Clipping Internacional

Clipping Internacional - 27/09/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

27/09/2020 11:06

A adoção de memes apocalípticos é um sintoma de sociedades hiperconectadas em perigo. (Ilustração de Max Loffler)

Créditos da foto: A adoção de memes apocalípticos é um sintoma de sociedades hiperconectadas em perigo. (Ilustração de Max Loffler)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

EXPORTAÇÕES. Exportações brasileiras para os EUA caem 32% e déficit comercial dispara. A política de reaproximação de Bolsonaro com Trump não se traduz em benefícios econômicos para o Brasil. Trocas com a China, ao contrário, crescem 6%. A parceria de que se gabam os governos Jair Bolsonaro e Donald Trump não se refletiu, na prática, na relação comercial entre o Brasil e os Estados Unidos. (El País, Espanha) | bit.ly/3i9aZDs

INVESTIMENTOS. Queda acentuada do investimento estrangeiro direto no Brasil. O gigante latino-americano sofreu uma queda de 40% neste ano. Além dos efeitos devastadores da pandemia, o governo está lutando para restaurar a confiança dos investidores, em um cenário de desequilíbrios orçamentários e controvérsias ambientais. (Les Echos, França) | bit.ly/2S4t1fm

ABORTO. No Brasil, extrema direita decidida a fazer as mulheres viverem um inferno por terem feito um aborto. Um decreto aprovado no final de agosto pelo ministério da saúde complica ainda mais o acesso à interrupção legal da gravidez. (Le Monde, França) | bit.ly/3i9b0Y2

GOVERNO BOLSONARO. Ministério Público do Brasil pediu ao Supremo Tribunal Federal que abrisse inquérito contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro, por suposta homofobia, após polêmica declaração em que associava homossexualidade a "famílias desestruturadas". Em entrevista ao jornal 'Estado de São Paulo' publicada na última quinta-feira, Ribeiro anunciou que vai rever o programa de estudos da educação básica e promover uma série de mudanças em relação à educação sexual. Em sua opinião, esse assunto às vezes promove uma "erotização das crianças" e é utilizado para "estimular as discussões de gênero", algo com o qual ele não concorda. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3i9b1ey

BOLSONARO. Em seu discurso na ONU, Bolsonaro avançou em sua estratégia eleitoral. A palavra cristofobia foi usada por Jair Bolsonaro nesta terça-feira em seu discurso na ONU. Antes de chegar ao discurso de Bolsonaro, o termo cristofobia foi usado por parlamentares da bancada evangélica no Congresso. Em 2015, por exemplo, o deputado federal Marco Feliciano (do partido Republicano) usou a palavra para atacar as manifestações da Parada LGBT. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3j9nxvI

BOLSONARO. Bolsonaro recebe alta médica após cirurgia para remoção de cálculo renal. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recebeu, neste sábado, alta médica após ter um dia internado para uma cirurgia para retirar uma pedra nos rins, segundo consultaram fontes médicas. (Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha; La Presse, Canadá; Le Parisien, França) | bit.ly/3j96AS7 | bit.ly/33c3Z4B | bit.ly/3cAxH65 | bit.ly/308Knw4

COVID-19. Brasil soma 869 óbitos e 28.378 casos em 24 horas. Os dados elevaram o número total de óbitos para 141.406 e o de infetados pela Covid-19 para 4.717.991 no maior país da América do Sul, que é também um dos mais atingidos pela doença no mundo. O Executivo brasileiro anunciou que 4.050.837 pessoas já recuperaram da doença e outras 525.748 permanecem em acompanhamento. Os estados de São Paulo (35.063), Rio de Janeiro (18.247), Ceará (8.913) e Pernambuco (8.156) têm o maior número de óbitos registados na pandemia no Brasil. (Diário de Notícias, Portugal; El Periodico, Espanha) | bit.ly/2S4s46U | bit.ly/30eNSky

VIOLÊNCIA POLÍTICA. Candidato a vereador no Brasil é morto por rival após live. Cássio Remis denunciava irregularidades numa obra na cidade de Patrocínio, em Minas Gerais. O secretário da prefeitura que tutela o setor não gostou e tirou-lhe o telemóvel. Após tentar recuperá-lo, o vereador foi morto a tiro pelo secretário. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3j9fxen

