Arte/Humor

Diário do Bolso, 24 de agosto de 2020

 

24/08/2020 13:20

 

 
Diário, se eu aprendi uma coisa em política, é que não importa o que uma coisa é, o que importa é o que a gente diz que a coisa é.

Por isso que eu acabei de fazer um evento chamado “Encontro Brasil vencendo a covid-19”.

Foi lindo. Fiz um discurso de 15 minutos. Meu recorde!

Insinuei que o Mandetta era corrupto, elogiei o Pazuello, disse que a cloroquina era uma cura, contei que salvei a vida de um soldado, disse que quem falou “gripezinha” foi o Dráuzio Varela e xinguei jornalista de “bundão” (se eu pudesse enchia a boca de todos eles de porrada).

Estavam lá o grande médico Osmar Terra, que afirmou que iam morrer menos de duas pessoas, o grande jornalista Alexandre Garcia, que disse que eu era a prova científica de que a cloroquina funcionava, e uns médicos.

Eu sei que já morreram mais de 115 mil pessoas e que já foram contaminadas mais de três milhões e meio. Mas e daí? Se a gente disser que tamos ganhando, um monte de gente vai acreditar.

Eu sei que nem a Índia está pior que o Brasil, e olha que eles têm muito mais gente que a gente e são bem mais pobres que nós.

Eu, oito ministros e a Michelle-89 já pegamos a covid-19. Mas e daí? O que importa é dizer que não tem que ficar em casa e que máscara não adianta. Se a gente fizer de conta que não é nada, não vai ser nada. Pelo menos pra quem continuar vivo.

Por isso que eu tentei vetar o trecho da lei que obrigava as pessoas a usarem máscara em escolas, no comércio, na indústria e, é claro, nas igrejas.

O novo normal é fazer de conta que tá tudo normal.

Bom, o treco foi um sucesso. Um monte de gente ouviu que eu tô vencendo a covid com a cloroquina e vai espalhar isso por aí.

Os próximos eventos vão ser a entrega de uma medalha pro Neymar, pelo gol da vitória que ele fez contra o Bayern, uma homenagem aos jogadores brasileiros que ganharam da Alemanha por 8 a 7 na Copa de 2014 e a comemoração pelos 69 anos do título mundial do Palmeiras. Kkk!

#diariodobolso



Conteúdo Relacionado