Mãe Terra

Produtores brasileiros cobram corporações por transgênicos suscetíveis a pestes

Associação de proprietários pede indenização e reembolso por parte das corporações Monsanto, DuPont, Syngenta e Dow.

05/08/2014 00:00

Dricker94

Créditos da foto: Dricker94


Segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho da região do Mato Grosso, os agricultores começaram a perceber em março que seus milhos geneticamente modificados estavam menos resistentes às lagartas que o produto "Bt Corn" deveria prevenir. Os produtores foram obrigados a aplicar cotas extras de inseticidas, tornando excessivos os custos ambientais e financeiros.
 
A Aprosoja-MT convocou as companhias Monsanto, DuPont, Syngenta e Dow para que ofereçam soluções e indenizem os fazendeiros por suas perdas. Em nota, a Aprosoja disse que os fazendeiros gastaram o equivalente a R$123,27 por hectare para aplicar pesticidas extras, e que as corporações transnacionais prometeram algo que não cumpriram: “propaganda enganosa”.
 
A Monsanto defendeu-se dizendo ter alertado os fazendeiros a plantarem parte dos seus milharais com sementes convencionais para prevenir que os insetos sofressem mutação e desenvolvessem resistência às sementes geneticamente modificadas.
 
Mais cedo este ano, um problema similar surgiu nos EUA, quando cientistas confirmaram que larvas destruidoras de milho passaram a ser resistentes ao milho transgênico produzido para matá-las.
 
A resposta da indústria para a perda de eficácia não é de encorajamento da biodiversidade, mas de modificação dos organismos com o tempo. De acordo com os ambientalistas da GM Watch, o caso brasileiro é exemplo de uma tendência internacional: quase 20 anos após o início da comercialização do “Bt crop”, existem problemas em diversos países que cultivam esse tipo de colheita modificada. “A indústria tenta alcançar o problema comercializando produtos portadores de diversos tipos de toxina. O melhor exemplo é o milho SmartStax, da Monsanto, que produz seis diferentes toxinas”.
___________
 
Tradução de Isabela Palhares.



Conteúdo Relacionado