Arte/Humor

Diário do Bolso, 29 de dezembro de 2019

 

29/12/2019 13:08

 

 
Ah, Diário, esse fim de ano vai ser demais!

Estou na Base Naval de Aratu, na Bahia, com a minha filha Laura e uns parentes perdidos.

O Lula e a Dilma já ficaram aqui, mas mandei lavar os lençóis. Deus me livre encontrar um pelo branco enroladinho na cama, kkk!

Até o dia 5 de janeiro só vou pescar, jogar Uno, fazer churrasco e usar camisa de time de futebol. Chega de gravata e talher!

Diário, isso aqui é o paraíso. Não tem nenhum jornalista, nenhum político, nenhum filho e nem a Michelle.

Ela ficou em Brasília para fazer uma cirurgia. Coisa besteira. É que mulher é que nem pneu: de vez em quando tem que ir para a borracharia para dar uma recauchutada.

 

No Twitter, umas feministas-de-sovaco-cabeludo disseram que eu tinha que ficar com ela, que eu não podia largar a coitada sozinha e vir para a Bahia aproveitar o feriadão.

Mas, pô, elas não querem independência? Agora eu tenho que ficar levando chazinho na cama, aguentar mimimi de mulherzinha dodói, dar a mão e dizer “vai passar, meu bem”? Tenha santa paciência!

Diário, já pensou se a Michelle pede para eu secar o cabelo dela que nem ela fez comigo quando eu estava no hospital? De jeito nenhum! Secar cabelo não é coisa de homem, pô! E eu não entendo nada de secagem, só de lavagem, kkk!

No tocante à cirurgia, o bom é que a Michelle deve voltar pra casa toda depiladinha. É que, se tem uma coisa que médico gosta, é de arrancar o pelo de todo mundo que vai entrar na faca. Eu é que sei! Depois das minhas operações eu fico que nem a Amazônia: tudo desmatado.

Olha, a verdade verdadeira, Diário, é que homem não foi feito para cuidar de mulher. Tanto que eu botei a Damares no Ministério da Mulher.

E, no fim das contas, é a Michelle quem vai me deixar na mão. Na mão, entendeu? Kkk!

@diariodobolso



Conteúdo Relacionado