Arte/Humor

Diário do Bolso, 1º de agosto de 2021

 

01/08/2021 12:52

(Reprodução/Facebook)

Créditos da foto: (Reprodução/Facebook)

 
Diário, uma tal de Adriana Dias, que é antropóloga (o que faz uma antropóloga, pesquisa de antros, tipo boate da rua Aurora?), descobriu que os nazistas brasileiros já me apoiam desde 2004.

É que ela viu publicações a meu favor em três sites nazistas diferentes. Era essa mensagem bonita aqui, ó: “Ao término de mais um ano de trabalho, dirijo-me aos prezados internautas com o propósito de desejar-lhes felicidades por ocasião das datas festivas que se aproximam”.

Mas e daí, pô!? Qual o problema de desejar feliz natal pra nazista? Eles também gostam dessa festa. Só não gostam muito de Jesus, que era judeu, e acho que iam colocar fogo na manjedoura. Mas, tirando isso, tudo bem.

E, depois, na mensagem eu ainda dizia: “Todo retorno que tenho dos comunicados se transforma em estímulo ao meu trabalho. Vocês são a razão da existência do meu mandato”. Bonito, né?

Pra completar, tem uma foto minha fardado (os caras adoram uma farda) e uma propagandinha a favor das armas, que é o meu lobby meu desde sempre.

O tal do Intercept fez o maior bafafá com isso daí. Mas qual é a novidade? Tem que ser muito burro pra não saber que os nazistas me apoiam. Será que não lembram que eu disse que o holocausto podia ser perdoado? Será que esqueceram que o Alvim, meu ex-secretário de Cultura, deu uma plagiada no discurso do Goebbels? Será que esqueceram que o Filipe Martins, meu assessor especial, foi pego fazendo gesto de white power no Senado?

E, mesmo que tenham esquecido tudo isso, era só ver a minha cara na semana passada, quando recebi a Beatrix von Storch, deputada por um partido alemão de extrema direita e neta do ministro das Finanças do Hitler. Fiquei até com dor no maxilar.

Tá na cara que o Adolf é uma inspiração pra mim. É só ver meu cabelo, meu jeito de ficar nervoso e o meu gesto de fazer arminha (que é até mais bacana que aquele braço esticado dele).

Olha, Diário, o meu patriota é o ariano do Hitler. É o cara que se sente superior, o cara que sabe a verdadeira verdade (tipo cloroquina).

Só não vê quem não quer.

#diariodobolso

Conteúdo Relacionado