Clipping Internacional

Clipping Mundo - 03/09/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

03/09/2021 09:24

(Reprodução/Twitter)

Créditos da foto: (Reprodução/Twitter)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LEI DE SEGURANÇA NACIONAL/ Bolsonaro aprova fim da lei da ditadura, mas veta punição a divulgação de notícias falsas. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, promulgou esta quarta-feira um conjunto de leis aprovadas pelo Congresso que revogavam normas de segurança em vigor desde a ditadura militar (1964-1985), mas vetou um artigo que previa punição para a divulgação de notícias falsas. O veto foi decidido pouco depois de Bolsonaro ser alvo de uma investigação aberta pelo Supremo Tribunal Federal sobre a disseminação de informações falsas devido a constantes declarações sobre o sistema de votação eletrônica que o Brasil adotou em 1996. A nova legislação, aprovada no Congresso brasileiro no mês passado, revogou e suplantou a chamada Lei de Segurança Nacional, imposta em 1983 pelo regime militar e utilizada pela ditadura para perseguir opositores. (Diário de Notícias, Portugal; Jornal de Notícias, Portugal; El Clarín, Argentina; El Mercurio, Chile; El Desconcierto, Chile; DiarioCorreo, Peru) | bit.ly/3tcm2mk | bit.ly/3BHgsLF | bit.ly/3tkazBh | bit.ly/3yHhZQb | bit.ly/38Bd48X | bit.ly/3jGOABr

DEMOCRACIA/A Justiça e o Senado exaltam a democracia diante de ameaças em protesto bolsonarista. O STF e o Senado do Brasil fizeram uma defesa fervorosa da democracia diante dos protestos que a extrema direita que apoia o presidente Jair Bolsonaro convocou contra esses dois poderes da Nação. Os movimentos bolsonaristas pretendem tomar as ruas no próximo dia 7 de setembro, quando se comemora a Independência do Brasil, e alguns dos grupos mais radicais pediram uma "intervenção militar" para fechar o Congresso e o Supremo Tribunal Federal, mas mantendo o líder do o ultradireito no poder. As manifestações, incentivadas pelo próprio Bolsonaro, foram convocadas em um contexto de fortes tensões entre o governante e a Suprema Corte e o Parlamento, que a extrema direita acusa de atuar como "partidos de oposição" ao Governo.(El Diario, Espanha) | bit.ly/3mZlVJH

7 DE SETEMBRO/ A esquerda brasileira também prepara eventos para o dia 7 de setembro, como Bolsonaro. O clima político está cada vez mais polarizado no Brasil, onde o que pode acontecer no dia 7 de setembro é esperado com expectativa. Nesse dia, data nacional em que será comemorado o 199º aniversário do Grito de Ipiranga, marco que marcou a independência brasileira do Reino de Portugal, os partidários do Presidente Jair Bolsonaro farão um ato massivo na Avenida Paulista, o mais importante de São Paulo., e a esquerda nucleada na plataforma Out Bolsonaro também está organizando eventos em dezenas de cidades brasileiras. (La Diária, Uruguai; El País, Uruguai) | bit.ly/3yHi7z9 | bit.ly/3jGytUe

AMAZÔNIA/Reportagem sobre Covid-19 pelo rio Amazonas é premiada em festival na França. Publicada no site do New York Times em julho, reportagem intitulada "O Amazonas, origem da vida, deflagra a pandemia", com fotos de Tyler Hickse textos da jornalistaJulie Turkewitz e de Manuela Andreoni, segue a trajetória da epidemia que explodiu no norte do Brasil no primeiro semestre deste ano.O júri escolheu a reportagem pela "força das imagens a serviço de uma investigação minuciosa apresentada de forma coerente e impactante". "A explosão da pandemia de Covid-19 ao longo do rio Amazonas é tratada não apenas como uma crise sanitária, mas um reflexo da atualidade política brasileira", causada pelos jurados.(RFI, França) | bit.ly/3n0G0zi

MUDANÇA CLIMÁTICA/O Brasil pode ficar sem eletricidade ou água?O Brasil pode ficar sem eletricidade ou água? A questão se espalhou pela mídia. A possibilidade de um horizonte de escassez em um país de grandes e imponentes rios preocupa seus habitantes e encontra o governo de extrema direita de Jair Bolsonaro sem respostas efetivas. O problema está especialmente focado nas regiões sul e sudeste do gigante sul-americano, onde a quantidade de chuvas registrada em 2021 é a menor desde 1920.“Grande parte da nossa chuva vem da Amazônia. Se desmatarmos, reduzimos a chuva”, diz Luciana Gatti, pesquisadora do Inpe. Segundo o especialista, à medida que a destruição das florestas se expande, o Brasil está "semeando a seca". Os números confirmam: o corte ilegal de árvores na floresta atingiu em 2020 o recorde dos últimos 12 anos. 11.088 quilômetros quadrados foram perdidos, 9,5% a mais que no ano anterior.(El Periódico, Espanha) | bit.ly/3jFzP1y

