Clipping Internacional

Clipping Mundo - 04/08/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

04/08/2021 09:22

(AFP)

Créditos da foto: (AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO INVESTIGADO-1/Autoridade eleitoral vai investigar Bolsonaro sobre alegações infundadas de fraude. A principal autoridade eleitoral do Brasil lançou uma contra-ofensiva contra a campanha ao estilo de Donald Trump de Jair Bolsonaro contra o sistema de votação do país, anunciando que investigará sua propagação potencialmente criminosa de alegações de fraude eleitoral infundadas, enquanto o presidente intensificava a cruzada contra o sistema de votação eletrônica do Brasil. Num discurso combativo, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, afirmou: “Ameaçar a realização de uma eleição representa um comportamento antidemocrático… Poluir o debate público com desinformação, mentiras, ódio e teorias da conspiração representa um comportamento antidemocrático.” Na semana passada, Bolsonaro, que tem uma longa história de bombástico antidemocrático, causou indignação ao usar a televisão pública para fazer alegações infundadas sobre as eleições anteriores que o próprio Bolsonaro admitiu não terem fundamento de fato. (The Guardian, Inglaterra; El Diário, Espanha; Público, Portugal; La Diaria, Uruguai; L’Humanité, França; Libération, França; El Espectador, Colômbia; Financial Times, EUA; Últimas Notícias, Venezuela; El País, Uruguai) | bit.ly/3jk5QuJ | bit.ly/3fqpeW2 | bit.ly/3fx5obD | bit.ly/3lwEap5 | bit.ly/3rSwQFy | bit.ly/3ykxAWq | bit.ly/3A9AEFw | on.ft.com/3ioPEZY | bit.ly/3xr9k3H | bit.ly/3lv5zIb

BOLSONARO-INVESTIGADO-2/ Prevaricação: PF pede ao Planalto detalhes sobre encontro entre Luís Miranda e Bolsonaro. A reunião, ocorrida em 20 de março, é peça fundamental no inquérito que investiga se o presidente Bolsonaro prevaricou diante de denúncias sobre a vacina indiana Covaxin contra a Covid-19. O episódio é um dos pontos mais importantes na investigação sobre suposta prevaricação de Bolsonaro. Miranda relata que foi ao Palácio do Alvorada levar seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda, para que este relatasse as pressões que sofreu para autorizar o contrato. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/3fxI2Cu

BOLSONARO/ Bolsonaro, outro dirigente que adere à estratégia de "fraude eleitoral" ao cair nas pesquisas contra Lula. O Brasil realiza eleições no próximo ano e as pesquisas o colocam muito atrás de seu principal adversário, Lula da Silva. Outros líderes americanos, incluindo Trump nos EUA e Keiko Fujimori no Peru, recorreram sem sucesso a essa estratégia para desacreditar os resultados eleitorais. “É uma eleição que Bolsonaro não pode perder. Ele prefere fazer o caos continuar no governo e evitar acabar na prisão”, disse ao El Diario George Avelino Filho, doutor em Ciência Política pela Universidade de Stanford. A estratégia inclui instalar a ameaça de fraude eleitoral com base em uma suposta falta de confiança no voto eletrônico que o país adotou em 1996. O presidente brasileiro busca recuperar o voto no papel por meio de uma emenda constitucional que tramita no Congresso, na qual propõe que para as eleições presidenciais de 2022 seja incorporado o antigo sistema de votação, em paralelo ao voto eletrônico, que considera o único "realmente auditável". (El Diário, Espanha; Página 12, Argentina; El Periodico, Espanha; El Clarín, Argentina; El Mercurio, Chile; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3xiAkSU | bit.ly/2VfudC4 | bit.ly/3xiAl9q | bit.ly/3lw9qVy | bit.ly/3yoayOv | bit.ly/2VqEZFn

