Mãe Terra

Idec entrega ao governo Plataforma dos Consumidores para Rio+20

14/06/2012 00:00

Idec

Rio de Janeiro - O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) entregou ontem (13), oficialmente, carta à presidente Dilma Rousseff, referente à Plataforma dos Consumidores pelo Consumo Sustentável para a Rio+20, documento que traz dez propostas que serão levadas ao governo, a fim de que se comprometam com ações concretas para a mudança dos padrões de produção e consumo.

O documento foi entregue à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, durante o evento "Diálogo Internacional sobre Produção e Consumo Sustentáveis / Brasil Sustentável - um caminho para todos", organizado pelo MMA (Ministério do Meio Ambiente), no Jardim Bothânico, Rio de Janeiro.

Durante o debate, a coordenadora executiva do Idec, Lisa Gunn, questionou o papel do Estado de regular, tanto para coibir os padrões insustentáveis de produção e consumo quanto para criar as condições para que padrões mais sustentáveis se desenvolvam. "Há mais de 40 anos sabemos que é preciso mudar a forma com que produzimos e consumimos e discutimos o que podemos fazer em diversos setores. Por que não fizemos?", indagou.

Gunn também argumentou sobre as diferentes reações das empresas privadas quanto às intervenções do Estado nos setores produtivos."As empresas são a favor da regulação quando esta é no sentido de incentivos fiscais. Mas quando é no sentido de exigir maior responsabilização sobre a sustentabilidade de sua atuação, há grande repúdio. Por que a regulação não é adotada de maneira mais contundente nesse de sentido?"

Pesquisa recente do Idec sobre etiquetagem veicular mostra que iniciativas voluntárias não são suficientes para promover uma verdadeira mudança nos padrões de produção e consumo.

A Plataforma dos Consumidores pelo Consumo Sustentável para a Rio+20 foi elaborada pelo Idec, junto com organizações do Fórum Nacional de Entidades Civis de Defesa do Consumidor (FNECDC) e da Consumers International, além de outras organizações da sociedade civil de vários países.

Até o momento, assinam a Plataforma organizações que reúnem Brasil, México e Espanha. Até a Rio+20, o Idec aguarda novas adesões. O documento estará, a partir de amanhã (05/07), disponível no site do Idec para que qualquer pessoa possa também assinar a Petição com a Plataforma.

A Plataforma retoma o que já foi acordado há 20 anos, desde a Eco 92, e reitera a necessidade de governos garantirem o arcabouço legal e institucional necessário para apoiar efetivamente a mudança para produção e consumo sustentáveis, estimulando a inovação, o desenvolvimento de mercados sustentáveis, os sistemas e os comportamento sustentáveis das empresas e dos consumidores.

Manifesto dos Consumidores
Em paralelo à Plataforma dos Consumidores, o Idec lança o Manifesto "Pelo consumo sustentável, Eu Consumo Diferente", para que o consumidor possa responder livremente à pergunta: "como é o seu consumo diferente?". Nesse espaço podem ser deixadas propostas sobre como colocar em prática hábitos mais saudáveis para o indivíduo e para o planeta. As mensagens também podem ser enviadas por Twitter #EuConsumoDiferente.

Idec na Rio+20: www.idec.org.br/riomais20

Conteúdo Relacionado