MARCO TEMPORAL/ Bolsonaro pede "bom senso" ao Supremo para não "entregar o Brasil para o Índio". Em causa está a tese do chamado 'marco temporal', em julgamento no STF, e que defende que povos indígenas brasileiros só podem reivindicar terras onde já viviam em 05 de outubro de 1988, dia em que entrou em vigor a atual Constituição do país. Ou seja, é necessária a confirmação da posse da terra no dia da promulgação da Constituição Federal, mesmo que os povos em causa tenham sido afastados das terras pelo uso da violência. No entanto, os movimentos indígenas sustentam que a tese termina com "direitos ancestrais" e também favorece a legalização de áreas ocupadas ilegalmente por invasores antes dessa data. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3zI2h8R

COVID-19/ O Brasil está perto de 582 mil mortes por Covid, mas a média foi a mais baixa do ano. O Brasil, um dos países mais atingidos pela pandemia no mundo, registrou 764 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas. A média de óbitos por Covid na última semana ficou em 621 por dia nesta quinta-feira, o menor nível desde o registrado em 28 de dezembro do ano passado, quando o número médio de vítimas de coronavírus no Brasil era de 611 por dia. Segundo especialistas, a queda no número de mortes, infecções e internações na maior parte do país se deve aos avanços na campanha de vacinação. Apesar da forte redução dos números nas últimas semanas, os números acumulados confirmam o Brasil como o segundo país com mais vítimas da cobiça no mundo, depois dos Estados Unidos, e o terceiro com mais infecções, depois do país norte-americano e Índia. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2Vef57V

REFORMA TRIBUTÁRIA/ A Câmara dos Deputados aprova uma tímida reforma tributária e a encaminha ao Senado. A Câmara dos Deputados aprovou uma tímida reforma do regime tributário e a encaminhou ao Senado, que dará a última palavra em relação a esse projeto apoiado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. Única alteração substantiva do texto aprovado pelos deputados com 398 votos a favor e 77 contra os impostos sobre os dividendos e lucros em 15%, que estão isentos no país desde 1995. A proposta inicial, apresentada pelo governo, estabelecia um imposto de 20% sobre o rendimento de dividendos, mas essa alíquota foi reduzida em cinco pontos percentuais em meio a acalorados debates na Câmara. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3te06Y1

AGRICULTURA/Os novos emprestadores podem salvar os agricultores em dificuldades do Brasil? O Brasil é uma potência agrícola, mas até 80 por cento das fazendas são pequenas empresas familiares, e um número significativo está lutando. Altas taxas de juros, um sistema de crédito desatualizado e excessivamente complicado e a falta de agências bancárias nas áreas rurais levaram a uma crise de empréstimos para os mais necessitados.(Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3zJi0V6

CHINA/São Paulo lança guia de investimentos para a China. O governo do maior e mais industrializado estado do Brasil, São Paulo, lançou na quinta-feira um guia de investimentos na China para empresas brasileiras. “É muito importante para São Paulo ter um pé na China”, disse Gustavo Junqueira, presidente da InvestSP, uma agência de investimentos do governo de São Paulo. O guia é um roteiro que contém informações importantes sobre a economia e a geografia chinesas, bem como uma estrutura legal para empresários estrangeiros.(Xihuanet, China) | bit.ly/3hj0ZtR

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA/Na cidade de Buenos Aires, as infecções de Covid foram mais de seis vezes superior nos bairros mais humildes.A cidade de Buenos Aires é o bairro com o maior número de mortes por milhão de habitantes e os vizinhos pobres são os que mais adoecem.A cidade de Buenos Aires é o distrito com o maior número de mortes por milhão de habitantes e os vizinhos pobres são os que mais adoecem no país. Na Grande Buenos Aires, os casos de Covidforam distribuídos de maneira mais uniforme. Os números refletem como a pandemia foi administrada. Na cidade de Buenos Aires o prefeito é do partido de Macri ‘Juntos por el Cambio’. Na província de Buenos Aires, o governador é da ‘Frente de Todos’ de Alberto Fernández.(Página 12 Argentina) | bit.ly/38CWMw3

AMÉRICA LATINA-DESIGUALDADE/As cidades mais pobres e menos educadas da América Latina têm mais mortes evitáveis. Um estudo realizado em 363 municípios de nove países revelou que algumas cidades do México, Colômbia e Brasil apresentam as maiores taxas de mortalidade que poderiam ser evitadas com atendimento médico. (El País, Espanha) | bit.ly/3zJi8ny

COLÔMBIA/A desaprovação de Iván Duque chega a 75% na Colômbia.77 por cento dos cidadãos consultados consideram que a situação social na Colômbia está piorando. A aprovação do presidente caiu três pontos em relação a junho, chegando a 20 pontos, o segundo menor valor desde o início de seu mandato. Além disso, especificaram que os principais problemas do país são corrupção, desemprego e segurança. Apesar de a situação epidemiológica ter sido complexa, no país ela não foi localizada como indicador primário.(Telesur, Venezuela) | bit.ly/3zHqrQQ

