Clipping Internacional

Clipping Internacional - 23/07/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

23/07/2020 09:14

Coveiros brasileiros trabalhando na Vila Formosa. Paulo Lotufo, um epidemiologista da Universidade de São Paulo , saudou os coveiros como os heróis desconhecidos da pandemia (Rafael Vilela/The Guardian)

Créditos da foto: Coveiros brasileiros trabalhando na Vila Formosa. Paulo Lotufo, um epidemiologista da Universidade de São Paulo , saudou os coveiros como os heróis desconhecidos da pandemia (Rafael Vilela/The Guardian)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

COVEIROS. 'Sofremos em silêncio': o coronavírus afeta pesadamente o exército de coveiros do Brasil. Imagens aéreas dramáticas de Vila Formosa viajaram pelo mundo nos últimos meses - talvez o símbolo mais potente do fracasso mortal do Brasil em controlar a pandemia de coronavírus. Somente em São Paulo, onde fica Vila Formosa, sabe-se que mais de 20.000 pessoas morreram, o que significa que, se o estado fosse um país, seria considerado um dos 10 piores do mundo, à frente do Irã, Peru e Rússia. Alcoolismo e depressão 'parte integrante' para aqueles que enterram os corpos das vítimas do Covid-19 - mais de 80.000 até agora. "Alguém tem que fazer isso", disse o pai de dois filhos de 30 anos, que ganha £ 200 (US $ 250) por mês. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2BpHvBZ

PRESENTE DE GREGO. Doação de drogas nos EUA cria dor de cabeça para o governo brasileiro, dizem fontes. Os governos federal e estaduais do Brasil estão em um cabo-de-guerra político sobre a doação do governo Trump da droga hidroxicloroquina, um tratamento não comprovado para o Covid-19. No entanto, as discussões sobre o custo de dividir, reembalar e distribuir os comprimidos deixaram o medicamento armazenado no aeroporto de São Paulo desde que chegou em meados de junho. O governo Bolsonaro espera que os governos estaduais cuidem dos custos de distribuição, mas muitos governadores contestaram suas alegações sobre a hidroxicloroquina e estão se recusando a pagar. ( The New York Times, EUA) | nyti.ms/2OR4adu

BOLSONARO. O presidente do Brasil está com a ‘gripezinha’ há 16 dias. Jair Bolsonaro fez um terceiro teste de coronavírus e testou positivo novamente. Além disso, um relatório do Tribunal de Contas da União informou que o Ministério da Saúde subexecutou seu orçamento durante a pandemia. O Presidente do Brasil reduz suas aparições, enquanto a Justiça avança seu filho mais velho em um caso de suposta apropriação indébita de fundos públicos. (Página 12, Argentina; The New York Times, EUA; Público, Portugal; El País, Espanha; Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Periódico, Espanha; Le Soir, Bélgica; The Statesman, Índia; Global Times, China; The Jakarta Post, Indonésia; El Espaectador, Colômbia) | bit.ly/32MjZdy | nyti.ms/2BpAGQJ | bit.ly/39kQuAI | bit.ly/3fUXuqE | bit.ly/2ZSPzV5 | bit.ly/2D0ln1v | bit.ly/2ZVLjo1 | bit.ly/2CWNyOS | bit.ly/3g5Y8Bu | bit.ly/2BnBu8I | bit.ly/2E4VldM | bit.ly/2CwFhBp

COVID-19. Apreensão no Brasil quando novos casos explodem batendo recorde diário de novos casos: 67.860. E houve mais 1.284 mortes. O Brasil registou 67.860 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas o que constitui um novo máximo. O anterior recorde era de 54.771 casos num único dia. O total de casos no país supera os 2,2 milhões (2.227.514). No registo diário constam ainda mais 1.284 mortes causadas pelo novo coronavírus, o que eleva o total de óbitos para 82.771. A curva pandêmica continua em ascensão em diversas partes do país. (Diário de Notícias, Portugal; El Periódico, Espanha; La Presse, Canadá; Le Parisien, França; Global Times, China; El Clarín, Argentina; el Mercurio, Chile) | bit.ly/39kVpBM | bit.ly/2OPcURl | bit.ly/39nkQTt | bit.ly/3eVx4DE | bit.ly/3eXsZyS | bit.ly/39qmgwu | bit.ly/2ZSPAbB

