Arte/Humor

Diário do Bolso, 16 de abril de 2019

O meu pessoal está espalhando um zap-zap muito legal, que me faz um monte de elogios. Mas tomara que ninguém cheque nada, porque tem um bocado de coisa errada lá

16/04/2019 11:08

 

 
Diarinho, o meu pessoal está espalhando um zap-zap muito legal, que me faz um monte de elogios. Mas tomara que ninguém cheque nada, porque tem um bocado de coisa errada lá. Para lembrar desse negócio na velhice, vou colocar aqui o texto entre parentes e dizer o que está fakeado.

“Dez motivos pelos quais Bolsonaros é o melhor presidente da história”

“1-) Bolsonaro abriu a caixa preta do BNDES.”

- Menos, gente, menos. Por enquanto o que o BNDES fez foi colocar todas as informações que estavam dispersas num único link.

“2-) Bolsonaro cortou 2,5 Bilhões de verbas de patrocínio com a Globo e outras empresas televisivas.”

- Ô, gente boba! O gasto com propaganda aumentou em 63%, comparando com o primeiro trimestre do ano passado. A diferença é que a Globo passou para o terceiro lugar. Em primeiro está a Record e em segundo, o SBT.

“3-) Cortou 21 mil cargos comissionados;”

- Epa!, isso é verdade. Ou quase. É que o governo federal passou de 131 mil cargos para 110 mil. Mas só havia 106 mil pessoas trabalhando. Ou seja, cortamos os cargos, mas as despesas já não existiam.

“4-) Cortou a obrigação dos trabalhadores de pagar o imposto sindical;”

- Pô, isso é do Temer, pessoal.

“5-) Gerou saldo positivo nas contas do governo de R$ 30,2 bilhões em 3 meses;”

- Esse número de 30,2 bilhões é só de janeiro. Mas isso não é exatamente uma vitória. É que janeiro geralmente é superavitário, porque não há repasse para os estados. No ano passado, por exemplo, o número foi 30,8 bilhões. E em fevereiro já tivemos déficit de 18,27 bilhões. O pessoal endoidece, Diarinho.

“6-) Cortou a suntuosa verba do Carnaval e outros eventos, passando a responsabilidade a ser dos próprios idealizadores;”

- Pô, gente, se o governo federal nem dá verba para o Carnaval, como pode cortar alguma coisa? Mas gostei do “suntuosa”.

“7-) Mostrou ao mundo como a esquerda deixou o Brasil depois de 20 anos, ao postar um vídeo em seu Twitter com cenas imorais de foliões em local público;”

- Isso eu fiz mesmo. Aliás, preciso dar uma outra pesquisada nesses vídeos aí. Vou no banheiro e volto já.

“8-) Acabou com o horário de verão.”

- Aí, sim! É a minha grande obra.

“9-) Criou o centro de pesquisa para resolver o problema da seca no Nordeste.”

- Eita! Tem um acordo com Israel para trazer uma técnica de dessalinização. Mas ela já existe aqui. Desde 1990, no governo do FHC (os militares deixaram ele escapar...), já existem dessalinizadores para tratar a água salobra do subsolo do semiárido. E em 2004, no governo Lula (prisão perpétua para esse aí!), o uso da técnica foi ampliado num programa federal chamado Água Doce.

“10-) Bolsonaro criou 211 mil vagas de emprego em dois meses.”

- Nem tanto, nem tanto... Esse número só fala das vagas criadas, não das fechadas. De dezembro a fevereiro o Brasil perdeu mais de 800 mil postos de emprego. A taxa de desemprego subiu de 11,6% para 12,4%.

Bom, Diário, a turma exagerou um pouco. Mas isso não importa. Temos é que espalhar as notícias pelo zap-zap e pelo Feicebuque.

Se alguém quiser acreditar, problema dele. O Brasil tem liberdade de crença, kkkk!

@diariodobolso



Conteúdo Relacionado