Clipping Internacional

Clipping Internacional - 24/04/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

24/07/2020 09:11

China anuncia créditos de US $ 1 bilhão para vacinas na América Latina (DPA/Peter Steffen)

Créditos da foto: China anuncia créditos de US $ 1 bilhão para vacinas na América Latina (DPA/Peter Steffen)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

ALCKMIN. Ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi acusado de receber suborno. O Ministério Público brasileiro denunciou o ex-candidato à presidência e ex-governador de San Pablo no âmbito da investigação de suborno da empresa Odebrecht. O político, membro do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), foi acusado de ter recebido irregularmente mais de US $ 1,9 milhão. As contribuições teriam sido feitas como não contabilizadas para doações durante as campanhas de 2010 e 2014. Em ambos Alckmin, ele foi eleito governador. Além disso, a Justiça denunciou ex-executivos e operadores do grupo Odebrecht. (Página 12, Argentina; The New York Times, EUA; Público, Portugal) | bit.ly/2D0Ha9a | nyti.ms/2CA6kf9 | bit.ly/32QJQRN

EUA/CHINA. Brasil não tem condições de crescer hoje na briga entre China e EUA. Desindustrialização, pauta de exportação baseada em produtos primários e ausência de um projeto de país travam avanço comercial do país em meio à artilharia dos dois gigantes. O aumento da tensão na relação entre China e Estados Unidos pode afugentar negócios mundo afora e o Brasil não tem hoje condições de tirar vantagem dessa disputa e crescer comercialmente. (RFI, França; Sputnik News, Rússia) | bit.ly/32WRlGV | bit.ly/3fVO0eE

BOLSONARO. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, infetado com Covid-19, passeou de motorizada na quinta-feira e falou sem máscara com funcionários de limpeza, perto da residência oficial em Brasília, de acordo com fotos divulgadas na imprensa. Enquanto passeava, o país registrou 1.317 novas mortes e 58.080 casos da doença (El Periódico, Espanha; Diário de Notícias, Portugal; La Presse, Canadá; Le Soir, Bélgica; Tribune de Genève, Suíça; El Clarín, Argentina; La Jornada, México) | bit.ly/2ZTogKq | bit.ly/3fYUsS6 | bit.ly/2WTxS5T | bit.ly/3hybHtS | bit.ly/2P5EPwF | bit.ly/3g989xO | bit.ly/3g0yxde

PARTIDO DE BOLSONARO. Falsificações e mortos. Novo partido de Bolsonaro só tem 3% de assinaturas em 9 meses. Em vez das 492 mil necessárias, Aliança Pelo Brasil conta com 15.762 aprovadas. Entre as rejeitadas pelo Tribunal Eleitoral há 44 filiações de mortos. Impedida de concorrer às eleições municipais deste ano, a nova força política já pensa em "plano B" até para as presidenciais de 2022. Em novembro de 2019, um hotel de luxo em Brasília recebia 500 convidados, alguns vestidos a rigor com t-shirts em homenagem ao torturador Brilhante Ustra, para o anúncio da criação da Aliança Pelo Brasil, partido fundado em torno da figura de Jair Bolsonaro. Nove meses depois, a euforia e a comoção deram lugar à apreensão: mesmo com uma estrutura profissional de apoio e a ajuda de líderes evangélicos na obtenção de filiações durante os cultos. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3eVcV0D

CLÃ BOLSONARO. Juiz pede parecer sobre investigação contra Bolsonaro e filhos em caso de fake news. O pedido de investigação envolve ações tomadas pela rede social Facebook que resultaram na remoção de dezenas de contas ligadas ao Partido Social Liberal (PSL). O juiz Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre uma notícia-crime apresentada contra o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, num caso sobre 'fake news'. Também foram citados no mesmo pedido dois filhos do chefe de Estado, o senador (membro da câmara alta do Congresso brasileiro) Flávio Bolsonaro e o deputado federal (membro da câmara baixa) Eduardo Bolsonaro. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2Bs3wjz

