de assassinar dois manifestantes antirracistas em Wisconsin foi libertado. Kyle Rittenhouse foi libertado após pagar fiança de US $ 2 milhões, levantada por um fundo de defesa legal. Ele continua, no entanto, processado por homicídio doloso e por colocar em risco a vida de outras pessoas. (Le Monde, França) | bit.ly/2IYAJa2

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS/REPORTAGENS

François Chesnais – Crise da Pandemia (Esquerda.net, Porltugal) | “A originalidade absoluta da crise sanitária e econômica mundial” | bit.ly/2Ho6Dfg

Emir Sader – Brasil (Página 12, Argentina) | “A direita brasileira em crise. As torpezas de Bolsonaro dividem sua frente” | bit.ly/36R4n8U

Rupert Neate – Desigualdade/EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Desigualdade chocante: porque São Francisco votou no ‘imposto de executivos superpagos” | bit.ly/3356MMe

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Os EUA estão sendo submetidos a um teste de estresse - e os republicanos estão falhando. A maioria dos republicanos eleitos se recusa a enfrentar Trump. Sua covardia é uma das piores traições da confiança pública na história de nossa república” | bit.ly/2Ho6DMi

David Cufré – Argentina (Página 12, Argentina) | “2021 não é 2018” | bit.ly/3l2frp7

Eric Gonzàlez e Jacqueline Fowks – Peru (El País, Espanha) | “O ‘modelo peruano’, na beira da falência” | bit.ly/2KxrNZJ

Eduardo Francisco de León – Peru (La Diária, Uruguai) | “Quando o Peru se ferrou? História da década de 1960 até a semana passada” | bit.ly/3pRn31a

Andrew Pasquier – Polônia (The Nation, EUA) | “As mulheres polonesas estão nas ruas” | bit.ly/3364tIV

Hugo Albuquerque – Brasil (Jacobin, EUA) | “A maior cidade do Brasil pode em breve ter um prefeito socialista” | bit.ly/3pQjS9Q

Gianfranco Pala – Capitalismo (Sinistra in Rete, Itália) | “Imperialismo multinacional, fase ‘sublimada’ do capitalismo” | bit.ly/35VaRoi

Marco Veronese Passarella – Capitalismo (Sinistra in Rete, Itália) | “A moderna teoria monetária” | bit.ly/36XplDk



Conteúdo Relacionado