Clipping Internacional

Clipping Mundo - 18/06/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

18/06/2021 09:17

(Reprodução/El País/bit.ly/3xxufTe)

Créditos da foto: (Reprodução/El País/bit.ly/3xxufTe)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

PRIVATIZAÇÃO/ O Brasil dá um novo passo para a privatização da empresa Eletrobras. O Senado brasileiro aprovou esta quinta-feira um projeto que permite a privatização da Eletrobrás, a maior empresa de energia elétrica do país. O chamado "texto base", que define as linhas gerais do projeto, foi aprovado com 42 votos a favor e 37 contra, mas ainda terá que ser submetido a nova discussão na Câmara dos Deputados antes de ser encaminhado ao o Executivo para sua aprovação. Com isso, estima-se que a participação do Estado na empresa seria reduzida dos atuais 60% para cerca de 45%, tudo por meio de uma oferta pública de ações na Bolsa de Valores de São Paulo. O governo de extrema direita Jair Bolsonaro, de cariz liberal e que promove um vasto processo de privatizações, avisou que o país está à beira de uma grave crise hídrica e que o setor elétrico "sofrerá as consequências". O próprio presidente tem tentado justificar a privatização da Eletrobrás com esse argumento, que encontra resistência de sindicatos e partidos políticos do espectro progressista. (El Diário, Espanha; La Diaria, Uruguai; La Jornada, México) | bit.ly/35y48iT | bit.ly/2SIDlh8 | bit.ly/3gL9b4D

CPI DA COVID/ Investigação sobre a Covid no Brasil coloca Bolsonaro na defensiva. A reputação do presidente está sendo atingida à medida que as audiências da CPI da Covid descrevem sua gestão da pandemia como inepta. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/35y49mX

BOLSONARO/Bolsonaro afirma que usar máscara no carro pode causar acidentes. Sem fornecer qualquer evidência ou estudo, o presidente de extrema direita apontou que usar uma máscara em um veículo fechado reduziria a oxigenação no cérebro. (Diário Correo, Peru) | bit.ly/3iQ8sBX

BOLSONARO/ Estudo revela que Bolsonaro acumula 3151 declarações falsas. O presidente Jair Bolsonaro bateu um recorde histórico de 3.151 declarações falsas ou distorcidas em 896 dias no poder, revelou hoje a agência de verificação Aos Fatos. Dividido em 26 temas, o arquivo da agência, segundo o portal Brasil 247, 'é uma verdadeira viagem pelo inferno da mentira e permite ver como o Bolsonaro pisou no acelerador desde o ano passado e começou a metralhar falsidades. Como Bolsonaro mentiu 3.151 vezes desde que assumiu a presidência, a pergunta vale a pena: ele pode entrar no Guinness Book como o maior mentiroso do mundo (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/2SMK7SS

COPA AMÉRICA/A Copa América não desperta paixões no Brasil. O Brasil derrotou o Peru por 4 a 0 e conquistou sua segunda vitória na Copa América. Apesar disso, a Seleção Brasileira não conquista a torcida nem à distância nem fisicamente. Nenhuma audiência ou agitação nas arquibancadas, nenhuma euforia nas redes sociais e menos audiência na televisão. Mais do que um jogo de futebol de alto nível, tudo parecia um treino a portas fechadas. E não foi por menos, os cariocas respeitaram as recomendações das autoridades sanitárias depois que o Brasil registrou aumento no número diário de óbitos: 2.997. Esse número não era visto desde abril. O país registra mais de 496.000 mortes pelo coronavírus. A ausência de torcedores também foi compreendida porque a Copa América mudou-se para o país no último minuto e com a desaprovação do povo. (El País, Espanha) | bit.ly/3zvl73j

MEIO AMBIENTE/ Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil. Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em uma iniciativa que abre um precedente perigoso para outras áreas protegidas do país. O caráter de “urgência" do Projeto de Lei 984, prevendo a abertura de uma “estrada-parque” em um trecho de 18 quilômetros, recém foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pode ir a votação em plenário nas próximas semanas. (RFI, França) | bit.ly/3cQyvW6

