Clipping Internacional

Clipping Mundo - 04/04/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

04/04/2021 10:06

O Brasil superou neste sábado, 03/04, a marca de 330 mil mortes por Covid-19 (Genivel Paparazzi/EFE)

Créditos da foto: O Brasil superou neste sábado, 03/04, a marca de 330 mil mortes por Covid-19 (Genivel Paparazzi/EFE)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

COLAPSO NA SAÚDE/ No Brasil, epidemia de Covid-19 sai de controle. Até o momento, quase 300.000 brasileiros perderam a vida e 12 milhões foram infectados. No meio da noite, de sexta a sábado, dez pacientes em assistência respiratória deixaram apressadamente o pronto-socorro Ermelino Matarazzo. Este pequeno hospital no leste de São Paulo, em um bairro de classe trabalhadora, não tinha mais oxigênio disponível para pacientes Covid-19 gravemente enfermos. Quando foram levados para outros hospitais, eles já tinham níveis muito baixos de oxigênio no sangue. Este primeiro caso em São Paulo fez soar alarmes. Porque a cena não se passou em uma cidade isolada do interior do país, mas em uma metrópole de 12 milhões de habitantes, a cidade mais rica do Brasil. (Le Figaro, França) | bit.ly/3umd31n

COVID-19/ Brasil supera 330.000 mortes Covid-19. O Brasil é hoje o epicentro global da Covid-19, ocupando o segundo lugar em mortes e casos no mundo, atrás dos Estados Unidos. As mortes por Covid-19 no Brasil ultrapassaram 330.000 no sábado, após 1.987 novas fatalidades registradas, elevando o número de mortes no país para 330.193. Além disso, foram registrados 43.515 novos casos, elevando a contagem nacional para 12.953.597. (Xihuanet, China; El diário, Espanha; Telesur, Venezuela; Diario Correo, Peru) | bit.ly/3sVGYxe | bit.ly/3cLPVU3 | bit.ly/3rXPnPr | bit.ly/2PC99Tb

LULA/ Lula recebe a segunda dose do anticovídeo e pede a Bolsonaro que "ouça a ciência". “Basta fazer uma coisa: escutar a ciência, quem conhece e cumpre as determinações”, frisou Lula, sem citar diretamente Bolsonaro, um dos dirigentes mais negadores sobre a gravidade da pandemia. O ex-dirigente sindical, que divulgou a vacinação ao vivo pelas redes sociais, ressaltou que a imunização vai aumentar a proteção contra o coronavírus, mas disse que não é hora de relaxar. O Brasil, país mais afetado pela doença hoje, já registra 328.206 mortes por Covid-19 e 12.910.082 casos desde o início da crise de saúde, há pouco mais de um ano. (El Diário, Espanha; El Clarín, Argentina; La Jornada, México; Diário Correo, Peru) | bit.ly/3mjhrv7 | bit.ly/2PqtWJD | bit.ly/3ug6HQU | bit.ly/39BWlTN

BOLSONARO/ Pesadelo do coronavírus no Brasil: ‘Bolsonaro está mais isolado do que nunca’. Com as infecções disparando e a economia se enfraquecendo novamente, o presidente tenta manter uma unidade em seu governo. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3fFGyqF

BOLSONARO/ Bolsonaro gastou 350 mil euros em férias durante a pandemia. Os valores gastos pelo Presidente, e pela sua comitiva, em plena pandemia de covid-19, foram avaliados por Elias Vaz, o deputado que solicitou a informação ao GSI, como um "tapa na cara dos brasileiros". De acordo com as informações fornecidas pela Secretaria Geral da Presidência, foram gastos 1,19 milhões de reais (180 mil euros, no câmbio atual) em despesas com hospedagem do Presidente, da sua família, convidados e toda a equipe de profissionais, alimentação e bebidas consumidas por todos, entretenimento e despesa com locomoção terrestre ou aquática. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3miEJkK

BOLSONARO/ Bolsonaro perde apoio enquanto Mourão arruma o cabelo para a foto. A crise da saúde no Brasil preocupa o mundo todo e do exterior eles pedem coerência, enquanto dos setores militares se distanciam do presidente. Um ex-porta-voz, um general de muito prestígio interno, o chama de "imaturo intelectual". (Tiempo Argentino, Argentina) | bit.ly/39GMSKG

