Clipping Internacional

Clipping Mundo - 13/06/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

13/06/2021 10:06

(Eraldo Peres/AP/Picture Alliance)

Créditos da foto: (Eraldo Peres/AP/Picture Alliance)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO - 1/ O presidente foi multado por não usar máscara, terá que pagar 100 dólares. Bolsonaro liderou uma enorme caravana de motocicletas em meio a uma pandemia. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, mais uma vez desafiou a pandemia neste sábado e, ignorando as proibições locais de aglomeração, liderou uma caravana de motociclistas em São Paulo convocada por seus apoiadores e grupos evangélicos. A mobilização ocorreu no dia exato que marca 15 meses de uma pandemia que deixa quase 17,3 milhões de casos confirmados e 485.000 mortes associadas ao Covid-19. (La Diária, Uruguai; The Independent, Inglaterra; Los Angeles Times, EUA; The Sydney Morning Herald, Austrália; La Presse, Canadá; El Diário, Uruguai; Diário de Notícias, Portugal; El Clarín, Argentina; Le Parisien, França; La Repubblica, Itália; Suth China Morning Post, Hong Kong; Euronews, Portugal) | bit.ly/3wmuDDF | bit.ly/3gjy88i | lat.ms/2TryTDi | bit.ly/3wmuEaH | bit.ly/3pRSqcu | bit.ly/35dlamt | bit.ly/35dLgFF | bit.ly/2Snczeb | bit.ly/3wjYD3i | bit.ly/3gjlEO7 | bit.ly/2Tsy5OM | bit.ly/3wmCCRd

BOLSONARO - 2/ Bolsonaro foi vaiado em um aeroporto: "Genocida", foi o grito contra ele. Poucas horas antes do início da Copa América, enquanto seu país que registra uma média de 1.727 mortes por dia nas últimas duas semanas, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi repudiado por um grupo de passageiros no aeroporto de Vitória, quando o presidente que ele estava tentando fazer proselitismo. "Genocídio!", "Fora com o Bolsonaro!", "Vacina agora!" Foi ouvido entre os passageiros. (Página 12, Argentina; El Diário, Espanha) | bit.ly/3glyHyJ | bit.ly/35gqohc

GENOCIDA/ Netanyahu menciona risco de Bolsonaro ser investigado por 'genocídio' de povos indígenas, diz correspondência. Documento sigiloso com alerta de Netanyahu teria sido entregue pelo Itamaraty à CPI da Covid. Telegrama foi enviado originalmente em 7 de maio de 2020 por Paulo Cesar Meira de Vasconcellos, na época embaixador do Brasil em Israel. O ex-embaixador do Brasil em Israel, Paulo Cesar Meira de Vasconcellos, afirmou em um telegrama enviado ao Itamaraty em 7 de maio 2020 que o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu via "risco real" do presidente Jair Bolsonaro ser investigado pelo Tribunal Penal Internacional por "genocídio de povos indígenas". (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/35gft77

BOLSONARO - 3/ Bolsonaro busca o apoio dos policiais diante das eleições. O presidente brasileiro afirmou que poderia sempre contador com os policiais “aconteça o que acontecer”, cortejando uma vez mais as autoridades policiais em meio a uma dura politização dianta das eleições do ano que vem. O capitão aposentado do Exército de extrema direita disse que as forças da Polícia Militar do país apoiam o que ele chamou de "meu Exército". “Vós sois auxiliares das Forças Armadas. Tenho a certeza de que, pelo cumprimento da lei e da ordem, pelo cumprimento das disposições constitucionais, estaremos juntos aconteça o que acontecer”. (La Jornada, México) | bit.ly/3zlAXxf

