Mídia

Vaza Jato nos jornais - 18 de junho

 

19/07/2019 11:21

 

 
dia39

As edições diárias de 18 de julho não acompanharam o destaque à Vaza Jato dos últimos dias, apresentando apenas 8 textos sobre o escândalo. A posição do STJ contrária ao pedido da defesa do ex-presidente Lula de anular o processo do triplex por parcialidade de Sérgio Moro e o novo vazamento contra o ministro da Justiça publicado pela Folha de São Paulo foram os principais temas do dia.

O GLOBO

glb

O jornal manteve tímida cobertura, com apenas três textos sobre a Vaza Jato, dois deles críticos ao Intercept ou aos críticos à Lava Jato. Em sua coluna, Merval Pereira conclui ser impossível constitucionalmente utilizar provas conseguidas ilicitamente para anular os processos da Lava Jato ou punir os responsáveis. O diário noticia a decisão do Superior Tribunal de Justiça que se manifestou contra o pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula, a partir das mensagens divulgadas pelo Intercept, para que o processo do triplex fosse anulado por parcialidade do ex-juiz Moro. A alegação do STJ é de que não há ação ilegal ou prejuízo ao ex-presidente nas mensagens.

ESTADÃO

esp

O Estadão continua com uma cobertura acanhada, com apenas um texto sobre o escândalo. O diário cita a Vaza Jato em reportagem sobre o cancelamento da participação de Miriam Leitão e Sérgio Abranches na feira do livro de Jaraguá do Sul (SC) após ameaças feitas à organização. No texto, o jornal relembra o caso envolvendo Glenn Greenwald na FLIP como um exemplo do que poderia acontecer caso a mesa com os dois convidados ocorresse.

FOLHA

fsp

A Folha traz em sua edição diária novas acusações contra Sérgio Moro e a Lava Jato, mesmo com uma cobertura menor do que em outros dias: cinco textos. Já na manchete o jornal noticia que Moro interferiu nos acordos fechados pela Lava Jato para as delações. Na reportagem completa, apresentando alguns exemplos de conversas, o diário aponta divergências entre procuradores da Lava Jato e Moro sobre condições para aceitar o acordo de delação. O jornal também abriu espaço para o atual ministro da Justiça e a força tarefa responderem às acusações. Na coluna Painel, Daniela Lima traz novas informações sobre o caso de abertura de investigação contra Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público. Segundo a jornalista, os apoiadores do pedido estão se articulando para o pedido ser submetido à apuração pelo plenário e não apenas pelo corregedor do órgão, Orlando Rochadel, o que possibilitaria uma maior chance de sucesso.

JORNAL NACIONAL

Não houve menção à Lava Jato na edição de ontem (17/07).

FACEBOOK

No dia 17 de julho, nenhum dos posts que compõem a lista dos mais compartilhados tratou de tema relacionado à Vaza Jato. Estes abordaram assuntos diversos, como a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS pelo Governo Federal e a suspensão por parte do ministro Dias Toffoli de todas as investigações que tenham recebido dados do COAF sem autorização prévia da Justiça.

CONCLUSÃO

As denúncias contra Moro e a Lava Jato continuam a se multiplicar, inclusive com consequências institucionais. Contudo, as mídias do Grupo Globo e o Estadão continuam a dar pouca importância às denúncias, enquanto a Folha reafirma sua disposição para explorar os escândalo.

*Publicado originalmente no Manchetômetro



Conteúdo Relacionado