Clipping Internacional

Clipping Internacional - 29/10/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

29/10/2020 10:07

Pedestres usam máscara para conter o avanço do coronavírus em Bruxelas, capital da Bélgica, país europeu mais atingido pela segunda onda de covid-19 (Dursun Aydemir/Anadolu Agency via Getty Images)

Créditos da foto: Pedestres usam máscara para conter o avanço do coronavírus em Bruxelas, capital da Bélgica, país europeu mais atingido pela segunda onda de covid-19 (Dursun Aydemir/Anadolu Agency via Getty Images)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

GOVERNO BOLSONARO. Jair Bolsonaro revogou decreto que avançava na privatização da saúde pública. O presidente do Brasil recebeu duras críticas de entidades de saúde. Em meio a fortes críticas, o presidente Jair Bolsonaro revogou o decreto com o qual apostava para iniciar a privatização do sistema público de saúde brasileiro. Em meio à pandemia do coronavírus, que já causou mais de 158 mil mortes no país, A polêmica medida havia sido tomada no âmbito da política oficial que visa dar sinais favoráveis ao mercado financeiro em meio à crise desencadeada pela covid-19. As críticas de todas as entidades nacionais de saúde não demoraram a chegar e foram o estopim para a reversão. (Página 12, Argentina; La Vanguardia, Espanha; La Diária, Uruguai; El Clarín, Argentina; El Diário, Espanha) | bit.ly/31SZvP4 | bit.ly/37SMHw4 | bit.ly/34DP1oH | bit.ly/2HM3CVO | bit.ly/3kEMik5

CRIME POLÍTICO. Dirigente dos Sem Terra assassinado a tiro no Paraná. O MST exige a investigação do sequestro e morte de Ênio Pasqualin, dirigente estadual da organização. Depois da eleição de Bolsonaro, cresceram as ameaças. Ele foi assassinado a tiro no interior do Paranáno no fim de semana passado depois de ter sido sequestrado em casaA presidente do PT e deputada federal, Gleisi Hoffman, afirmou que “há tempo a violência no campo é realidade no Paraná. Com a eleição de Bolsonaro e Ratinho Jr as coisas só pioraram” e acrescenta que “as ameaças de despejo são frequentes na Justiça e contra a vida de militantes, por parte de fazendeiros”. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2HP549V

COVID-19. Brasil supera 158 mil mortes apos somar 510 mortes em 24 horas. Ou o Brasil ultrapassou navegar até a barreira das 158 mil mortes (158.456) devido ao covid-19, após 510 mortes registradas nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde Brasileiro. As autoridades sanitárias do país também investigam a possível relação de 2.361 mortes com a doença, que tem uma taxa de mortalidade de 2,9% no Brasil. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3kJxUqY

TECNOLOGIA 5G. Brasil e tecnologia 5G, um difícil dilema entre China e EUA. O Brasil terá que decidir entre ceder às pressões dos Estados Unidos ou estreitar o relacionamento com a China, seu maior parceiro comercial há onze anos. No centro desse dilema complexo, está a instalação da rede 5G em um mercado gigantesco com cerca de 230 milhões de linhas de celular ativas. (La Vanguardia, Espanha; El Diario, Espanha) | bit.ly/2HIl8KI | bit.ly/3kEMik5

AMAZÔNIA. O Brasil queria aproveitar a Amazônia com responsabilidade. Os madeireiros ilícitos anularam o plano. A empresa madeireira Amata produziu madeira sustentável em um canto oeste da floresta tropical. Quando o governo não impediu que os lenhadores saqueassem suas terras, ele foi embora. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/2TCdEeS