REFORMA TRIBUTÁRIA/ A reforma tributária centra a agenda econômica do Congresso no Brasil. A reforma tributária, uma das principais bandeiras do governo do presidente Jair Bolsonaro junto com as privatizações, vai focar a agenda econômica do Congresso brasileiro nos próximos meses, que retomou os trabalhos nesta semana após o recesso parlamentar. “O governo propôs pequenas reformas na reforma tributária. Uma verdadeira reforma é quando você muda a estrutura, agora só está pintando o muro”, explicou em entrevista Gabriel Quintanilha, especialista em tributos e professor adjunto da Fundação Getúlio Vargas com a Efe. (FGV). Segundo a Tax Foundation, o Brasil é uma das poucas nações do mundo, junto com a Estônia, que atualmente não tributa ganhos de capital, o que pode mudar caso o Congresso aprove a "segunda fase" do projeto apresentado pelo governo. Em meio ao descontentamento do empresariado e das classes altas com a proposta do governo de reforma do imposto de renda, Bolsonaro deu um passo à frente na véspera e descartou a criação de um imposto sobre as grandes fortunas no Brasil. (El Diário, Espanha; RFI, França) | bit.ly/3Cdk897 | bit.ly/2WLtzwe

PRESIDENTE DE PORTUGAL/"O Lula é que conta para o futuro, os outros foram para a galeria" disse o embaixador português no Brasil. Como Marcelo pôs, diplomaticamente, Bolsonaro à distância: “O calendário eleitoral está presente no nosso espírito”. A ida do presidente de Portugal Marcelo a São Paulo e Brasília é bem vista deste lado do Atlântico. O jornal falou com deputados e com o embaixador Martins da Cruz que tem uma leitura mais política do seu encontro com os ex-presidentes brasileiros. A inauguração do Museu de Língua Portuguesa em São Paulo foi o pretexto para Marcelo Rebelo de Sousa visitar o maior país da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa e manter acesa a chama dos contatos bilaterais com antigos presidentes brasileiros e o atual detentor do cargo, Jair Bolsonaro, com quem se reuniu na segunda-feira em Brasília. (Diário de Notícias, Portuga; Expresso, Portugal) | bit.ly/3lAGCv7 | bit.ly/3A7mh4k

AMAZÔNIA/ Brasil ficará aquém da meta de redução do desmatamento na Amazônia. O Brasil estabeleceu como meta reduzir em 10% o desmatamento na Amazônia. Uma meta que deve ser alcançada apenas pela metade. “É uma redução irrisória, mas é melhor do que nada”, disse o vice-presidente brasileiro. 4 a 5% em vez de 10%. O Brasil não cumprirá sua meta de redução do desmatamento na Amazônia no período de referência agosto de 2020 a julho de 2021, admitiu. (Le Nouvel Observateur, França) | bit.ly/37hkwFh

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA/Jeanine Añez condenada a seis meses de prisão. Um juiz de La Paz ordenou na terça-feira uma segunda prisão preventiva de seis meses para a ex-presidente de facto detida Jeanine Áñez e aceitou outra denúncia criminal comum por suas ações no golpe de novembro de 2019 que derrubou Evo Morales. Os procuradores que conduzem o processo decidiram no fim de semana passado dividir o caso original em dois julgamentos comuns: um por sedição, terrorismo e conspiração; e outro, motivo da segunda prisão preventiva, por violação de deveres e resoluções contrárias à Constituição. O segundo mandado de prisão, que segundo a mídia local entrará em vigor imediatamente, implica que Áñez será detido pelo menos até o início de fevereiro de 2022. Isso, sem descartar novas sanções que possam surgir de outros processos ordinários e de vários julgamentos de responsabilidade que O Parlamento está se preparando para votar. (Página 12, Argentina) | bit.ly/37j8WcP

CHILE-VACINAÇÃO/ O Chile destaca a eficácia das vacinas contra Covid-19. O Ministério da Saúde do Chile destacou os resultados da eficácia das vacinas usadas no país para prevenir a Covid-19, após analisar seu desempenho em uma amostra de habitantes que receberam diferentes antídotos. O ministro da Saúde Araos explicou que a vacina CoronaVac foi a primeira e a mais usada no país sul-americano no contexto da pandemia. Relatou que 8,6 milhões de pessoas com mais de 16 anos, usuárias do sistema público de saúde, foram acompanhadas entre 2 de fevereiro e 7 de julho. Durante o último mês do estudo, a vacina Coronavac foi 58,49 % eficaz na prevenção de novos coronavírus sintomáticos e 86,02 %na prevenção de hospitalização. Além disso, foi 89,68 % eficaz na prevenção de internações em UTI e 86,38 por cento na prevenção de mortes causadas pelo Covid19. (La Jornada, México) | bit.ly/2TRGP1g

