Clipping Internacional

Clipping Mundo - 12/07/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

12/07/2021 09:04

(Celso Luix/Estadão Conteúdo)

Créditos da foto: (Celso Luix/Estadão Conteúdo)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

VACINAGATE/70 por cento dos brasileiros acreditam que há corrupção no governo Bolsonaro. Segundo levantamento de um instituto de pesquisa, 70% dos brasileiros consideram que há corrupção no governo Bolsonaro, 23% dizem que não. Além disso, 63 por cento dos brasileiros acreditam que há corrupção no Ministério da Saúde e 64 por cento afirmam que o chefe de estado sabe dos desvios ocorridos nessa carteira. A mesma pesquisa mostrou que a maioria dos brasileiros (54%) apoia a abertura de julgamento político pelo Congresso pelos crimes de responsabilidade pelos quais é acusado, o presidente negou as denúncias de corrupção. (Página 12, Argentina; El Diario, Espanha; El Clarín, Argentina; El País, Uruguai; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3hA95i2 | bit.ly/3r42ejX | bit.ly/3wFT7HG | bit.ly/3e8TKD6 | bit.ly/3r6fBQY

IMPEACHMENT/ Jornal de extrema direita do Brasil exige remoção de Bolsonaro. Um dos principais jornais conservadores do Brasil, O Estado de São Paulo, exigiu a remoção do presidente do país, Jair Bolsonaro, enquanto a indignação pública sobre sua resposta ao coronavírus e corrupção arrastou as avaliações do populista de direita para o nível mais baixo de todos os tempos. “Jair Bolsonaro não tem mais condições de permanecer na presidência”, declarou o jornal, enquanto as pesquisas mostravam que, pela primeira vez, a maioria dos cidadãos apoiava o impeachment e considerava seu líder incapaz de governar. O Estado de São Paulo, que não se opôs à eleição de Bolsonaro apesar de sua longa história de retórica antidemocrática, atacou com violência aquela "ameaça explícita" à democracia brasileira. Chamou o presidente de “uma criança mimada ... atormentada por uma sucessão de infortúnios morais, políticos, criminais e administrativos”. (The Guardian, Inglaterra; La Jornada, México) | bit.ly/3r1RlPQ | bit.ly/2Vzx48D

COVID-19/ O Brasil registrou mais 595 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas.O número total de mortes aumentou para 533.488. Até 20.937 novos casos foram detectados, elevando o número total de casos para 19.089.940. O Brasil atualmente tem a segunda maior taxa de mortalidade por pandemia do mundo, depois dos Estados Unidos, e o terceiro maior número de casos, depois dos Estados Unidos e da Índia. O país sul-americano, que vive uma nova onda de infecções com hospitais lotados de pacientes, tem uma taxa de mortalidade de 253,9 óbitos por 100 mil habitantes. Até domingo, 114,2 milhões de pessoas no Brasil receberam pelo menos uma dose da vacina Covid-19, e mais de 30,5 milhões de pessoas foram totalmente vacinadas. (Xihuanet, China; La Jornada, México; Diario Correo, Peru; Pagina Siete, Bolívia) | bit.ly/3hA965A | bit.ly/3xztQQz | bit.ly/2TTXxgM | bit.ly/36JYpY9

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA/ Ministro da Segurança ordena investigação de material de guerra enviado à Bolívia pelo governo Macri. O chanceler boliviano Rogelio Mayta havia informado que em novembro de 2019, durante os primeiros dias do governo de fato de Jeanine Áñez, após a renúncia de Evo Morales ter sido forçada, “chegou ao país material bélico proveniente da Argentina”, que eram armas, munições e equipamento antimotim. e fez um pedido de informação às autoridades das quatro forças de segurança federais para que iniciassem ações para apurar se havia responsabilidades nos fatos denunciados pelo governo boliviano que Luis Arce preside. (La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3ASZw5j

HAITI/Magnicídio de Moïse : uma nova instabilidade no Haiti. Quem era considerado forasteiro na política, no estilo de Trump, Bolsonaro ou Macri, era assassinado na madrugada de 7 de julho em sua residência no bairro de Pelerin, na capital haitiana, Porto Príncipe. O fato ocorreu em meio à convulsão social provocada tanto por suas políticas neoliberais quanto por sua recusa em cumprir a Constituição, uma vez que não deixou o cargo no prazo estipulado.(Mision Verdad, Venezuela) | bit.ly/36JYqeF

HAITI-COLÔMBIA/ Mistério do assassinato: o que os veteranos militares colombianos estavam fazendo no Haiti? Pelo menos 18 dos colombianos estão sob custódia haitiana e pelo menos dois estão mortos no complô para assassinar o presidente. Mas seu papel na matança, se houver, é obscuro. Mas embora o primeiro-ministro interino e membros de seu gabinete tenham apresentado os colombianos como peças centrais de uma conspiração bem organizada conduzida por "mercenários estrangeiros" para matar Moïse, questões críticas permanecem sobre qual papel eles desempenharam no assassinato. E na Colômbia, alguns parentes dos colombianos detidos dizem que os homens foram ao Haiti para proteger o presidente, não para matá-lo, o que aumenta as muitas alegações obscuras e muitas vezes contraditórias em torno do assassinato. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3hXwdWU