AMAZÔNIA. Empresas norte-americanas financiam desmatamento e abusos na Amazônia. As principais firmas financeiras dos EUA estão ajudando a financiar a destruição ambiental e abusos dos direitos indígenas na Amazônia com bilhões de dólares em investimentos em empresas questionáveis, de acordo com um relatório publicado na terça-feira. Seis empresas importantes - BlackRock, Citigroup, JPMorgan Chase, Vanguard, Bank of America e Dimensional Fund Advisors - investiram mais de US $ 18 bilhões nos últimos três anos em mineração, agronegócio e empresas de energia envolvidas em uma "série de abusos" no mundo maior floresta tropical. (Global Times, China) | bit.ly/34DP4Rp

ECONOMIA. Incerteza política e falta de perspectiva causam perda de investimento no Brasil. O investimento estrangeiro no Brasil caiu 48% no primeiro semestre de 2020. Dados publicados pela Organização das Nações Unidas (ONU) apontam que o investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil teve queda de 48% no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. No total, o volume do IED deste ano foi de US$ 18 bilhões (cerca de R$ 103 bilhões) entre janeiro e junho. O resultado é o terceiro pior do mundo, atrás apenas das quedas de 74% nos Estados Unidos e de 61% na Itália. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/3jC6Rwf

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

CORONAVÍRUS. Índia se torna o segundo país a alcançar 8 milhões de casos. A França volta a impor o bloqueio nacional. O Irã bate recordes de mortes. A China relata o maior número de casos em dois meses. Alemanha trará novas regras após aumento recorde de casos. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/35MLYcP

CORONAVÍRUS/EUA. O coronavírus expôs os limites do caótico sistema de saúde dos Estados Unidos. A pandemia acelerou todas as contradições da saúde do país, que é a principal preocupação dos eleitores e para a qual o presidente Trump não tem um plano claro. (El País, Espanha) | bit.ly/2HHHyMi

CORONAVÍRUS/EUROPA. Segunda onda de coronavírus na Europa: a França retorna ao confinamento e a Alemanha fecha lojas não essenciais. O número médio de novos casos de COVID-19 na Europa aumentou 44% em uma semana. A Europa vive a segunda onda de coronavírus, que pode ser pior do que a primeira, como alertou há dias a Organização Mundial da Saúde. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3jEzdWT

AMÉRICA LATINA. A pandemia dispara a desigualdade e a pobreza na América Latina. A América Latina e o Caribe, região com maior disparidade social do mundo, serão ainda "mais" desiguais e os "indicadores" se agravarão devido às consequências da pandemia Covid-19, que já deixa uma "situação dramática". Segundo estimativas da CEPAL, a Covid-19 deixará 231 milhões de pessoas na pobreza este ano, o que representa 37,3% dos 626 milhões de habitantes da região, e 96 milhões em extrema pobreza, 15,5% da população. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3oCPi33

ARGENTINA. A luta pela herança de um campo retrata as divisões na Argentina. A luta pública por um campo em uma das famílias de proprietários de terras mais conhecidas da Argentina se transformou em um conflito político. Por quase duas semanas, o ex-ministro macrista da Agroindústria Luis Miguel Etchevehere foi colocado junto com outros produtores fora do terreno onde sua irmã Dolores Etchevehere entrou com cinquenta ativistas dispostos para iniciar um projeto agroecológico. (El País, Espanha) | bit.ly/3e9PiCA

BOLÍVIA. A morte de Orlando Gutiérrez gera comoção na Bolívia. O líder da Federação Sindical dos Mineiros da Bolívia (FSTMB) foi abordado por uma quadrilha que supostamente o teria agredido na cabeça. Dias depois ele faleceu. Ele e sua família foram ameaçados nas redes sociais. Eles tinham sido jurados. Por quem? Esse é o motivo de uma investigação, mas os indícios de como tudo começou - na semana passada ele havia sido agredido em um bar em La Paz - levam a suspeitas de grupos civis ligados ao governo de fato de Jeannine Añez. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3e8lsib