COPA AMÉRICA - 1/12 jogadores e funcionários da Venezuela testaram positivo para o coronavírus um dia do jogo de abertura contra o Brasil. O surto é a última má notícia para o conturbado torneio, a Copa América, que foi transferida para o Brasil há menos de duas semanas, depois que a anfitriã Argentina disse que não poderia segurá-la durante a pandemia. A Colômbia, a outra coanfitriã, desistiu mais cedo. E pode não ser a única crise que os organizadores enfrentam: uma reportagem na Bolívia no sábado disse que pelo menos quatro pessoas conectadas à seleção daquele país também tinham o vírus. A Bolívia enfrenta o Paraguai na segunda-feira. Os testes positivos provavelmente renovarão a oposição a um torneio que muitos disseram que deveria ter sido cancelado. Os jogadores da seleção brasileira revelaram publicamente suas preocupações sobre o torneio, embora tenham se comprometido a disputá-lo. (The New York Times, EUA; Deutsche Welle, Alemanha) | nyti.ms/3vl6sUQ | bit.ly/35ngn1z

COPA AMÉRICA - 2/ O Brasil devastado por vírus não quer a Copa América. Mas Bolsonaro diz que fará de qualquer maneira. A maioria dos brasileiros não quer. Os principais patrocinadores fugiram. Até os jogadores recusaram a ideia. Mas pronta ou não, a Copa América, um dos espetáculos esportivos mais importantes da América Latina, está chegando ao país. Uma terceira onda do coronavírus, que ainda mata em média cerca de 2.000 brasileiros por dia, está no horizonte próximo. Os hospitais estão novamente crescendo rapidamente. A decisão de sediar um evento esportivo internacional neste momento dividiu este país tradicionalmente obcecado pelo futebol. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/35heu6M

COPA AMÉRICA - 3/Patrocinadores desistem da Copa América no Brasil por risco da Covid. Movimentos seguem decisão polêmica de realizar torneio continental de futebol durante a pandemia. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3vi9Foo

CLÁUDIA ANDUJAR/A promessa de 50 anos de Claudia Andujar aos Yanomami do Brasil. A artista fotografou pela primeira vez os indígenas da Amazônia e prometeu lutar por sua causa em 1971. Ela ainda está lutando. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3ghC2P6

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

CHILE - 1/ Santiago volta à quarentena apesar das altas taxas de vacinação. Cerca de 2,8 milhões de pessoas qualificadas optaram por não ser vacinadas contra o Covid-19 no país andino. A partir da madrugada deste sábado, Santiago do Chile voltou a entrar em quarentena. Toda a região começa com a medida de restrição de mobilidade quando 57,8% da população-alvo do país completou seu esquema de vacinação Covid-19, mas as UTIs estão à beira do colapso. Mas a grande maioria dos pacientes gravemente enfermos não está imunizada e há uma diminuição preocupante na idade dos pacientes admitidos em leitos críticos. (El País, Espanha) | bit.ly/2RTELFc

CHILE - 2/ Chile realiza o segundo turno nas eleição de governadores. O Chile celebrará neste domingo o segundo turno para a eleição dos governadores de 13 regiões do país. O primeiro turno ocorreu nas megaeleições de 15 e 16 de maio, nas quais os chilenos tiveram que votar em representantes da Convenção Constituinte, governadores e demais autoridades locais. (Telesur, Venezuela) | bit.ly/2Ts8bux

PERU/Peru Libre’ alertou sobre uma "ameaça de golpe". A mais alta autoridade eleitoral do Peru, o Júri Eleitoral Nacional, tomou uma decisão na sexta-feira que gerou forte rejeição e que acabou tendo que ser revertida. A imprensa noticiou que o tribunal prorrogou por 48 horas o prazo, expirado quarta-feira, para apresentar os pedidos de anulação dos votos expressos no segundo turno presidencial, no domingo. A mudança nas regras do jogo ficou conhecida quando foram processadas 100% das atas e contados 99,59% dos votos, com uma vantagem irreversível a favor do candidato do Peru Libre, Pedro Castillo, sobre Keiko Fujimori. (La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3ghD8KD