INDÍGENAS. Abandonados na Amazônia: como os indígenas brasileiros lutaram contra a covid-19. Depois que uma comunidade tribal em Manaus foi abandonada pelas autoridades, a engenhosidade e a solidariedade do grupo resolveram o problema. (The Economist, Inglaterra) | econ.st/3l4BEmT

CARNAVAL. Adiamento do Carnaval 2021 no Brasil repercute na imprensa francesa. O assunto esteve presente em diversos jornais e emissoras de rádio e TV na França. Os tradicionais desfiles, blocos e festas de Carnaval, que deveriam acontecer em fevereiro de 2021 no Brasil, foram adiados por tempo indeterminado por causa da pandemia. "Sem desfiles de escolas de samba ou carnaval de rua no Rio de Janeiro em fevereiro de 2021: as festividades exuberantes que atraem milhões de visitantes à capital turística do Brasil foram adiadas por tempo indeterminando por causa da pandemia de coronavírus", diz o site de France Info. (RFI, França) | bit.ly/3i9ZgEB

BRUMADINHO. Infância interrompida por uma tragédia esquecida no Brasil. 600 dias após o deslizamento de terra do Vale em Brumadinho, os sobreviventes continuam lutando com as perdas, exacerbadas pelos efeitos da pandemia do coronavírus. 82% têm sinais de transtorno de estresse pós-traumático. (El País, Espanha) | bit.ly/3kRJwrt

PADRE LANCELOTTI. No Brasil, um padre católico ameaçado por seu trabalho com os moradores de rua em São Paulo. Em meio à campanha municipal na capital econômica do Brasil, o padre Júlio Lancelotti, que vem em socorro dos pobres, tem sido alvo de ameaças e agressões de um parlamentar. (La Croix, França) | bit.ly/2S0bIMF

ARMAS. Por que a fúria por armas entre os brasileiros em meio à pandemia? Entre janeiro e agosto de 2020, foram registradas mais de 105 mil novas armas, o que representa um recorde histórico para o país. O discurso do presidente, a pressão da indústria e a redução da burocracia são alguns dos motivos. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/2S5yuTm

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA. A escolha do tribunal pode ser mais importante em décadas. Trump anuncia Barrett como indicada à Suprema Corte. Ao escolher a juíza Amy Coney Barrett, o presidente optou pelo candidato com maior probabilidade de emocionar sua base conservadora e indignar seus oponentes liberais. A nomeação irá desencadear uma batalha partidária em meio a uma campanha presidencial volátil, desenhando linhas nítidas em algumas das disputas mais divisivas do país. (The New York Times, EUA; The Washington Post, EUA) | nyti.ms/369S1dl | wapo.st/369ZtoO

EUA. Eleitores acreditam que o vencedor da eleição deve preencher vaga no tribunal, pesquisas. Uma pesquisa do Times / Siena College mostrou que 56% disseram que o próximo presidente deveria nomear um juiz para a Suprema Corte, contra 41 %. E Joe Biden manteve uma clara liderança sobre o presidente Trump, 49 a 41 por cento. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3jlHwaV

MÉXICO. Avanço histórico no caso Ayotzinapa: López Obrador ordenou a prisão de 70 policiais envolvidos. Seis anos após o massacre de Ayotzinapa, a ferida permanece aberta. Os 43 alunos estão desaparecidos desde 26 de setembro de 2014. Apresentando um relatório sobre o andamento das investigações, o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador se desculpou em nome do Estado. (Página 12, Argentina) | bit.ly/36bn6xp | bit.ly/3mQuFQ5

CHILE. Os chilenos voltam à "Plaza Dignidad" para protestar. Centenas de pessoas se reuniram nas ruas de Santiago para apoiar o referendo por uma nova Constituição que é considerada a votação mais importante em três décadas de democracia. (El Periodico, Espanha) | bit.ly/3kLjOF4

