Clipping Internacional

Clipping Mundo - 18/07/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

18/07/2021 10:00

(Victor Moriyama/Getty Images)

Créditos da foto: (Victor Moriyama/Getty Images)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

AMAZÔNIA-1/ Estados brasileiros se unem para proteger a Amazônia sem depender de Bolsonaro. Os nove governos estaduais que fazem parte da Amazônia brasileira lançaram nesta sexta-feira uma estratégia de combate ao desmatamento da maior floresta tropical do planeta na qual vão atuar diretamente, como uma coalizão para obter recursos, sem depender do governo de Jair Bolsonaro. A meta do “Consórcio Amazônia Legal” é arrecadar 1,5 bilhão de reais (cerca de 300 milhões de dólares) para financiar projetos sustentáveis e fortalecer o combate à devastação da vegetação nativa na região amazônica do país. É uma ação independente do governo Bolsonaro, cujas políticas ambientais têm assustado o apoio estrangeiro para o cuidado da selva. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3xPEz9I

AMAZÔNIA-2/A segurança climática do planeta em xeque devido à destruição da Amazônia. A Amazônia, a maior floresta tropical do mundo, é a "segurança climática" do planeta, mas está sendo destruída "aos trancos e barrancos", Luciana Gatti, cientista e pesquisadora do INPE do Brasil, chefe do estudo que detectou que algumas áreas da floresta já emitem mais dióxido de carbono do que absorvem. O estudo realizado por Gatti revelou uma associação entre desmatamento e queimadas na floresta tropical com mudanças climáticas em toda a Amazônia e determinou que essas interações podem ter consequências "negativas e muito duradouras". Um deles, como explica o pesquisador, é a seca histórica que está atingindo o Brasil e gerou uma crise de água e energia sem precedentes. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3hMLwT8

BOLSONARO/ Bolsonaro ‘bem’ depois de ser levado ao hospital após um ataque de soluço de 10 dias. O presidente do Brasil deve ter alta de um hospital de São Paulo após o tratamento de uma obstrução intestinal. Ele está em tratamento hospitalar devido a complicações após uma facada quase fatal em 2018. O estado de saúde de Bolsonaro foi objeto de especulação da mídia após uma sucessão de aparições públicas nas quais ele visivelmente lutava para falar. Antes de sua internação no hospital, Bolsonaro disse nas redes sociais que seu problema de soluços começou depois que ele foi submetido a uma cirurgia odontológica em 3 de junho, e culpou os medicamentos que lhe foram prescritos. (The Guardian, Inglaterra; El diário, Espanha; Tribune de Genève, Suíça;La Presse, Canadá; e outros) | bit.ly/3es8Q6z | bit.ly/36FFe1w | bit.ly/3kwx97e | bit.ly/2UrmoZj

VACINA/ Presidente brasileiro autoriza indústria veterinária a produzir vacinas Covid-19. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro assinou lei que autoriza a fabricação de vacinas Covid-19 por instalações veterinárias, bem como a produção de insumos farmacêuticos ativos. A lei exige que os interessados cumpram todas as normas sanitárias e requisitos de biossegurança para instalações que se dedicam à produção de vacinas para uso humano. A produção, embalagem, rotulagem e armazenamento de vacinas de uso humano devem ser feitos em instalações fisicamente separadas das de fabricação de vacinas veterinárias. (Xihuanet, China) | bit.ly/2VUe4Sq

COVID-19/ O Brasil ultrapassa 541.000 mortes por Covid após somar 868 novas mortes. Já o total de casos confirmados subiu para 19.342.448, depois que as autoridades notificaram 34.339 novas infecções nas últimas 24 horas. Nas últimas três semanas, tanto o índice de contágio quanto o número de óbitos caíram substancialmente, embora a média de ambos os indicadores permaneça elevada. Especialistas atribuem a queda acentuada das taxas ao avanço da vacinação, que finalmente começa a se acelerar, apenas 6 meses após seu início, em 17 de janeiro, quando teve início em meados de março e em meio à escassez de doses e insumos para sua fabricação. Entretanto, o primeiro semestre de vacinação foi marcado por denúncias de corrupção na compra de vacinas pelo governo brasileiro, bem como atrasos consecutivos nas entregas de antígenos. (El Diário, Espanha; La Repubblica, Itália; Diário de Notícias, Portugal; Xihuanet, China; El Mercurio, Chile) | bit.ly/3kvhOUt | bit.ly/3BcQ50S | bit.ly/2VWMG6f | bit.ly/3xO9ral | bit.ly/3ks7L2E