GUERRA FRIA/Reunião do G-7: Biden exorta os líderes a combater a influência chinesa. Ele ofereceu um plano de financiamento para as nações em desenvolvimento que desafiaria a iniciativa ‘rota da seda’ da China. Mas o plano, delineado na cúpula do Grupo dos 7, pode enfrentar divergências. No ano passado, o presidente Donald J. Trump rejeitou furiosamente a cooperação global em saúde, retirando os Estados Unidos da Organização Mundial da Saúde e afirmando uma abordagem “America First” para a pandemia e outras preocupações globais de saúde. Não mais. Na cúpula do G-7 no sábado, o presidente Biden pressionou por uma abordagem mais unificada para combater a pandemia e instou seus homólogos a abraçar a cooperação com o objetivo de construir a infraestrutura mundial de saúde para que ela seja capaz de responder mais rapidamente a futuras emergências . (The New York Times, /EU; The Guardian, Inglaterra) | nyti.ms/3pMwWgQ | bit.ly/3voOMHT

EUA-DESIGUALDADE/ Iniquidade privada: como uma indústria poderosa dominou o sistema tributário dos EUA. Regras foram aprovadas em 5 de janeiro, um dia antes do tumulto nos EUA. Quase ninguém percebeu. O presente de despedida do governo Trump para a indústria de aquisições foi parte de um padrão que abrangeu as presidências e congressos republicanos e democratas: o capital privado conquistou o sistema tributário americano. A Receita Federal dos EUA nunca audita as empresas de ações privadas mesmo com delatores que entraram com ações alegando evasão fiscal ilegal. Faltavam duas semanas para o governo Trump quando o Departamento do Tesouro aprovou um conjunto de regras que regem um canto obscuro do código tributário. Eles garantiram que os executivos da indústria de US $ 4,5 trilhões, cujos líderes costumam medir seu salário anual em oito ou nove dígitos, pudessem evitar o pagamento de centenas de milhões em impostos. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/35dWVof

GAZA/Os danos dos ataques israelenses em Gaza: mapeando a destruição deixada para trás. A destruição de Gaza durante o conflito de 11 dias entre o Hamas e Israel em maio foi pesada e generalizada, com danos afetando centenas de edifícios e dezenas de estradas, mostra uma análise inicial das Nações Unidas. Os dados, baseados em análises preliminares de imagens de satélite tiradas em 28 de maio e divulgadas pelo Instituto de Treinamento e Pesquisa da ONU nesta semana, enfatizam advertências de grupos de direitos humanos e organizações não governamentais de que os bombardeios israelenses que os militares disseram que visavam militantes do Hamas prejudicaram gravemente o infra-estrutura do território, e que pode levar anos para reconstruir. Grupos de direitos humanos condenaram o ataque a Gaza, que é um dos lugares mais densamente povoados do mundo. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/35gPhcM

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Anne Vignat – Brasil (L’Humanité, França) | “No país de Bolsonaro, os habitantes das favelas estão sós diante do vírus” | bit.ly/3izTD6w

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Brasil: caminho ao autogolpe” | bit.ly/3glDBvi

Oscar Laborde – América Latina (Página 12, Argentina) | “Peru e México: dois triunfos da esquerda nacional e popular.” | bit.ly/3wxOCQd

Emir Sader – Brasil (Página 12, Argentina) | “Jair Bolsonaro terminará como Donald Trump” | bit.ly/3gfWFeC

Madeira Tony – Peru (The guardian, Inglaterra) | “A eleição ‘no fio da navalha’ do Peru pode ser uma boa notícia para a esquerda da América Latina” | bit.ly/35dLnRB

Pablo Stefanoni – Peru (La Diária, Uruguai) | “Quem teme Pedro Castillo?” | bit.ly/3wkjYJX

María Garcia Arenales – Peru (El Diário, Espanha) | “O que está acontecendo no Peru e por que a incerteza continua após as eleições” | bit.ly/3pMddy2

Torsten Bell – Europa/Desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | “Desigualdade na zona do euro prova que a recuperação econômica dos estados mais pobres não é garantida.” | bit.ly/3vqtM3S

Karina Micheletto – Argentina/América Latina (Página 12, Argentina) | “Navios, índios e como pensar quem somos. Após a frase de Alberto Fernández que virou meme e abriu o debate.” | bit.ly/35e1Ghx

Sergio Wischñevsky – Argentina (Página 12, Argentina) | “Viemos do mar e da terra. Sobre navio, índios e rumos.” | bit.ly/3pMwPBW

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “Nacionalismo econômico, estilo Biden” | nyti.ms/2TpgVl9



Conteúdo Relacionado