EUA/ Biden pede que o governador do Estado de New York, Mario Cuomo, renuncie após denúncia de assédio sexual. Os investigadores do procurador-geral do Estado de Nova York descobriram que o governador Andrew Cuomo assediou sexualmente 11 mulheres. O governador se recusou a renunciar. Um relatório de 165 páginas apontou como o governador Andrew M. Cuomo assediou sexualmente 11 mulheres, incluindo atuais e ex-funcionárias do governo, cujos relatos de toques indesejados e comentários inadequados foram corroborados em um relatório contundente divulgado na terça-feira pela procuradora-geral do Estado de Nova York, Letitia James. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3fsSkUo

MYANMAR/Myanmar mergulha no caos seis meses após o golpe. O líder da Junta Militar se autoproclama primeiro-ministro e promete eleições para agosto de 2023, em meio a uma grave crise humana, de saúde e política. A violência deixou 120 mil birmaneses em extrema. As borboletas negras do esquecimento: a destruição da memória. À grave crise política desencadeada desde então, soma-se a provocada pela disseminação acelerada do Covid-19 desde o início de julho no país, situação agravada pela escassez de médicos e suprimentos médicos. (El País, Espanha) | bit.ly/3AcpBvk

LÍBANO/ A lenta agonia de um país e um povo. Um ano após a devastadora explosão dupla no porto de Beirute, o pesadelo libanês está longe de terminar. A crise econômica está piorando a cada dia. (l’Humanité, França) | bit.ly/3ioPHoC

FILIPINAS/Duterte está prestes a terminar de ser presidente para comandar para sempre. O chefe de Estado que ficou famoso como o carrasco por suas sangrentas campanhas antidrogas está prestes a encerrar seu mandato, mas anuncia que continuará sua ação: como vice-presidente, ao lado de sua filha Sara? Tendo lutado contra as dinastias de seus antecessores, hoje se prepara para permanecer no centro do poder. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/2WVXQIX

MUDANÇA CLIMÁTICA/ De neve no Brasil a recordes de temperatura na Grécia. Os fenômenos climáticos que tomam conta do mundo São vários os episódios que chamam a atenção de meteorologistas de todo o planeta. De acordo com alguns especialistas, muitos desses eventos seriam o efeito das mudanças climáticas. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/3yjM4G5

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Miguel Nicolelis, entrevista – Brasil/Pandemia (Xihuanet, China) | “Politizar a pandemia foi prejudicial à luta global contra Covid-19” | bit.ly/2Vtu3qq

Emir Sader – Brasil/Lula (Página 12, Argentina) | “Brasil 2022” | bit.ly/3xsFnAe

Lula, entrevista – Brasil/Nicarágua (El Desconcierto, Chile) | “Lula da Silva a Daniel Ortega: ‘não abandone a democracia’” | bit.ly/3ftgRsy

Helen Yaffe – Cuba (The guardian, Inglaterra) | “Se os EUA realmente se importassem com a liberdade em Cuba, acabariam com suas sanções punitivas.” | bit.ly/3xiAny4

Silvio Rodrigues, entrevista – Cuba (El País, Espanha) | “Devemos escutar todas as vozes e muito mais ainda as próprias” | bit.ly/3jsrqgW

Robert Reich – EUA/fraude eleitoral (The Guardian, Inglaterra) | “Uma bomba trumpista caiu silenciosamente na semana passada. E isso deve chocar a todos nós - um memorando recém-descoberto mostra que Trump disse ao procurador-geral interino: ‘Basta dizer que a eleição foi corrupta [e] deixar o resto para mim e os congressistas” | bit.ly/2WTN5qC

Peter Bradswhaw, crítica - Brasil/filme (The Guardian, Inglaterra) | “A Febre. Um sonho de filme sobre a alienação de um índio brasileiro.” | bit.ly/3xiAoSE

Jamelle Bouie – EUA/Trump (The New York Times, EUA) | “Sim, Trump é ridículo. Ele também é perigoso.” | nyti.ms/3xlU5c7



Conteúdo Relacionado