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

FAKE NEWS/ A maioria das desinformações sobre a Covid veio de 12 pessoas, segundo estudo. A grande maioria das teorias de desinformação e conspiração anti-vacinas da Covid-19 se originou de apenas 12 pessoas, revelou um relatório do (CCDH) citado pela Casa Branca esta semana. A CCDH, uma organização sem fins lucrativos e não governamental do Reino Unido / EUA, descobriu em março que essas 12 personalidades online que apelidaram de "dúzia da desinformação" têm um conjunto de seguidores de 59 milhões de pessoas em várias plataformas de mídia social, com o Facebook tendo o maior impacto. A CCDH analisou 812.000 postagens e tweets no Facebook e descobriu que 65% vieram de uma dúzia de desinformação. Vivek Murthy, cirurgião geral dos EUA, e Joe Biden focaram na desinformação sobre as vacinas esta semana como uma força motriz da propagação do vírus. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3zf6wbl

PERU/Justiça eleitoral confirma triunfo de Pedro Castillo. Ele tomará posse no dia 28 de julho, apesar das manobras dilatórias de Fujimori. A justiça eleitoral acabou revendo e rejeitou, por falta de apoio, todas as reivindicações da direitista Keiko Fujimori para anular os votos do professor Pedro Castillo, com os quais tentava arrancar a vitória do candidato de esquerda. Desta forma, após uma longa espera de mais de um mês, foi confirmado que o professor rural e sindicalista oriundo de uma das áreas andinas mais pobres do país será proclamado hoje presidente eleito. Ele assumirá o cargo em 28 de julho. A direita respondeu com violência nas ruas e com uma última manobra para atrasar a proclamação de Castillo, mas não será capaz de evitá-la. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3hNHrOJ

MEIO AMBIENTE/‘Ninguém está seguro’: climas extremos destroem o mundo rico. Enchentes varreram a Alemanha, incêndios devastaram o oeste americano e outra onda de calor se abateu, levando para casa a realidade de que as nações mais ricas do mundo continuam despreparadas para as consequências cada vez maiores das mudanças climáticas. Os desastres climáticos extremos na Europa e na América do Norte trouxeram dois fatos essenciais da ciência e da história: o mundo como um todo não está preparado para desacelerar as mudanças climáticas, nem conviver com elas. Os eventos da semana agora devastaram algumas das nações mais ricas do mundo, cuja afluência foi possibilitada por mais de um século de queima de carvão, petróleo e gás - atividades que lançaram gases de efeito estufa na atmosfera que estão aquecendo o mundo. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3xNLRuF

CHILE/ Esquerda chilena escolhe seu candidato presidencial entre um prefeito comunista e um deputado da Frente Ampla. A direita escolhe seus candidatos presidenciais entre quatro candidatos, enquanto a centro-esquerda opta por ficar à margem do exercício cidadão neste domingo. Duas semanas após a instalação da convenção constitucional, que terá no máximo um ano para redigir uma nova Constituição, o Chile vive mais uma vez um marco político neste domingo: as primárias presidenciais de esquerda e direita com vista a novembro eleições, as que definirão a sucessão do conservador Sebastián Piñera a partir de março de 2022. (El País, Espanha) | bit.ly/2UeIU7T

CUBA/ Após distúrbios e prisões, o governo cubano realiza manifestação com bandeiras como demonstração de força. Na semana passada, Cuba explodiu em uma das piores agitações vistas no país em décadas, com manifestantes em dezenas de locais pedindo "liberdade" e gritando "sim, nós podemos". Mas no sábado, as forças pró-governo - incluindo o presidente Miguel Díaz-Canel e seu antecessor de 90 anos, Raúl Castro - saíram às ruas em Havana uma demonstração de força muito diferente. Em um discurso, Díaz-Canel protestou contra os EUA embargo comercial a Cuba e acusou a mídia internacional de divulgar uma “interpretação maliciosa” dos acontecimentos que mostrava um país inteiro se levantando contra o governo e o governo os reprimia. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/3iqwLV8