DISCRIMINAÇÃO/ Salões de beleza e barbearias lutam contra a violência de gênero no Brasil. O projeto treinou profissionais de salões de beleza para identificar e atender vítimas de violência de gênero desde 2017. Agora, está se expandindo para barbearias para alcançar aqueles que podem cometer violência. Em 2017, foram registrados mais de 68 mil casos de violência de gênero no Brasil, a ponta do iceberg se levarmos em consideração que, segundo a ONU, apenas 10% das mulheres vítimas de violência registram queixas policiais em todo o mundo. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2TKOr5v

COVID-19/ O Brasil registrou mais 2.311 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando o número nacional de mortes para 496.004. Um total de 74.042 novas infecções foram detectadas, aumentando o número total de casos para 17.702.630. O Brasil tem o segundo maior número de mortes Covid-19 do mundo, depois dos Estados Unidos, e o terceiro maior número de casos, depois dos Estados Unidos e da Índia. O país sul-americano, que vive uma nova onda de infecções com hospitais lotados de pacientes, tem uma taxa de mortalidade de 236 mortes por 100 mil habitantes. Mais de 82,4 milhões de doses de vacinas Covid-19 foram administradas em todo o país, e mais de 24,1 milhões de pessoas receberam duas doses. (Xihuanet, China) | bit.ly/35zXk4s

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

EXILADOS/ Pessoas deslocadas à força no mundo estabeleceram um novo recorde, atingindo 82,4 milhões. O número de pessoas que fugiram da guerra e da miséria está aumentando pelo nono ano consecutivo, de acordo com o relatório do ACNUR. A pandemia de coronavírus colocou o mundo em modo de pausa por grande parte de 2020, exceto para as pessoas mais vulneráveis. No ano passado, havia 82,4 milhões de pessoas deslocadas à força no mundo devido à violência, guerras, fome ou aos efeitos devastadores das mudanças climáticas. 2020 bate assim um novo recorde pelo nono ano consecutivo com um aumento de 4% no número de pessoas obrigadas a abandonar as suas casas face a 2019, ano em que a mesma organização estimou deslocados em 79,5 milhões. (El País, Espanha) | bit.ly/3zFeStU

COVID-AMÉRICA LATINA/ Uma devastação silenciosa: a América do Sul está perdendo a batalha contra Covid. Sistemas de saúde tensos e subfinanciados, economia e desinformação levaram a um aumento no número de mortes. A Índia pode ter chamado a atenção do mundo nas últimas semanas, mas Paraguai, Suriname, Argentina, Uruguai, Colômbia, Brasil e Peru estão sofrendo - nessa ordem - uma dizimação silenciosa por Covid diferente de qualquer outro lugar no mundo. Nos primeiros meses da pandemia, o Paraguai e o vizinho Uruguai foram elogiados como as histórias de sucesso de destaque da América Latina na gestão da Covid. Mas, desde março, os dois países viram uma explosão da doença, em grande parte atribuída à variante brasileira agressiva que atingiu grande parte da América do Sul e à diminuição do cumprimento das medidas de distanciamento social. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2TMMN31

ARGENTINA/O Escritório Anticorrupção denunciou Mauricio Macri por suposto enriquecimento ilícito. O ex-presidente teria feito manobras com transferências milionárias de "dinheiro espúrio" para o fundo fiduciário cego que criou ao chegar à Casa Rosada. O Escritório denunciou Mauricio Macri por omitir em suas declarações juramentadas sua real participação acionária na empresa Agropecuaria Guayquiraró (Agro G SA), mas também indicou que suspeita que tenha lavado dinheiro por meio de operações com aquela empresa e que tenha evitado impostos. Mas ele acrescenta que o "objetivo final" era esconder que as ações preferenciais eram feitas com "dinheiro espúrio". (Página 12, Argentina) | bit.ly/3zDnJw4