PERU. Um dos assessores do presidente do Peru renuncia devido a um caso de corrupção Óscar Vásquez é investigado na Promotoria de Justiça pelo suposto crime de tráfico de influência e suborno. O assessor da Secretaria Geral da Presidência do Peru, Óscar Vásquez, renunciou ao cargo após a descoberta de seu envolvimento em um suposto caso de corrupção vinculado à contratação do cantor Richard Cisneros, mais conhecido como Richard 'Swing'. (El Telégrafo, Equador) | bit.ly/2EG3w0Y

COLÔMBIA. Iván Duque militariza a política ambiental da Colômbia. Enquanto o presidente expõe a biodiversidade do país perante a ONU, as Forças Militares têm 22.000 homens dedicados a tarefas de conservação. (El País, Espanha) | bit.ly/333zM7A

VACINA. A vacina para neutralizar Covid-19 é o messias do século 21. Alguns definem sua pesquisa e produção como uma competição feroz entre estados e grupos farmacêuticos, outros a analisam como uma oportunidade política ou um argumento para a influência geopolítica global (soft power). Em meio a essa briga planetária a ONU busca promover uma aliança para prover os países mais pobres. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2GfH2UM

CORONAVÍRUS. À medida que o inverno pandêmico se aproxima, os líderes na Europa e no Canadá emitem avisos severos. Uma onda de casos em setembro aumenta a preocupação com os meses sombrios e mortais que virão. Preparem-se. Essa é a mensagem que vem dos líderes da Europa, Grã-Bretanha e Canadá com a chegada do outono, trazendo consigo o ar fresco e as previsões de um inverno pandêmico sombrio. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2ECZFSd

REINO UNIDO. Os trabalhistas lideram as pesquisas enquanto os partidos vêem uma grande mudança na cena do país. Em um resultado que vai agitar mais agitação entre os parlamentares conservadores sobre o desempenho do primeiro-ministro, a pesquisa colocou os trabalhistas com 42% de apoio, enquanto os conservadores com 39%. O partido de Keir Starmer agora tem uma vantagem de três pontos sobre os conservadores, de acordo com a última pesquisa da Opinium para o Observer. As falhas do governo em relação à pandemia parecem explicar a mudança. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/36diy9U

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Em meio a conversas sobre guerra civil, os EUA já estão divididos- a Nação de Trump já se separou” | bit.ly/3cy0Jn4

Richard Seymour – Extrema Direita (The Guardian, Inglaterra) | “Por que a direita nacionalista está alucinando com um ‘inimigo comunista’? De Trump a Bolsonaro, os líderes reacionários invocam um comunismo que não existe mais como forma de atacar a esquerda” | bit.ly/36dk4Jc

Alfredo Zaiat – Argentina (Página 12, Argentina) | “Os mercadores da angústia e a política das tensões cambiais. O protesto obsceno dos privilegiados quando a desigualdade cresce devido à pandemia.” | bit.ly/36azzRT

David Cufré - Argentina (Página 12, Argentina) | “Quem é quem na queda de braço do dólar. Governo visa fundos estrangeiros e grandes exportadores” | bit.ly/3n01V7E

Francesca Prince – Brasil (La Vanguardia, Espanha) | “Desigualdades, luxo e escravidão: a cara e a cruz da borracha no Brasil.“ | bit.ly/2HrdlAL

Matt Alt – Extrema Direita (The New Yorker, EUA) | “A advertência visível do QAnon. A adoção de memes apocalípticos é um sintoma de sociedades hiperconectadas e angustiadas.” | bit.ly/3cAJKAj

Joan Walsh – EUA (The Nation, EUA) | “As crenças religiosas extremistas de Amy Coney Barrett precisam ser examinadas. Seu catolicismo é irrelevante. Mas, a A visão de mundo da seita de extrema direita em que ela cresceu definitivamente não é. (The Nation, EUA) | bit.ly/3mQuJPP

David Choquehuanca, entrevista – Bolívia (Jacobin, EUA) | “O golpe contra Evo Morales foi dirigido por multinacionais e a OEA” | bit.ly/36hzPPj

Fulvio Grimaldi – Itália (Sinistra in Rete, Itália) | “Rossanda nos deixou, Hillary ainda está aqui. ‘Il manifesto’, de 1969 a 2020” | bit.ly/2S4sVo0



Conteúdo Relacionado