Arte/Humor

Diário do Bolso, 6 de dezembro de 2020

 

06/12/2020 15:06

 

 
Diário, hoje tenho tantas coisas pra contar que vou fazer “As quentinhas do Jair”.

Vomlá!

1-) Uma juíza aí, grande jurista!, proibiu a Globo de mostrar qualquer documento do processo das rachadinhas do Flavinho. É isso aí, pô, tem que censurar mesmo. Se forem mostrar tudo de errado que tem nas contas do Flavinho, não vai sobrar tempo pra novela, kkk!

2-) E um delegado, grande homem da lei!, intimou o William Bonner e a Renata Vasconcelos a irem na delegacia depor sobre “desobediência a decisão judicial”. É isso aí, agora falou do Flavinho, vai pra delegacia, kkk!

3-) Diário, eu tô cercado por rachadinhas. Mas não das certas. É o seguinte: eu já tinha decidido apoiar o Arthur Lira para presidente da Câmara (já que eu tô no colo do Centrão, vou assumir de vez). Mas aí descobriram o esquema de rachadinha dele lá em Alagoas. E um dos queirozes do Lira já confessou tudo. Aí complica. Tem que negar até o fim, pô!

4-) Falando em negar, aquela porcaria de inquérito sobre os atos antidemocráticos de abril descobriu umas ligações entre a Secretaria de Comunicação da Presidência e os youtubers do “gabinete do ódio”. Por exemplo, que o Tércio Arnaud Tomaz, assessor especial da Presidência, repassa imagens por whatsapp para o Anderson Azevedo Rossi, criador do Foco do Brasil.

5-) E também descobriram que esses canais ganham uma nota preta. O Anderson Rossi, por exemplo, só com anúncios publicitários no Foco do Brasil ganhou R$ 1,7 milhão entre março de 2019 e maio de 2020. Mais de cem mil reais por mês. E daí? Sujeito eficiente tem que ser bem remunerado, pô!

6-) Falando em bem remunerado, o Chico Cueca, quer dizer, o Chico Rodrigues, ex-vice-líder do governo, deve ter recebido uma boa comissão com a venda de máscaras em Roraima. A Haiplan comprou cada uma por R$ 1,45 e revendeu pro governo por R$ 53,50. O total deu R$ 26,7 milhões. E parece que 10% ficaram com o Chico. Ele vai ter que trocar a cueca por uma ceroula, kkk!

#diariodobolso

PS: Falando em “kkk”, já está no ar, lá no Catarse, a campanha de financiamento do "Diário do Bolso 4 - 666 dias com a besta". Vai ser um besta-seller!



Conteúdo Relacionado