Mãe Terra

Jovens pedem mobilização por Brasil sustentável

01/12/2003 00:00

Brasília - Evento paralelo à 1ª Conferência Nacional do Meio Ambiente, a 1ª Conferência Nacional Infanto-Juvenil reuniu na capital nacional cerca de 400 jovens delegados escolhidos em eventos preparatórios realizados em 15.148 escolas em todo o Brasil que tiveram a participação de mais de cinco milhões de estudantes.
"A Conferência Infanto-Juvenil ajudou a conscientizar todos que o Brasil pode ficar muito pior se nada for feito", declarou o delegado João Ciclei Silva, de Xapuri (Acre), 180 km de Rio Branco. De acordo com ele, a devastação da mata deixou de ser o problema mais preocupante em Xapuri, principalmente por causa da luta de líderes locais como Chico Mendes e a própria ministra Marina Silva (Meio Ambiente). "A quantidade de lixo nas ruas é hoje o nosso principal problema ambiental."
Aos 16 anos, aluno da 8ª série do ensino fundamental, João Ciclei gostou muito da "união da galera" durante o encontro de jovens de todo país. "Um ensinou o outro", relatou o jovem, que pretende trabalhar em órgãos federais que ajudem a proteger o meio ambiente.
De acordo com Soraia Mello, coordenadora-executiva da Conferência Infanto- Juvenil, o evento teve três objetivos centrais: mobilizar e identificar lideranças jovens para a área ambiental, formar redes de jovens em todo o país para debater o meio ambiente e produzir um documento com propostas para um Brasil sustentável, abordando cinco temas - água, escola, seres vivos, comunidade e alimentos.
"Os facilitadores estaduais que colaboraram para a realização da conferência já estão pensando em ações conjuntas. Isso será muito importante para programas que estão por vir, como o projeto de arborização nas escolas que está sendo lançado pelo Ministério do Meio Ambiente", afirmou Soraia.
A coordenadora do encontro de jovens disse também que ficou surpresa com a participação dos jovens na organização da conferência. "Não havia nenhuma obrigatoriedade. Os jovens demonstraram responsabilidade e levaram a conferência muito a sério".
O encontro teve a participação de crianças indígenas, quilombolas, pescadores, ribeirinhos, assentados, portadores de necessidades especiais. Também participaram observadores internacionais de países como Angola, Cabo Verde, África do Sul e Índia.
Uma carta para a ministra
A ministra Marina Silva recebeu a carta "Jovens Cuidando do Brasil", que reúne as propostas dos participantes da 1ª Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente.
De acordo com a apresentação do documento, "a expectativa de todos é mobilizar a população do que ocorre no país".
Leia também
> Grupo especial tratará de resoluções sobre meio ambiente


Conteúdo Relacionado