Arte/Humor

Diário do Bolso, 2 de junho de 2021

 

02/06/2021 12:05

(Ilustração de Leandro Assis)

Créditos da foto: (Ilustração de Leandro Assis)

 
Diário, ontem foi um dia ruim pra minha amiga, a doutora Nise Tamagotchi.

Tentaram fazer parecer que ela não entende nada de vírus. Ela não é virologista, mas viraliza, pô. No tocante às cuestões viróticas, posso garantir que a Nise sabe quase tanto eu. E olha que recebi uma tonelada de memes sobre covid pelo zap-zap.

A Nise estudou na USP e, mais importante que isso, viu todas as temporadas do House e do Grey’s Anatomy (onde, aliás, acho que trabalha uma sobrinha dela). Só não viu The Good Doctor porque prefere os malvados.

Bom, Diário, a verdade é que pegaram umas mentirinhas dela. Por exemplo:

1-) ela mentiu quando disse que nunca teve encontro privado comigo (tá até na minha agenda, pô!);

2-) mentiu quando disse que o loquidaum não funcionaria porque as pessoas se contaminariam em casa (na verdade, as pessoas se contaminam em casa porque moram com gente que não faz loquidaum);

3-) mentiu quando disse que o Amapá tem uma das menores taxas de mortalidade do mundo (é alta pra dedéu, tanto que, se fosse um país, o Amapá ia ser o 15º. em mortes, e a menor taxa no Brasil é do Maranhão comunista);

4-) mentiu quando disse que o México ainda usa cloroquina (pararam de usar o treco em agosto);

5-) mentiu, mais ou menos, quando disse que o Exército sempre produziu cloroquina (sempre produziu mesmo, mas depois da covid passou a produzir 11 vezes mais);

6-) mentiu quando disse que não podia se vacinar porque ela tinha uma doença esquisita (mas a Sociedade Brasileira de reumatologia disse que a doença dela não impede a vacinação);

7-) e mentiu quando disse que não discutiu a mudança da bula da cloroquina (o Mandetta e o Barra Torres já tinham contado tudo sobre aquela reunião, pô).

Tá, Diário, pegaram a Nise na mentira. Mas, também, a chamada oral só teve questão difícil. Por que não perguntaram alguma coisa que as pessoas realmente querem saber, tipo: “A senhora usa o mesmo cabeleireiro que o Guga Chacra?”

#diariodobolso

PS: A prisão daquele professor de Goiás que estava com um adesivo “Bolsonaro genocida” no carro dele mostra que aqueles cursos do Olavo pra PM funcionam mesmo.

Conteúdo Relacionado