Leituras

Em julho chega o ''Diário do Bolso 3 - 500 dias no quinto dos infernos''

 

30/06/2020 11:44

 

 
Sairá em julho o terceiro volume do ''Diário do Bolso''. Trata-se de uma seleção das crônicas publicadas pelo escritor José Roberto Torero na página Diário do Bolso, do Facebook, e também em alguns sites, como a Carta Maior. Os textos são escritos como se fossem parte de um falso diário do Presidente Bolsonaro.

O livro, que será publicado pela Padaria de Livros, está sendo financiado no formato crowdfunding. E não terá o formato tradicional.

É que, por conta da covid-19, o "Diário do Bolso 3 - 500 dias no quinto dos infernos" não será impresso em papel. Isso evitará idas ao correio, desinfetar pacotes etc... Em vez disso, os apoiadores receberão um pdf que poderá ser lido em qualquer computador ou celular. Além disso, o arquivo será em cores e terá várias charges de Ivo Minkovicius. Se fosse feito em e-book, a edição seria, para a maioria dos leitores, em P&B.

Por conta de seu modo de produção, o preço do livro será bem menor que o anterior, que custava R$ 33. Desta vez, quem participar da campanha na plataforma Catarse, que vai até o dia 13 de julho, pagará apenas R$ 10. E poderá piratear o livro à vontade, já que o desejo do autor é que o livro seja lido pelo maior número possível de pessoas.

Desta vez os eleitores escolheram uma capa vermelha para o livro. A do primeiro Diário foi laranja, em homenagem aos laranjas do governo, e a do segundo foi marrom, por conta do ''dia sim, dia não''.

O ''Diário do Bolso 3'' abrange do tricentésimo-primeiro ao quingentésimo dia de governo, período no qual o capitão fez mais bobagens e absurdos do que nos 300 dias anteriores. Houve a briga com Mandetta, a turbulenta saída de Moro, a ''gripezinha'', a cloroquina, o novo partido, o ''I love you'' para o Trump, o discurso nazista, a Regina Duarte, os erros do Weintraub, as leis sobre armamentos, as fake news, as rachadinhas, o Carioca, a morte do miliciano Adriano, a reunião dos palavrões, os panelaços e os irresponsáveis rolezinhos que foram responsáveis por milhares de mortes.

O livro servirá para que o leitor se lembre desse inesquecível governo que seria tão bom esquecer.

O autor José Roberto Torero tem 56 anos, já publicou 42 livros e ganhou três prêmios jabutis. Um deles na categoria romance com ''O Chalaça''.

O link da campanha é este: https://www.catarse.me/DiariodoBolso3?ref=project_link

Contatos:
José Roberto Torero: (13) 98143-4948 / torero@uol.com.br.
Maria Rita Barbi (editora): (11) 96996-6076 / padariadelivros@gmail.com.



Conteúdo Relacionado