Clipping Internacional

Clipping Mundo - 03/05/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

03/05/2021 11:02

(EFE)

Créditos da foto: (EFE)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

CPI DA COVID/ CPI. As três letrinhas que aterrorizaram Bolsonaro. A investigação do Senado na ação do governo em uma pandemia e o maior desafio político do presidente do Brasil na atualidade. Os quatro ministros da Saúde, entre vocês quatro o pré-candidato presidencial Luiz Henrique Mandetta e o comissário mais graduado, Eduardo Pazuello, estarão lá esta semana. A explosiva CPI abre esta semana para investigar a ação e omissão do governo de Jair Bolsonaro durante a pandemia de coronavírus que começou esta semana para expor os dois últimos quatro ministros da Saúde. Será a prova maior de fogo político a que o presidente, que fez de tudo para impedir a comissão, está sujeito desde o início do seu mandato em 2019. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3vE9Cnj

MILÍCIAS/ Milícias de direita crescem no Rio de Janeiro. As forças de choque alimentadas por ex-policiais, bombeiros, sargentos das Forças Armadas e até traficantes estão se expandindo na cidade brasileira, segundo investigação acadêmica. Mas se a saída dos militares de seus quartéis é uma ameaça potencial de autogolpe, as milícias de extrema direita que estão em sintonia com a ideologia do chefe de Estado são uma realidade. E uma realidade que está crescendo, como a descrita em recente investigação intitulada. O trabalho publicado em janeiro pela ‘GENI’ indica que “nas últimas décadas, o poder armado das chamadas 'milícias' sobre territórios, populações e mercados vem se expandindo na cidade do Rio de Janeiro e na região metropolitana”. Dessas forças de choque alimentadas por ex-policiais, bombeiros, sargentos das forças armadas, lúmpens de todos os serviços e até traficantes, surgiu o assassino que matou a vereadora e ativista feminista Marielle Franco. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3gUcngc

PANDEMIA/ Crescente preocupação com a morte de grávidas no Brasil. Após 803 mortes de gestantes e pós-parto, as autoridades alertaram as mulheres para adiar a gravidez conforme o alarme aumenta. A preocupação com o risco que Covid representa para mulheres grávidas e puérperas foi expressa em todo o mundo, mas especialistas e ativistas dizem que a situação no Brasil é particularmente alarmante. Especialistas dizem que uma série de fatores ajuda a explicar o alto número de mulheres grávidas que adoecem gravemente e perdem a vida para a Covid no Brasil. Eles incluem a maneira como o colapso do sistema de saúde induzido pela pandemia aprofundou taxas historicamente altas de mortes maternas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3tf2aNY

COVID-19/ Brasil começa maio com quase 67 mil novos casos e mais de 2.600 mortes. O Brasil registrou 66.964 novos casos e 2.656 mortes associadas ao coronavírus nas últimas 24 horas, em meio a mobilizações a favor e contra o presidente, Jair Bolsonaro, no âmbito do Dia Internacional do Trabalho, segundo dados oficiais divulgados neste sábado pelo governo. Desde o primeiro contágio, em 26 de fevereiro, e desde o primeiro óbito, em 12 de março, ambos em São Paulo, o país passou a ter 14.725.975 casos confirmados e um total de 406.437 óbitos. Apesar de ter distribuído quase 60 milhões de vacinas, aplicado 42,7 milhões e ter 6,4% da população totalmente imunizada com duas doses, a nação sul-americana enfrenta dificuldades no abastecimento. (El Diário, Espanha; Xihuanet, China; La Jornada, México) | bit.ly/3xKP3Yn | bit.ly/2RmntzW | bit.ly/3eOvt4F

BOLSONARISMO/ Igrejas se tornam um campo de batalha sobre a Covid no Brasil. Muitos cristãos apoiam a oposição do presidente Jair Bolsonaro às restrições à pandemia. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3h2t7BV

ÍNDIOS/ Doze dias no rio: A jornada de uma tribo amazônica para se vacinar contra o covid-19 no Brasil. Os matis, localizados na fronteira com a Colômbia e o Peru, percorreram o rio Javari até chegarem à Atalaia do Norte para buscar o tão esperado medicamento . (El Mercurio, Chile) | bit.ly/3xHWbEL

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA/ Dados preliminares mostram que 10 mil indivíduos com ativos superiores a 200 milhões de pesos pagaram o imposto sobre grandes fortunas. Apenas cerca de 200 contribuintes entraram com recurso. A contribuição foi de 2 por cento do patrimônio de pessoas que declararam uma fortuna superior a 200 milhões de pesos até a data da promulgação da lei. Essa taxa subiu para 2,25 por cento nos casos de mercadorias entre 300 e 400 milhões de pesos. O governo argentino ficou muito satisfeitas com os resultados porque, apesar da resistência de alguns setores, até agora embolsaram 73% do valor projetado e afirmam que 80% do universo potencial de contribuintes cumpriram suas obrigações. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3tcHg1R

EUA-GUANTÁNAMO/ América Latina pede que Joe Biden feche Guantánamo. Ex-chanceleres, políticos e acadêmicos da região apelaram ao presidente dos Estados Unidos. Na questionada prisão de segurança máxima dos Estados Unidos em Cuba, 40 pessoas ainda estão detidas. A declaração pública latino-americana se junta a uma carta de 24 senadores democratas dirigida ao atual ocupante da Casa Branca. (El País, Espanha) | bit.ly/3f4PxQD

