Leituras

Quando os prazeres não são aquilo que parecem

 

18/06/2021 12:41

 

 

Num mundo em que a realidade se mostra refém da vigilância, regimes de atenção, dispositivos de verdade e ultravelocidade, escapar dessas armadilhas – sobretudo da verdade como correspondência – pode ser um modo de sobrevivência. Em criogenia de D. ou manifesto pelos prazeres perdidos, o autor Leonardo Valente nos conduz numa trama que nos captura justamente por ampliar os reflexos e os significados das palavras, como num labirinto de espelhos, num parque de diversões humano.

Seu novo romance pode ser descrito como uma jornada noite adentro de um
personagem. Ou uma personagem. Ou vários. Ou várias. A narradora D propõe
se desnudar para o leitor de uma vez por todas e de forma nada indulgente. O
tom confessional de D, que ora se apresenta como “ele” ora como “ela”, lista os
homens que amou, suas preferências sexuais, as pequenas e grandes
traições, mentiras tolas e cotidianas.

Como num jogo de espelhos, aquilo que se vê pode não corresponder de fato
ao seu reflexo. Como quem constrói um rodamoinho, a cada volta na espiral de
seu texto, Valente acrescenta novas informações. Ora elucidam, ora
embaralham a trama. Trama como rede, rede em que os nós desvelam novos
sentidos e indagações de um personagem que muda de acordo com a
perspectiva de onde se olha.

Valente toca sua narrativa ralentando o tempo. Propõe jogos de linguagem,
evoca referências que lhe são caras: Clarice, Hilst, Deleuze, Tolstói e os
concretistas – cada um desses artistas teve como tarefa implodir a linguagem,
seus temas clássicos e fundaram novas estéticas. A referência principal é à
personagem Anna Karenina: o martírio pessoal em contraste com as mudanças
radicais da Rússia da época e a sombra da morte conduzem o desfecho
enigmático de criogenia de D. ou manifesto pelos prazeres perdidos.

O escritor não aplaina o terreno para facilitar a escalada do leitor. Nos oferece
uma ladeira íngreme. Em troca, nos descortina belas paisagens. Brinca e
subverte os cânones da língua (é isso o que faz um escritor). Constrói enigmas,
pulveriza pistas e lança desafios a quem o seguir. “Os belos livros estão
escritos numa espécie de língua estrangeira”, define Proust, na epígrafe de
“Crítica e Clínica”, de Deleuze. O leitor não há de se decepcionar.

Leonado Valente nasceu em 1974, em Niterói, Rio de Janeiro. E encontra na
palavra fronteira talvez a melhor metáfora para sua vida e literatura. Até se
tornar acadêmico – é PhD em Ciências Políticas – e escritor, foi jornalista
especializado em assuntos internacionais, onde a guerra por territórios, ou
seja, conflitos sobre limites territoriais, ainda é tema forte. O que o levou a uma
carreira acadêmica no curso de Relações Internacionais, na UFRJ.

Implodir ou explodir linhas divisórias, contaminar espaço e tempo de
intensidades. É o que se vê em seu livro. Além desse, ele assina três romances
e uma antologia, entre eles Apoteose (Mondrongo, 2018), O beijo da
Pombagira (Mondrongo, 2019), finalista do Prêmio Rio de Literatura,
e Calote (Mondrongo 2020).

Foi um dos vencedores do Prêmio José de Alencar de melhor romance, da

União Brasileira de Escritores, em 2017, com uma obra ainda inédita. É um dos
organizadores da coletânea Antifascistas (Mondrongo, 2020), que reuniu
alguns dos mais importantes nomes da literatura lusófona.

Valente cresceu numa família de carnavalescos. O rigor da carreira de
jornalista fazia limite com a explosão da alegria da arte, que só o barracão, o
trabalho coletivo e o samba proporcionam. Continua borrando linhas,
identidades e desejos. Sobre a nova obra, Pilar del Río, escritora e presidente
da Fundação José Saramago disse: “Um livro inquietante e com estilo literário
maiúsculo”. criogenia de D logrou alentar o tempo, revelar as ambiguidades e
reencantar a vida, restabelecer o mistério de estar aqui e agora.

Roni Filgueiras é jornalista, crítica de cinema filiada à Associação Brasileira de Críticos de Cinema, à Fipresci e ao Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema. É doutoranda do PPGCOM da ECO UFRJ.


Conteúdo Relacionado