REFORMA TRIBUTÁRIA. Nesta quarta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, entregou às autoridades parlamentares um pacote de leis que contém parte da profunda reforma tributária que o Secretário de Estado, um fervoroso ultraliberal, pretende realizar durante esse período de governo. Nele, o setor financeiro será um dos mais beneficiados no caso de aprovação dessa parte inicial da reforma, uma vez que terá que fazer uma pequena contribuição para operações de bens e serviços. Além disso, as receitas não operacionais, como pagamentos que os acionistas de uma empresa recebem pelo lucro gerado, benefícios de aplicações financeiras e impostos sobre capital próprio, não terão que pagar um novo imposto que se destina a ser implementado. As entidades religiosas também continuarão sem pagar qualquer tipo de imposto. (La Diária, Uruguai; Financial Times, Inglaterra) | bit.ly/2WPIpz5 | on.ft.com/2E3GRLd

CLOROQUINA. Ao dizer que está tomando a hidroxicloroquina contra a Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro está tentando "enganar" a população brasileira para promover um medicamento ineficaz contra a doença segundo todas as evidências científicas, declarou a pneumologista Margareth Dalcomo Fiocruz. Não é possível fazer qualquer atribuição que envolva uma melhora da saúde de Bolsonaro à hidroxicloroquina. "Absolutamente não. Eu mesma fiquei doente com a Covid-19, estou curada, mas nunca tomei esse medicamento e nunca teria permitido que um colega médico o prescrevesse", afirmou a especialista. Por motivos obscuros, os presidentes do Brasil e dos EUA decidiram dar uma dimensão política a esse assunto. Isso absolutamente não se justifica e claramente equivale a iludir a população", acrescentou. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2OR3XHe

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA. Eleições na Bolívia estão em dúvida quando a polícia encontra corpos de centenas de vítimas do Covid-19. As eleições programadas para setembro foram vistas como um passo fundamental na estabilização da democracia na Bolívia após um ano de tumulto político que atingiu seu pico em novembro, quando Evo Morales foi forçado a renunciar à presidência dos militares. Mas nesta semana, um comitê que assessora o Ministério da Saúde sobre medidas de contenção de surtos disse em uma carta ao principal funcionário eleitoral do país que realizar as eleições conforme programado não seria aconselhável por causa da rápida disseminação do vírus. Nos últimos cinco dias, uma unidade policial especial encontrou 420 corpos em ruas, veículos e casas na capital, La Paz, e na maior cidade da Bolívia, Santa Cruz, disseram autoridades na terça-feira. Acredita-se que entre 80% e 90% deles tenham tido o vírus. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2CHpP5d

ARGENTINA. Espionar a qualquer custo. O agente Martín Coste deu detalhes do rastreamento de Cristina Kirchner e do Instituto Patria. O ex-chefe da Contrainteligência declarou perante o juiz Juan Pablo Augé que as operações de espionagem que foram realizadas no Instituto Patria em 2018 respondiam a ordens do alto escalão da AFI ou "diretamente do ex-presidente da Nação". e se tornou o primeiro personagem nesta trama a introduzir exaustivamente o nome de Mauricio Macri, que já parecia mencionado por outras suspeitas e ex-funcionários próximos envolvidos em diferentes manobras. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2ZQS1LP

CHILE. A imagem do presidente chileno continua caindo. A rejeição da administração de Piñera chegou a 74%. Em meio à pandemia de coronavírus, a aprovação do presidente do Chile, Sebastián Piñera, caiu 16%, enquanto a rejeição de sua administração aumentou 74%, de acordo com a mais recente pesquisa realizada pela Plaza Pública Cadem. A pesquisa também concluiu que 86% concordam que a iniciativa foi aprovada pela Câmara dos Deputados de permitir retiradas dos recursos individuais em fundos de pensão e que só 13 % está em desacordo. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3eYgItX

