Eleições

Caminhada com Haddad reúne mais de 30 mil pessoas em Fortaleza

O sábado (20) foi dia de acordar mais cedo, vestir vermelho, pegar a bandeira e ir às ruas pela democracia, em busca da virada e em defesa da democracia. No último final de semana antes do segundo turno das eleições presidenciais deste ano, Fernando Haddad (PT) concentra atividades no Nordeste, região que confirmou seu legado de resistência e luta

21/10/2018 17:08

(Ricardo Stuckert)

Créditos da foto: (Ricardo Stuckert)

 

Mais um dia histórico para marcar a mobilização da militância de esquerda no Ceará. Neste sábado (20), Dia Nacional da Virada, cearenses de todos os cantos transformaram o Centro de Fortaleza num mar de gente e vestiu de vermelho a esperança. Sob os brados de “Olê, olê, olê, olá... Haddad, já!”, “Ele Não!”, “Brasil urgente, Haddad presidente!” e “1, 2, 3, 4, 5, Mil. Aqui está presente o Presidente do Brasil”, a “Terra da Luz” pioneira na libertação dos escravos, declarou que continua do lado certo da história, e ratificou o apoio maciço ao “presidente da democracia”.

Desde cedo, ainda pela manhã, o ato concentrou milhares de pessoas na Praça da Bandeira, tradicional local de manifestações em Fortaleza. De lá, a caminhada seguiu até a Praça do Ferreira, ícone da capital cearense que, lotada, reuniu milhares de pessoas por democracia, em defesa do Brasil, com unidade, mobilização popular e consciência política. 

Participaram do ato, além de Fernando Haddad, o governador reeleito Camilo Santana (PT), a presidente do PT, Gleisi Hoffmann; e Guilherme Boulos (Psol), que também disputou as eleições e, no segundo turno, declarou apoio a Haddad. Além deles, eram milhares de pessoas, representantes de centrais sindicais, partidos políticos, parlamentares, movimentos estudantil e sindical, sociedade civil, representantes de várias organizações populares e sindicais. Eram mulheres, homens, estudantes, jovens, sindicalistas, trabalhadores e a sociedade organizada que, demarcaram nas ruas, que cearense não foge da luta e reconhece que chegou a hora da virada.

Ao longo do trajeto, os comerciários demonstravam apoio através de palmas e sorrisos. Sob o canto de “Trabalhador, preste atenção, o Bolsonaro só trabalha pro patrão”, os manifestantes mostravam ao povo o que cada lado defende. Com a consolidada característica da consciência política e do bom humor, o ato também teve a rebeldia cearense, com direito a vaia para o adversário que pensa que engana nordestino. 

Mais

Em Fortaleza a mobilização continuou na Pracinha da Gentilândia. Lá, os cidadãos viraram foliões e colocaram o bloco na rua. O estandarte era o da consciência política, da defesa da liberdade e da democracia, da diversidade, do respeito e do amor e da festa. Os principais blocos de carnaval de Fortaleza renovaram as energias, transformando, através da alegria e da música, preocupações em sorrisos. No palco, se apresentaram os grupos Transacionais, Damas Cortejam, Camaleões do Vila, Luxo da Aldeia, As Gata Pira, Iracema Bode Beat, As Travestidas e Glitter.

No período da tarde, o candidato seguiu para o Cariri onde, às 15h, também participa de ato. A coordenação da campanha “O Brasil feliz de novo” afirma que Haddad ainda cumpre agenda em defesa da democracia no Piauí e no Maranhão.

Conteúdo Relacionado