CONKÁ/ Kassio Nunes Marques do STF autoriza concentração em massa para cultos no pior momento da pandemia. Ele decidiu que os Estados e Municípios não podem proibir totalmente a celebração de missas e missas, considerando que a "atividade religiosa" é um serviço "essencial". Nunes determinou que medidas de distanciamento social sejam adotadas durante as celebrações, bem como a obrigatoriedade do uso de máscaras em igrejas e templos. As cerimônias foram suspensas em vários estados e municípios do país pelos governadores e prefeitos, que segundo o Supremo Tribunal Federal, têm competência para adotar medidas de combate à pandemia. (El Diário, Espanha; El Mercurio, Chile; Diário Correo, Peru) | bit.ly/3dwXxcj | bit.ly/2QWKtVM | bit.ly/3sQIHDU

NEGACIONISMO/ Bombeiro incendia sede de jornal em protesto contra medidas de restrição à covid-19. Homem de 55 pegou fogo à sede da Folha de Região, no Brasil, porque não aceitava as medidas de restrição contra a Covid-19 defendidas pelo jornalista proprietário do jornal. O homem confessou esta quarta-feira ter cometido o crime no dia 17, avança a Folha de São Paulo. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3sPtenF

MILITARES/ Bolsonarismo contamina os quarteis do Brasil. A pressão do presidente de extrema direita para politizar as forças armadas abre uma crise sem precedentes com os militares. Em 2014, Bolsonaro assim falou a um grupo de aspirantes a oficial do Exército Brasileiro: “Temos que mudar esse Brasil. Alguns morrerão no caminho, mas em 2018 estou disposto, se Deus quiser, para tentar levar este país para a direita! (…) O Brasil é maravilhoso, temos de tudo. O que falta são políticos!”. Em poucas ocasiões, a extrema direita se vê mais à vontade do que em um quartel cercado por uniformizados, mas na terça-feira ele demitiu sem cerimônia o ministro da Defesa. Em um efeito dominó, no dia seguinte, os chefes do Exército, da Marinha e da Força Aérea renunciaram em uníssono. (El País, Espanha) | bit.ly/3fHyKVl

BRAGA NETTO/ Novo ministro da Defesa do Brasil, equilibrista entre o Bolsonaro e o descontentamento do Exército. O general Braga Netto, leal ao presidente, terá de lidar com as reservas do alto comando militar à deriva autoritária do Governo e à profundidade da crise sanitária. (El País, Espanha) | bit.ly/3sTEdfQ

ESTADO POLICIAL/ Seis presos morrem e 56 são hospitalizados por desnutrição em uma prisão brasileira. A saúde suspeita que a interrupção da entrega de alimentos pelas famílias devido à cobiça pode agravar a hipovitaminose dos internos. A falta de alimentos básicos é uma realidade nas prisões brasileiras. Pelo menos seis presidiários da Cadeia Pública de Altos, no Piauí, morreram no ano passado em decorrência de um surto de beribéri, doença causada por deficiência de vitamina B1 e relacionada a uma alimentação inadequada e pobre em nutrientes. Resumindo: morreram desnutridos. Essa é a conclusão que emerge de um relatório técnico do Ministério da Saúde. (El País, Espanha) | bit.ly/2R0uxln

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA/Liga de Baseball retira o jogo das estrelas da Georgia em razão da lei de restrição de votos aprovada. A Major League Baseball enviou um aviso na sexta-feira aos republicanos que consideram novas leis para restringir a votação, retirando seu jogo All-Star de verão do subúrbio de Atlanta em uma repreensão às novas regras eleitorais da Geórgia que tornarão mais difícil votar nas áreas urbanas do estado. A medida serviu como um alerta para os republicanos em outros estados que estão tentando restringir a votação e provavelmente colocará uma nova pressão sobre outras organizações e corporações para que considerem a retirada de negócios da Geórgia. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2PPTorD

MIANMAR/ 543 civis, incluindo 44 crianças e adolescentes mortos desde o golpe. A repressão mortal aos protestos desde o golpe de 1º de fevereiro na Birmânia não poupou os jovens. De acordo com a ONG ‘Save the Children’, o número de crianças e adolescentes mortos dobrou nos últimos 12 dias. “É particularmente horrível que vários deles tenham sido mortos em suas casas, onde deveriam estar seguros”, comentou ela. Ao todo, acredita-se que 44 menores foram mortos pelas forças de segurança birmanesas, relata a Associação para a Assistência a Presos Políticos (AAPP). (Le Parisien, França) | bit.ly/3dyoyMj