CHILE. O Senado do Chile aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que permite aos trabalhadores que lutam contra o colapso econômico induzido pela pandemia retirar parte de suas contribuições para fundos de pensão privados, dando um golpe no governo do presidente Sebastián Piñera. Piñera, que não conseguiu convencer os legisladores, alguns da sua coalizão de centro-direita, a deixar o sistema de pensões de US $ 200 bilhões em paz. As autoridades prometeram, em vez disso, acelerar as medidas de emergência, fornecendo pagamentos em dinheiro aos chilenos de classe média e baixa que lutam com a crise. (The Wall Street Journal, EUA; Les Echos, França) | on.wsj.com/3jzRc1K | bit.ly/3jxjdqC

CORONAVÍRUS. Coronavírus: mais de 15 milhões de casos de infecção em todo o mundo. A pandemia de coronavírus continua a se expandir com mais de 15 milhões de casos em todo o mundo agora. O impacto na atividade econômica está se agravando. Enquanto países como Coréia do Sul e Austrália estão antecipando recessões históricas, na França, as PMEs esperam uma queda de 15% em seu faturamento este ano. (Les Echos, França) | bit.ly/3g5YiJ6

EUA. Donald Trump anunciou uma “onda” de centenas de policiais nas cidades administradas pelos democratas, incluindo Chicago, conduzindo uma condenação dos vigilantes das liberdades civis. A ação do presidente dos EUA ocorreu após uma repressão por agentes federais contra manifestantes antirracismo em Portland, Oregon, e foi consistente com sua ênfase na "lei e ordem" como um componente-chave de sua campanha de reeleição. A atitude agressiva renovou os temores de um aparato de segurança estatal em expansão que ameaça os direitos de manifestantes pacíficos. A União Americana das Liberdades Civis twittou: "Continuaremos a defender nossos direitos constitucionais contra a ilegalidade de Trump - em Portland, Chicago e onde mais for necessário". (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2ZUIP9j

EUA/CHINA. "Escalada sem precedentes": contra a China, os Estados Unidos seguem uma linha dura. A deterioração das relações entre os dois países foi enriquecida por um novo episódio com o fechamento do consulado em Houston, uma medida não observada desde 1979. (Le Monde, França) | bit.ly/2Eeb8XZ

ISRAEL. Quem são os novos "anti-Bibi"? Os protestos antiNetanyahu em Jerusalém reúnem uma multidão heterogênea e rejuvenescida, condenando um primeiro ministro envolvido em negócios, mas também seu tratamento errático do coronavírus. (Libération, França) | bit.ly/3juDrl0

TRUMP. Mais de 1.200 cientistas americanos assinaram uma carta aberta acusando o governo Trump de "denegrir a experiência científica", em um momento em que Washington minimiza a ameaça da pandemia de Covid-19. ( Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/39kQuRe

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Peter Beaumont – OMS (The Guardian, Inglaterra) | “O ataque de Donald Trump à OMS é profundamente preocupante para a saúde global” | bit.ly/2CZMvgW

Helen Clark e Winnie Bugnyima – Pandemia (The Guardian, Inglaterra) | “O mundo precisa de uma ‘vacina do povo’ para o coronavírus, não um monopólio das grandes indústrias farmacêuticas” | bit.ly/3fSG8L6

The Guardian, editorial- Austeridade (The Guardian, Inglaterra) | “A visão do Guardian sobre austeridade: uma falha grotesca que não deve ser revivida” | bit.ly/2CW4x3I

Dolores Gandulfo – Equador (Página 12, Argentina) | “’Lawfare’ eleitoral no Equador” | bit.ly/39y6NKV

Phil Cunningham – EUA/China (South China Morning Post, China) | “Fechamento do consulado de Houston mostra o perigo do desesperado comportamento norte-americano” | bit.ly/3jzR7uY

Robert Reich – EUA (Common Dreams, EUA) | “Hora de investir em habitação e educação acessíveis, não em gás lacrimogêneo, cassetetes e assassinatos sancionados pelo Estado” | bit.ly/39lE7EF








Conteúdo Relacionado