Arte/Humor

Diário do Bolso, 28 de julho de 2019

 

28/07/2019 11:48

 

 
Diário, esta semana estive tão ocupado que nem consegui escrever em você. Mas aconteceram coisas muito engraçadas, kkkk!

Então vou te contar tudo de uma vez. Vou chamar isso de “Os kkks do Jair!”

1-) Pra começar, vou te fazer uma confissão: acho que eu devia ter chamado o Dallagnol para o lugar do Paulo Guedes. O cara manja muito de dinheiro! Só com palestras ganhou 400 mil num ano. Da Neoway, que foi investigada pela Lava Jato, foram 33 mil. E da XP, naquela palestra secreta para os bancos, deve ter recebido muito mais. Aliás, o Fux também fez palestra para a XP. Não é à toa que a XP já falava que eu ia ganhar muito antes dos outros, kkkk!

2-) Além das palestras, o Dallagnol também comprou dois apartamentos populares para revender. Acho que esse talento com dinheiro vem de família, porque os Dallanhóis ganharam indenizações milionárias no governo Temer. Daqui a pouco o Deltan vai até comprar um jato. A Lava Jato leva ao jato, kkkk!

3-) Por lei, o Moro nem podia ter visto o que os hackers tinham. Mas viu. E ainda falou que tinha visto. Agora todo mundo que estava na lista ficou na mão dele, kkkk!

4-) Acho que ninguém reparou que a polícia prendeu 4 hackers. Parece que dois não fizeram nada, mas tinha que ser 4 para ser classificar como formação de quadrilha. Aí a gente faz o que quiser com eles, kkkkk!

5-) Poxa, Diário, que decepção. Pensei que aquele hacker, o tal de Delgatti, tivesse o apelido de “Vermelho” porque é do PT. Mas não. O cara foi filiado ao DEM. Ele é “Vermelho” porque é ruivo, kkkk!

6-) O Moro publicou essa semana a portaria 666 (grande número!), que determina a deportação sumária de estrangeiros, desde que seja “pessoa perigosa para a segurança do Brasil”. O melhor da portaria é que, mesmo com a investigação ainda em curso, o gringo já pode ser expulso. Nem precisa provar nada. Agora é só jogar crime de receptação no Glenn e mandar o cara embora, kkkk!

7-) O Moro me lembra aqueles jogadores polivalentes, tipo Wilson Mano e Mazinho. Ele joga como ministro da Justiça, como juiz, como chefe da polícia federal, como manda-chuva da Lava Jato, como promotor, como vítima de hacker e como advogado de defesa dele mesmo. Só não joga como réu, kkkkk!

Por hoje chega, Diário. Na segunda-feira tem mais “kkkks do Jair”

@diariodobolso



Conteúdo Relacionado