BOLÍVIA. A Presidente interina da Bolívia pode ir a julgamento por massacres em Cochabamba e El Alto. A Assembleia Legislativa Plurinacional da Bolívia pode aprovar o início de um julgamento contra Jeanine Áñez pelas operações militares nas quais 37 pessoas morreram em novembro de 2019. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/3e6AJjn

CHILE. Justiça australiana concorda em extraditar um ex-agente de Pinochet para o Chile. Um tribunal do estado de New South Wales acolheu o pedido de entrega de Adriana Rivas, acusada de sequestro de várias pessoas durante a ditadura militar. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3ef7f2Y

COLÔMBIA. A violência na Colômbia está em um nível crítico, alerta Médicos Sem Fronteiras. De acordo com o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e a Paz (Indepaz), até o momento, em 2020, 237 lideranças sociais e defensores dos Direitos Humanos foram assassinados no país. O acordo de paz entre o Governo da Colômbia e os guerrilheiros das FARC não trouxe a calma esperada. Nos últimos meses, em algumas áreas do país, a violência atingiu níveis que lembram "os piores tempos do conflito" que os colombianos sofreram por quase cinco décadas. (El Telégrafo, Equador) | bit.ly/3kzQXUB

PERU. Tribunal rejeita processo de arquivamento de esterilizações forçadas no governo de Fujimori. O Tribunal rejeitou um recurso interposto pelo ex-Ministro Marino Costa com o qual pretendia impedir o início de uma investigação sobre as esterilizações forçadas denunciadas por mais de 1.300 mulheres. A investigação judicial terá início em 11 de janeiro de 2021. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/34G2L2d

EUA/ELEIÇÕES. Trump e Biden impulsionam estratégias opostas de pandemia nos dias finais das campanhas. O presidente Trump está prometendo uma recuperação rápida e realizando comícios em massa, enquanto Joe Biden está chamando Trump de imprudente e se mantém num programa de campanha mais restrito. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/35Nk6Fs

BIG TECH. Empresas de tecnologia: por que o Congresso dos Estados Unidos as questiona novamente? Facebook, Google e Twitter devem comparecer perante o Comitê de Comércio do Senado daquele país para responder pela forma como moderam o conteúdo online, questão espinhosa e complicada que não oferece uma solução única. Em julho, representantes de algumas dessas empresas já haviam comparecido ao Senado para falar sobre concorrência e monopólios e, há apenas algumas semanas, a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos apresentou um duro relatório sobre as práticas comerciais desses impérios. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/3jFUnUo

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Boaventura Sousa Santos – neoliberalismo (Other News, Itália) | “Negacionismo, gatopardismo e transicionismo” | bit.ly/2TDUiG8

Kirsten Sehnbruch – Chile (The Guardian, Inglaterra) | “Os últimos passos do Chile em direção à verdadeira democracia são um farol para o mundo” | bit.ly/3jA76rH

Rosie Collingtonn- Capitalismo (The Guardian, Inglaterra) | “O mito do setor privado 'eficiente' foi destruído pela Covid” | bit.ly/3kEKCr1

Amartya Sem – Índia (The Guardian, Inglaterra) | “À medida que a Índia se transforma em autocracia, o protesto não violento é a resistência mais poderosa” | bit.ly/3oFN9n2

Washington Uranga – Argentina (Página 12, Argentina) | “Mídia e democracia: hora de agir” | bit.ly/37NQ5It

Mario Wainfeld - Argentina (Página 12, Argentina) | “Mídia e democracia: hora de agir” | bit.ly/3kHkI5T

Gilbert Achcar – Pandemia (Le Monde Diplomatique, França) | “No Terceiro Mundo, um ‘grande confinamento devastador’. Como a pandemia do Covid-19 aumenta a dependência dos países pobres.” | bit.ly/2HM3DsQ

Daniel Jadue – Chile (Jacobin, EUA) | “Os chilenos podem finalmente concluir a revolução contra Augusto Pinochet” | bit.ly/3kFRdBp



Conteúdo Relacionado