Arte/Humor

Diário do Bolso, 6 de junho de 2020

 

06/07/2020 14:19

 

 
Eles conseguiram, Diário. Era isso que eles queriam desde o começo. Não estavam atrás da rachadinha do Flávio. A minha rachadinha que era perseguida.

Opa! Essa frase ficou meio estranha. Mas é isso mesmo!

A Foice de S.Paulo, que faz parte da esquerdalha comunojornalista, viu que o Ministério Público estava em passo de tartaruga manca e ela mesma foi atrás dos documentos. Checou umas pilhas de papel e disse que tinha umas coisas estranhas nas contratações do meu gabinete de deputado federal.

Por exemplo, tinha muita variação salarial. O cara chegava ganhando uma merreca, depois virava marajá e aí voltava pro salário de fome.

Outra coisa: muita gente era exonerada e recontratada no mesmo dia.

Só a Wal do Açaí, que é mulher do meu caseiro em Angra, teve 26 mudanças de cargo nos 15 anos que ficou comigo. E isso que ela trabalhava vendendo açaí lá na cidade dela.

A Patrícia, que depois foi pro gabinete do Carluxo, teve 20 mudanças de salário.

E tem mais um monte de gente. No tocante às pessoas que tiveram seus sigilos quebrados no processo contra o Flávio, nove foram meus funcionários.

Aposto que vão dizer que eu que ensinei o 01 a fazer rachadinha.

Aposto que vão dizer que essas exonerações eram uma forma de receber a rescisão contratual, e o dinheiro era dividido entre o deputado e o empregado.

Aposto que vão dizer que os empregados tiravam férias, mas o ponto era batido, e aí, quando vinha a rescisão, com as férias e o 13º., o dinheiro ficava comigo.

Aposto que vão dizer que isso era uma prática comum nos deputados do baixo clero. Tão comum quanto o golpinho de dar nota fria para receber reembolso de gasolina, que tão dizendo que eu também fiz.

Pode apostar, Diário. Estão querendo dizer que eu era um corruptozinho, desses que vai pegando um troco aqui, um troco ali, e no final compra umas casas na Barra da Tijuca.

Aquele Randolfe, do partido da Redemunho, já disse que vai pedir investigação.

Esse pode ser o caminho do impiximem.

Ah, pode apostar, Diário.

#diariodobolso

PS: Entramos na última semana da campanha do “Diário do Bolso 3”. O link é esse: https://www.catarse.me/DiariodoBolso3?ref=project_link



Conteúdo Relacionado