ESPANHA/ Madrid: a direita apela à "liberdade" e a esquerda pede para evitar o início do fim da democracia. Pelas últimas pesquisas, é mais provável que o PP mantenha o governo da capital aliado à extrema direita da Vox. Essas eleições, marcadas por uma dura luta ideológica e discursiva entre direita e esquerda, têm, segundo as últimas pesquisas, o Partido Popular (PP) pela frente, que estaria perto de formar um novo governo na capital espanhola em uma aliança com a extrema direita da Vox. Mas a esquerda aposta na surpresa, pois, embora as pesquisas a coloquem alguns pontos percentuais atrás do bloco de direita, soma dos votos do PSOE, do Unidos Podemos e do Mais Madrid poderia virar a história. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3vwJQkO

COLÔMBIA/ Presidente da Colômbia recua e retira a reforma tributária em meio a protestos massivos. O presidente colombiano, Iván Duque, cedeu à pressão pública e anunciou que está retirando seu polêmico projeto de reforma tributária, após quatro dias de protestos massivos em todo o país que deixaram pelo menos seis mortos. O presidente mantém o Exército nas ruas apesar da retirada da lei porque os manifestantes, apesar de reconhecerem ter vencido a primeira batalha, anunciaram que manterão os protestos vivos. Enquanto isso, o HRW informou que eles "puderam confirmar 6 mortes relacionadas aos protestos". No entanto, a Procuradoria-Geral da República afirmou hoje que os protestos “apresentam um trágico saldo de 14 mortos”. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3xIE9lO

EL SALVADOR/ Parlamento de El Salvador permite que o presidente Bukele governe sem freios e contrapesos. Uma tempestade política está sacudindo El Salvador depois que o Parlamento votou para destituir os juízes da Suprema Corte hostis ao presidente Nayib Bukele, uma ação que a oposição chamou de golpe e que levantou preocupações internacionais. Os aliados do presidente, que conquistaram a maioria absoluta desde as eleições de fevereiro, demitiram todos os juízes da sala constitucional da Suprema Corte quando tomaram posse no sábado por terem emitido sentenças "arbitrárias". “O que aconteceu ontem à noite na Assembleia Legislativa com uma maioria que o povo se deu pelo voto é um golpe de estado”, reagiu René Portillo, eleito da Arena para o Parlamento. “Como grupo parlamentar, não seremos cúmplices deste golpe”, acrescentou Anabel Belloso, uma de suas colegas da FMLN. (La Presse, Canadá) | bit.ly/3eU4LYB

ÍNDIA/ Partido de Modi perde aposta em eleições regionais importantes. Mais de 175 milhões de eleitores foram chamados às urnas em meio à epidemia de Covid-19. O BJP de Narendra Modi não consegue conquistar Bengala Ocidental e os marxistas são reeleitos em Kerala. Os riscos imprudentes que ele correu, em meio ao surto de Covid-19, para vencer as eleições regionais de Bengala Ocidental foram em vão. No domingo o primeiro-ministro indiano sofreu uma derrota humilhante neste estado de 96 milhões de pessoas no subcontinente oriental. Seu partido nacionalista hindu, o Partido do Povo Indiano (BJP), ganhou apenas 77 das 292 cadeiras na legislatura de Calcutá. (Le Monde, França) | bit.ly/2QP3Zny

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Ishaan Taroor – Pandemia/direita (The Washington Post, EUA) | “Nacionalistas de direita fracassaram durante a pandemia. Mas eles não foram os únicos.” | wapo.st/3b0Gejn

Um Lu – EUA-China/Guerra fria (Global Times, China) | “Defendendo o movimento errado de Pompeo, Blinken continua a hipocrisia política dos EUA” | bit.ly/33nXACF

Amy Goodman e Denis Moynihan – EUA/democracia (Democracy Now, EUA) | “Leis antiprotesto concedem motoristas licença para matar” | bit.ly/3xR7mv5

Zvi B’Arel - Israel (Haaretz, Israel) | “Ao contrário de Israel, a Arábia Saudita não depende de milagres para manter seus peregrinos seguros. Após desastres em grande escala durante a peregrinação islâmica a Meca, a Arábia Saudita entrou em ação e investiu na segurança de seus locais sagrados. É hora de Israel fazer o mesmo” | bit.ly/3vE5nrO

Matteo Bortolon – Civilização/pandemia (Sinistra in Rete, Itália) | “A volta do Leviatã?” | bit.ly/2RfbvId

Osita Nwanevu – EUA/Porto Rico (New Republic, EUA) | A incômoda questão do Estado porto-riquenho. O debate sobre o status do território não está apenas dividindo Washington. Também está dividindo os residentes da ilha.” | bit.ly/3ueEHxv

Bram Ebus – Colômbia/Venezuela (Crisis Group, EUA) | “Um campo de disputa rebelde: guerrilhas colombianas na fronteira com a Venezuela. Na selva ao longo da fronteira colombiano-venezuelana, guerrilheiros, criminosos e elementos obscuros do Estado lutam por lucros ilícitos.” | bit.ly/33a6G5F



Conteúdo Relacionado