Economia Política

BC Europeu anuncia intervenção na crise das dívidas

07/08/2011 00:00

Público.pt

No ponto 5 de um comunicado emitido domingo à noite, o Banco Central Europeu considerou “fundamental que os governos estejam preparados para ativar o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira no mercado secundário, com base numa análise do BCE que reconheça a existência de circunstâncias e riscos excepcionais para a estabilidade financeira nos mercados financeiros, uma vez que o Fundo esteja operacional”.

Imediatamente a seguir, no ponto 6, o BCE indica que irá “implementar ativamente o seu programa para o mercado de valores mobiliários”. “Este programa foi criado para ajudar a restaurar uma melhor transmissão das nossas decisões de política monetária - tendo em consideração os segmentos de mercado disfuncionais - e assim assegurar a estabilidade de preços na Zona Euro”.

A instituição monetária com sede em Frankfurt começa o comunicado por saudar os esforços dos governos italiano e espanhol “no que toca às novas medidas e reformas nos domínios das políticas orçamentárias e estruturais”.

O Conselho do BCE considera “essencial” uma “implementação decisiva e rápida” de medidas de “competitividade e de flexibilidade” em Itália e Espanha a fim de que ambos os países possam reduzir os seus déficits públicos.

O Conselho do BCE sublinha ainda a importância do cumprimento, por parte de todos os chefes de Estado e de Governo, das metas orçamentárias acordadas e reafirmadas na cúpula de 21 de Julho de 2011. “Outro elemento-chave é o aumento do potencial de crescimento da economia”, indica a instituição.

Conteúdo Relacionado