COVID-19. Brasil relata infecções recordes à medida que o coronavírus se espalha por todas as regiões. Os contágios voltam a crescer no país. Hoje, o Brasil registou o segundo maior número de notificações de casos da doença num mesmo dia. O recorde tinha ocorrido na quarta-feira, quando o executivo brasileiro confirmou 67.860 pessoas infetadas pela Covid-19 em 24 horas. Segundo o Governo, 1.570.237 pessoas infetadas já estão recuperadas e outras 633.156 estão sob acompanhamento. (The Washington Post, EUA; La Vanguardia, Espanha; Diário de Notícias, Portugal; El Periódico, Espanha; El Clarín, Argentina; El Mercurio, Chile) | wapo.st/3eYRHyQ | bit.ly/30Il5V5 | bit.ly/3hBgNWv | bit.ly/3hz3u8Y | bit.ly/2BpTUWm | bit.ly/2ZSPAbB

COVID-19. Mortes por Covid-19 dobrarão no Brasil até o final do ano. Os óbitos do Covid-19 dobrarão no Brasil, para 150.000, entre agora e o final deste ano, segundo cálculos de Carlos Lula, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que coleta dados do doença nas 27 regiões do país. O líder do Conass também alertou que há falta de medicamentos para intubar os pacientes mais graves com coronavírus e alertou para o aumento da curva de mortes e infecções no sul e no centro-oeste do Brasil. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2D4PCUK

BOLSONARO. Apesar de não cumprir, Bolsonaro admite que o isolamento social é eficaz na prevenção da disseminação do coronavírus. Em uma conversa que teve a distância com apoiadores que foram vê-lo no Palácio da Alvorada, o presidente brasileiro cometeu um ato falho e admitiu na quinta-feira a eficácia do isolamento social como uma medida para impedir a propagação do coronavírus, mesmo sendo sempre contrário. Quando as mortes no Brasil atribuídas ao coronavírus são mais de 80.000, Jair Bolsonaro disse a seus apoiadores que não há como parar a progressão da doença, acrescentando que nenhum brasileiro morreu por falta de assistência médica. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2WSey9o

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA. Os evangélicos se organizam em uma festa aliada ao ‘Juntos por el Cambio’ de Maurício Macri. O Macrismo já está em busca do voto antidireitos. O partido se chama ‘Una Nueva Oportunidad’ e tem líderes evangélicos de dez províncias. Eles já tiveram uma reunião virtual com Patricia Bullrich. Pela primeira vez os diferentes partidos evangélicos provinciais estão se reunindo em uma força nacional. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2Bs3GYd

BOLÍVIA. O Supremo Tribunal Eleitoral adiou a votação na Bolívia para outubro. A decisão foi tomada com a pandemia de coronavírus como desculpa. Inicialmente agendadas para maio e depois promulgadas em setembro por Jeanine Áñez, as eleições de 18 de outubro substituem as do ano passado, canceladas por alegações de fraude que nunca foram verificadas. Evo Morales denuncia esse novo adiamento das eleições.(Página 12, Argentina; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/39n7MgP

bit.ly/39mLMTg

PARAGUAI. Militares sequestraram e torturaram 35 pessoas no Paraguai, incluindo 6 adolescentes e 3 pessoas trans, por 12 horas. Até hoje, nenhum militar foi acusado pelos crimes. Um vídeo silencioso em preto e branco. No meio da noite, dois soldados arrastam, batem e empurram seis jovens para dentro do corpo de uma caminhonete não identificada. O veículo arranca e avança para um destino desconhecido. Parece a descrição de outra época. Mas aconteceu em em Ciudad del Este, no Paraguai. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2Bw58c6