URUGUAI/ Desemprego e mobilização no Uruguai "contra a fome e a desigualdade". O Uruguai enfrentou na quinta-feira uma greve de 24 horas "contra a fome e a desigualdade, por trabalho e salários" convocada pela central sindical do país, a PIT-CNT. Dentre as medidas urgentes exigidas pela direção sindical, vale destacar estabelecer um seguro-desemprego mínimo semelhante ao salário mínimo nacional e, enquanto durar a emergência sanitária, garantir o pagamento do seguro-doença a partir do primeiro dia de ausência do trabalhador e não após o terceiro. Eles também pedem para resolver a transferência de pessoas com deficiência e idosos para os centros de vacinação. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3iNjsjH

IRÃ/ Uma eleição presidencial sem surpresas, com o grande favorito do candidato ultraconservador. Em um país atingido pela crise econômica e pela Covid, os iranianos votam para nomear um novo presidente. "Não queremos mais escolher entre o mal e o pior". Os iranianos são chamados a eleger seu presidente nesta sexta-feira. A abstenção pode chegar a 60%, um sinal de descontentamento tanto com os reformistas quanto com os conservadores, de que o candidato Ebrahim Raïssi é o vencedor. (Le Parisien, França) | bit.ly/3gMj1n5

GRÉCIA/ Grécia aprovou reforma trabalhista que enfraquece os sindicatos e restringe o direito de greve. Milhares de manifestantes rejeitaram a iniciativa com greve geral e manifestações. Apesar da rejeição dos setores político e sindical, o Parlamento grego aprovou na quinta-feira uma polêmica reforma trabalhista promovida pelo governo do primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis, do partido de direita Nova Democracia. A maioria absoluta que o partido no poder no Parlamento grego unicameral permitiu que a reforma avançasse com o voto de 158 dos 300 legisladores. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3gJZOlL

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader – Brasil (Página 12, Argentina) | “A questão central do Brasil: a redemocratização” | bit.ly/3wFhBS7

Jeremy Corbyn – Pandemia/Big Pharms (Common Dreams, EUA) | “A subserviência do G-7 às ‘Big Pharms’ diante de uma pandemia global mortal é vergonhosa” | bit.ly/3zz5lEp

Boaventura Sousa Santos – Israel/Palestina (Other News, Itália) | “Sobre a ocupação colonial da Palestina por Israel: a solução final sem fim.” | bit.ly/3gEnn0s

Ruth Dukes e Wolfgang Streeck, entrevista – Capitalismo/Trabalho (Jacobin, EUA) | “Exploração não é a única coisa errada com o trabalho” | bit.ly/3cP9DOe

Helen Clark, Olusegun Obasanjo e Ricardo Lagos – EUA/Guerra às drogas (Project Syndicate, EUA) | “Meio século de guerra às drogas sem fim” | bit.ly/3vCRiKW

David Sirota e Andrew Perez – EUA/desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | “Os Estados Unidos estão se transformando em uma sociedade de loteria” | bit.ly/3xutV7v

Lawrence Douglas – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Os relatórios sobre o Departamento de Justiça de Trump mostram como se pode deformar a administração da justiça. Sabíamos que Trump buscava usar a administração neutra da justiça como uma ferramenta para acertar contas com os inimigos. Mas o escopo da operação é perturbador.” | bit.ly/3zBxWJm

Washington Uranga, reportagem – Civilização (Página 12, Argentina) | “Para o Papa Francisco, a propriedade privada é ‘um direito secundário’" | bit.ly/2SAKiAX

Philippe Descamps e Cécile Marin – Irã (Le Monde Diplomatique, França) | “Uma ‘mullahrquia’ constitucional. Esperanças e vergonhas de mudança no Irã” | bit.ly/3cMqEsv

Democracy Now - EUA (Democracy Now, EUA) | “Os ‘Papéis do Pentágono’ aos 50: liberdade de imprensa e denunciantes ainda em risco” | bit.ly/3q5hkFs

Carlo Formenti – Guerra Fria (Sinistra in Rete, Itália) | “A guerra fria contra a China. Esse é o próprio objetivo do Ocidente.” | bit.ly/3iP8cDp

Conteúdo Relacionado