VACINA/O presidente Alberto Fernández da Argentina testa positivo para o coronavírus 2 meses após ser vacinado. O presidente diz que está "fisicamente bem". O fabricante do Sputnik V que o presidente aplicou esclareceu que "a vacinação garante uma recuperação rápida e sem sintomas graves". O fabricante afirma que “O Sputnik V é 91,6% eficaz contra infecções e 100% eficaz contra casos graves. Se a infecção for confirmada e ocorrer, a vacinação garante uma recuperação rápida e sem sintomas graves ”. (El País, Espanha) | bit.ly/3miCFt6

ARGENTINA/ Investiga-se na Argentina visitas de desembargadores a Macri durante seu governo. Deputados da Frente de Todos anunciaram a criação de uma comissão de investigação no Congresso argentino para apurar os motivos das visitas de desembargadores ao ex-presidente Mauricio Macri. Dois membros, Mariano Borinsky e Gustavo Hornos, visitaram a Casa Rosada e a residência presidencial de Olivos várias vezes entre 2015 e 2019. No caso de Borinsky, houve cerca de 15 visitas a Olivos. O órgão encarregado de nomear, promover e sancionar os juízes, o Conselho da Magistratura, “pedirá esclarecimentos” aos dois juízes, segundo informou o seu vice-presidente, Alberto Lugones, informou a agência Télam. "Vai ser visto se há algum tipo de falta que mereça uma sanção", disse ele. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/31LNJFW

DESIGUALDADE GLOBAL/ Três em cada quatro doses foram administradas a habitantes dos países mais ricos. Desigualdades globais são refletidas na vacinação contra covid-19. O mapa de desigualdades traçado pela vacinação global contra covid-19 pode colocar em risco a própria imunização que está sendo tentada. Os países que concentram 76% das doses administradas até agora representam 60% do PIB mundial, afirmou o diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, lembrando que essa lacuna é prejudicial ao mundo. "Essa desigualdade contínua é contraproducente em um momento em que variantes do coronavírus estão atrasando a recuperação econômica", disse ele. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/39GMU5g

CUBA/ Voluntários cubanos recebem a primeira prova da vacina anticovid Abdala. Os 48.000 voluntários incluídos no estudo de fase III contra o Covid-19 Abdala receberam a primeira dose e na próxima segunda-feira esta investigação segue para a segunda fase, anunciou uma fonte oficial neste sábado. (La Jornada, México) | bit.ly/3cPyYIl

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Celso Amorim – Brasil (The Guardian, Inglaterra) | “Em meio à tragédia do Brasil, nossa esperança é a perspectiva de derrota do Bolsonaro no próximo ano” | bit.ly/3fNvE26

Lucas Ferraz – Brasil (Espresso, Itália) | “No Brasil, a necropolítica do Bolsonaro já custou 300 mil mortes” | bit.ly/3udvVj4 | bit.ly/3rQgETy

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Os militares em um beco sem saída” | bit.ly/3mgj9O2

João Roberto Martins, entrevista - Brasil/militares (El País, Espanha) | “Generais brasileiros buscam uma terceira via eleitoral, sem Lula ou Bolsonaro” | bit.ly/3ujtjAa

Alexandre Schwarzbold – Brasil/Pandemia (RFI, França) | “Epidemia no Brasil deve se arrastar até inverno de 2022” | bit.ly/3rOaW4N

Eliane Brum – Brasil (The New York Times, EUA) | “A Morte do último ancião Juma na Amazônia. O coronavírus e o presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, estão colocando em risco a sobrevivência dos povos indígenas e o futuro da próxima geração humana.” | nyti.ms/3sRoKg3

Robert Reich – EUA (Common Dreams, EUA) | “Tribute os ricos. Aqui como.” | bit.ly/39EILim

Cindy Forster – Bolívia (Jacobin, EUA) | “Finalmente os conspiradores de golpes na Bolívia irão enfrenar os tribunais por sua campanha de terror” | bit.ly/3mjTDax

Página 12, reportagem – Negacionismo (Página 12, Argentina) | “Um olhar psicanalítico para aqueles que optam por não cuidar de si mesmos em uma pandemia” | bit.ly/39DNXTS

Xu Yelu – Guerra Fria (Global Times, China) | “A mentalidade da Guerra Fria não restaurará o declínio do soft power dos EUA” | bit.ly/31LNQBm



Conteúdo Relacionado