EUA-DIREITO DAS MULHERES/ Democratas correm para encontrar uma estratégia para combater a lei de aborto do Texas. As opções do governo Biden são limitadas e a obstrução representa um obstáculo à legislação federal.Joe Biden e os principais democratas estão lutando por uma estratégia para conter as restrições republicanas aos direitos reprodutivos das mulheres em meio às consequências de um estatuto do Texas que proibiu o aborto no estado desde a sexta semana de gravidez - mas as opções disponíveis para o governo são escassas. A Suprema Corte dominada pelos conservadores em uma decisão noturna recusou um pedido de emergência para bloquear a entrada em vigor da lei do Texas, em uma decisão que representou uma derrota esmagadora para os direitos reprodutivos e ameaçou ramificações importantes em outros estados do país.(The Guardeian, Inglaterra) | bit.ly/2WOvoIS

EUA-DESIGUALDADE/ A impressionante desigualdade de riqueza dos EUA acumula danos de longo prazo para as crianças de minorias. A chocante lacuna de riqueza racial entre as famílias e seu impacto sobre as crianças negras e hispânicas é revelada em novas pesquisas inovadoras feitas por estudiosos sobre a desigualdade nos Estados Unidos. Isso mostra que os níveis básicos de riqueza das famílias de diferentes origens raciais e étnicas divergiram a tal ponto nas últimas três décadas que as perspectivas futuras das crianças de grupos de menor riqueza provavelmente ficarão bastante comprometidas.As crianças afro-americanas estão sofrendo desvantagens de longo prazo como resultado das enormes e crescentes disparidades na riqueza das famílias americanas, com famílias negras com crianças tendo acesso a apenas 1 centavo para cada dólar desfrutado por seus colegas brancos.(The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3gZsfx2

MEIO AMBIENTE/Direitos humanos e biodiversidade: a difícil equação. Em Marselha, o Congresso da União Internacional para a Conservação da Natureza deverá defender a criação de áreas protegidas em 30% das terras e 30% dos oceanos. Objetivo louvável, mas que preocupa os defensores dos direitos humanos.A resolução final da IUCN deve exigir uma ação firme sobre a conservação da natureza. Entre outras coisas, para a cobertura de 30% da terra e 30% dos oceanos em áreas protegidas até 2030. Em termos concretos, as atividades humanas terão pouca ou nenhuma cidadania nessas áreas. O objetivo é salvar uma paz real para a biodiversidade até que ela se regenere e prospere novamente.(L’Humanité, França) | bit.ly/3h1DQM5

NEW YORK-INUNDAÇÕES/Cenas surrealistas das inundações em New York (vídeo). | bit.ly/3BFUQiQ

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eliane Brum – Brasil/Meio ambiente (El País, Espanha) | “Os índios lutam (quase) sozinhos por vocês. Muitas das decisões importantes para o futuro da espécie humana são tomadas em países como o Brasil, com presidentes autoritários, parlamentos corruptos e uma elite econômica predatória.” | bit.ly/3BSZQ43

IshaanTaroor -EUA/extremadireita(The Washington Post, EUA) | “A extrema direita dos EUA tem uma curiosa afinidade com o Taleban” | wapo.st/2WSmcDB

Helena Silvestre, resenha – Brasil/desigualdade (Página 12, Argentina) | “’Notas da fome’. Helena Silvestre, a ativista afro-indígena do Brasil que fez o combate e a escrita contra a fome.” | bit.ly/3BSZQkz

Phillip Inman- China/desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | “A busca de igualdade econômica de Xi Jinping chega em um momento delicado para a China” | bit.ly/3n0YAHS

Bob Lord – EUA/desigualdade (Common Dreams, EUA) | “Os democratas querem gastar US $ 3,5 trilhões em empregos e infraestrutura. Um terço disso poderia ser coberto por apenas sete bilionários.” | bit.ly/2WJAu9T

Robert Reich – EUA(The Guardian, Inglaterra) | “A Suprema Corte dos EUA agora é cruel, partidária - e está desperdiçando sua autoridade moral. Os americanos nem sempre concordaram com as conclusões do tribunal, mas as respeitaram. Isso está mudando agora.” | bit.ly/3kV9oVd

Flavelle, Barnard, Plumer e Kimmelman – EUA/mudançaclimática(The New York Times, EUA) | “Desastres sobrepostos expõem a dura realidade climática: os EUA não estão preparados” | As enchentes fatais no Nordeste, na esteira da destruição da Louisiana à Califórnia, mostram os limites da adaptação às mudanças climáticas. Os especialistas dizem que só vai piorar. | nyti.ms/3kSFv80

Bonilla-Molina – Venezuela/EUA(Jacobinlat, América Latina) | “Venezuela a caminho de uma nova aproximação geopolítica” | bit.ly/3zMq1sj

François Jullien – Ocidente/China (Sinistra in Rete, Itália) | “A transformação silenciosa: pensamento ocidental e chinês” | bit.ly/2WTYDuj



Conteúdo Relacionado