CUBA/ Neste domingo milhares de pessoas marcharam pelas ruas de várias cidades de Cuba. A agitação social teve como eixo o problema de saúde devido à pandemia do coronavírus. Miguel Díaz Canel denunciou uma ingerência dos Estados Unidos na agitação social. O presidente de Cuba, Miguel Díaz Canel, denunciou que, nos protestos inéditos deste domingo contra o governo, houve uma interferência dos Estados Unidos com o intuito de “legitimar a ideia de que o governo cubano não pode controlar o coronavírus”. O chefe de Estado falou após a marcha de milhares de pessoas em várias cidades da ilha que criticaram, principalmente, as ações do Executivo na gestão sanitária da pandemia. “De maneira muito sutil, quem nunca se opôs ao bloqueio (embargo econômico decretado pelos Estados Unidos em 1962) agora incentiva campanhas que buscam legitimar a ideia de que o governo cubano não pode controlar o coronavírus”, disse Díaz Canel. (Página 12, Argentina) | bit.ly/36JYriJ

CUBA/ Protestos antigovernamentais generalizados estouram em Cuba. Milhares se manifestam à medida da escassez de alimentos e medicamentos e as sanções dos EUA prejudicam e a Covid destrói o turismo. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3xFfrCo

GUATEMALA/ Ativista Frank Ramazzini, crítico de Giammattei, assassinado na Guatemala. Ramazzini trabalhou pelos direitos trabalhistas de policiais e guardas do sistema prisional do país, disse Rodas. De acordo com a imprensa local, ele também denunciou a corrupção no governo, especialmente no Ministério do Interior. Ramazzini havia sobrevivido a um atentado em julho de 2018, ocorrido após participar de uma passeata para exigir melhores condições para a polícia. Um relatório da Unidade de Proteção dos Defensores dos Direitos Humanos da Guatemala observou que os ataques contra ativistas sociais aumentaram desde 2020. (La Jornada, México) | bit.ly/3rgAvNn

INGLATERRA/Abusos racistas após Inglaterra perder pênaltis na final da Copa Europeia. O abuso atingiu Marcus Rashford, Bukayo Saka e Jadon Sancho. Boris Johnson condena o abuso racista "terrível" de jogadores da Inglaterra enquanto a polícia investiga publicações nas redes sociais. Destacando alguns exemplos do abuso, incluindo epítetos raciais e referências à escravidão, o parlamentar trabalhista David Lammy disse: "É por isso que nos ajoelhamos. Orando por um futuro melhor - digno dos valores, beleza e respeito exemplificados por cada jogador da Inglaterra." (The Independent, Inglaterra) | bit.ly/3hZQrPD

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Boaventura Sousa Santos – Brasil (Esquerda.net, Portugal) | “Desbolsonarizar a democracia, desmorizar a justiça” | bit.ly/3wA8OQk

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Brasil: crise institucional e militar” | bit.ly/3wwHN0d

Andre Pagliarini – Brasil (Jacobin, EUA) | “Por que os trabalhadores brasileiros amam Lula” | bit.ly/3hA979E

Néstor Restivo – China (Página 12, Argentina) | “Como a China fez para se converter um uma potência mundial” | bit.ly/3AUjs7Z

Noam Chomsky, entrevista – EUA (Esquerda.neto, Portugal) | “Os republicanos estão dispostos a destruir a economia para recuperar o poder” | bit.ly/2UBmLQS

 Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “A nova vacina ‘mRNA’ e o significado da vida – resultados de uma pesquisa de opinião” | nyti.ms/3wzjrD8

Cliff Albright – EUA (Democracy Now, EUA) | “Enquanto o Texas promove ‘a pior lei de supressão de eleitores do país’, ativistas pedem que Biden faça mais” | bit.ly/3k8RXBR

Alain Deneault – Multinacionais (Le Monde Diplomatique, França) | “E as multinacionais vão pagar (um pouco). Por que o imposto universal sobre as sociedades é um passo em frente” | bit.ly/3jC6vJW

Charles Enderlin – Israel (Le Monde Diplomatique, França) | “Israel se torna uma ‘etnocracia’" | bit.ly/3hA97Xc

Branko Marcetic – Julian Assange (Jacobin, EUA) | “O ‘blackout’ de mídia com Julian Assange deve acabar” | bit.ly/3k5pvRj

Ernesto Resnik – Vacinação/ América Latina (Página 12, Argentina) | “A verdade sobre as vacinas anticovid: os casos da Argentina, Brasil, Uruguai e Chile” | bit.ly/3kad1rG

José Pablo Feinmann – Extrema direita (Página 12, Argentina) | “A extrema direita. Um fantasma corre o mundo: o ressurgimento do nazifascismo” | bit.ly/2TSX3rf

Gustavo Veiga – Haiti/Colômbia (Página 12, Argentina) | “Haiti e a força de trabalho colombiana. As hipóteses após o assassinato de Jovenel Moïse” | bit.ly/3xC6KbU



Conteúdo Relacionado