BOLÍVIA/ Bolívia investiga o papel do Brasil e do Chile no golpe de 2019. O governo de Luis Arce informou neste sábado que está investigando se Chile e Brasil tiveram algum tipo de participação no golpe ocorrido na Bolívia em 2019, após acusar Equador e Argentina de enviar armas e equipamentos antimotim. "Vamos investigar quais relações podem ter existido naquela época [2019] em ajuda e ajuda [contribuições] do Chile e do Brasil", disse o porta-voz do governo Jorge Richter. Arce mencionou nos últimos dias que em outubro e novembro de 2019 um "golpe de estado" foi concebido contra o ex-presidente Evo Morales e que essa iniciativa foi apoiada por vários governos e ONGs dos Estados Unidos. (La Jornada, México) | bit.ly/3irdJ19

FRANÇA/“Verão do White Boy": a extrema direita francesa recupera um slogan da supremacia americana. Circulado recentemente por supremacistas americanos brancos, o slogan racialista está se espalhando nos círculos franceses de extrema direita. Ultimamente, o ex-candidato ao Rally Nacional pelo departamental Damien Rieu apropriou-se de uma montagem usando este código. (Libération, França) | bit.ly/3hLHomo

OLIMPIADAS-PANDEMIA/Infecções de atletas aumentam na Vila Olímpica de Tóquio. Os organizadores confirmaram pelo menos 10 casos de coronavírus ligados às Olimpíadas, com os dois atletas infectados listados como não japoneses, a menos de uma semana da abertura. Os Jogos de 2020, atrasados no ano passado devido à pandemia, estão sendo realizados apesar da oposição generalizada de especialistas em saúde e do público em geral. (Deutsche Welle, Alemanha) | bit.ly/3wNnw6I

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Chantal Reyes – Brasil (L’Express, França) | “Governo, empresas públicas ... Como o presidente Bolsonaro militarizou o Brasil” | bit.ly/3qP6PX4

Ciro Gomes, entrevista – Brasil (The Guardian, Inglaterra) | “O mundo não pode tolerar a morte da democracia no Brasil” | bit.ly/2UnTitV

Eddy, Ewing, Specia e Erlanger – Meio Ambiente (The New York Times, EUA) | “Inundações na Europa são o último sinal de uma crise do aquecimento global” | nyti.ms/3hK5C0m

David Smith – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Joe Biden: seis meses depois, a realidade fria e dura eclipsa a euforia inicial” | bit.ly/3xSf0oy

Evo Morales, entrevista – Bolívia (Página 12, Argentina) | “A CIA contratou inteligência argentina para o golpe" | bit.ly/2UhE1uO

Anya Parampil – Haiti (The Gray Zone, EUA) | “O que está por trás do assassinato do presidente do Haiti, Jovenel Moïse?” | bit.ly/3rk2Kur

ESPECIAL: CUBA | Jorge Alemán – Cuba (Página 12, Argentina) | “Nota sobre Cuba” | bit.ly/2UPACDg

Frei Betto – Cuba (Página 12, Argentina) | “Cuba resiste” | bit.ly/3kuPTEg

Sandra Russo – Cuba (Página 12, Argentina) | “A verdade de Cuba” | bit.ly/3rgtn3v

Marco Teruggi – Cuba (Página 12, Argentina) | “Cuba: protestos, demandas e tensões em Washington” | bit.ly/2UPcKzM

Carlos Heller – Cuba (Página 12, Argentina) | “Cuba: pelo fim do bloqueio” | bit.ly/3wPmWWf

Gustavo Veiga – Cuba (Página 12, Argentina) | “Miami, sede da conspiração contra Cuba” | bit.ly/3kJke2f

Ricardo Torres, entrevista – Cuba (EL País, Espanha) | “’Cuba acumulou muitas insatisfações sem canalizar’. O economista e pesquisador cubano alerta que para aproveitar o potencial de desenvolvimento da ilha é preciso acelerar as reformas estruturais” | bit.ly/3im5i7l

Branko Marcetic – Cuba (Jacobin, EUA) | “O bloqueio dos EUA a Cuba deve acabar” | bit.ly/3iq7sCG



Conteúdo Relacionado