EUA. Em plena pandemia, milhões de americanos sem água potável. De acordo com vários estudos, os serviços de abastecimento de água nos EUA são comparáveis aos das zonas mais desfavorecidas do mundo. Deterioração de infraestruturas, poluição de águas subterrâneas e reservas naturais e forte aumento do preço da água estão a colocar em risco a vida de milhões de pessoas. Pelo menos 30 milhões de cidadãos norte-americanos vivem em zonas em que a água não respeita as normas de salubridade. E mais de dois milhões de lares não têm acesso a água canalizada. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2ZXGAlq

TRUMP. Trump cancela abruptamente a convenção do Partido Republicano na Flórida. "Não é a hora certa", disse o presidente Trump, citando o vírus. Ele havia passado semanas pedindo que a Flórida e outros estados reabram, mesmo com o aumento dos casos. Ele havia mudado o evento da Carolina do Norte porque queria uma grande festa. Agora, um momento chave de sua campanha foi lançado no limbo. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/39nACxo

CORONAVÍRUS. Relatório mundial: Casos nos EUA superam os 4 milhões. Bolsonaro criticado por falta de distanciamento, apesar de teste positivo; Presidente brasileiro visto com apoiadores; O chefe da OMS repreende Pompeo por alegações 'falsas'; as Olimpíadas de Tóquio remarcadas devem ser "simples e seguras". Trump cancela eventos na Convenção Republicana na Flórida. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2OUuLpS

VACINA. China anuncia créditos de US $ 1 bilhão para vacinas na América Latina. O governo chinês está disposto a colaborar com a região para garantir o acesso a esse tipo de medicamento para combater o Covid-19. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3hy7DKh

JAPÃO. Preocupação total em Tóquio: Entre números recordes da Covid-19 e uma possível nova suspensão dos jogos olímpicos pois o número de infecções continua a aumentar. Tudo isso, um ano após o início do evento esportivo. (El Mercúrio, Chile; Japan Times, Japão) | bit.ly/3jIOXtl | bit.ly/2BsEzV3

ISRAEL. Em Israel, a segunda onda do Covid causa descontentamento popular e manobras políticas. Diante do ressurgimento da epidemia, da resultante crise econômica e da incapacidade do governo de lidar com ela, o descontentamento popular se intensifica. (Le Nouvel Observateur, França) | bit.ly/30G6Hg0

ISRAEL. 'Crueldade da ocupação não tem limites': Israel destrói a clínica Covid-19 no epicentro do surto da Cisjordânia. "Não há humanidade na destruição de tentativas populares de apoiar um sistema de saúde já privado, sufocado pela ocupação". A Administração Civil de Israel demoliu o prédio, sendo construído em terras pertencentes ao palestino Hazem Maswada, residente em Hebron, na terça-feira, alegando que a estrutura estava sendo construída ilegalmente sem permissão. O prédio foi inaugurado na próxima semana. (Commom Dreams, EUA) | bit.ly/3jIOYxp

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Tom McCarthy – EUA/mídia (The Guardian, Inglaterra) | “Carnificina norte-americana: como a mídia conservadora amplia o tema do caos de Trump” | bit.ly/3eWrb9m

Emir Sader - Brasil (Página 12, Argentina) | “Os militares brasileiros fracassaram em sua prova de fogo” | bit.ly/2OUSdnc

Alfredo Zaiat – Argentina (Página 12, Argentina) | “O poder econômico sob a lupa” | bit.ly/2BqLIFm

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “Por que os EUA de Trump não podem ser como a Itália?” | nyti.ms/3fXSIst

The New York Times, editorial – EUA (The New York Times, EUA) | “Milhões de norte americanos estão prestes a perder suas casas. O congresso deve ajudá-los. O que pode ser feito para evitar o despejo.” | nyti.ms/39qs1dB

Julien Chabrout – EUA/China (L’Express, França) | “Entre os EUA e a China, ‘a guerra dos consulados’ em três atos” | bit.ly/2ZWcvCX

Fatima Hassan – África do Sul (Democracy Now, EUA) | “O Covid-19 colocou a nu a descontrolada desigualdade da África do Sul e os problemas da sociedade pós-apartheid” | bit.ly/3fVNUUk



Conteúdo Relacionado