Mídia

Vaza-Jato nos jornais - dia 8

 

17/06/2019 19:01

 

 
O início da segunda semana da Vaza Jato trouxe cobertura reduzida do escândalo, com apenas a Folha de São Paulo trazendo o escândalo com destaque em sua capa. A crise deflagrada pelo pedido de demissão de Joaquim Levy do BNDES conquistou destaque nos jornais no dia de hoje.

A Folha de São Paulo continua como jornal que mais destaca a Vaza Jato, hoje com sete textos, 4 deles com valência neutra. Quatro textos são opinativos, dentre os quais 2 discutem diretamente os efeitos do vazamento e 1 questiona a segurança cibernética que se demonstrou frágil diante dos ataques.

O Estadão, por sua vez, quase ignorou o tema, com apenas uma citação em sua edição do dia 17 de junho. O texto apenas cita fala de Paulo Guedes, que enumera indivíduos vítimas de vazamentos que têm o suposto objetivo de atrapalhar a reforma da Previdência.

Número de textos publicados desde o primeiro dia da cobertura do escândalo (10/06/19)

Por fim, o jornal O Globo possui 5 textos que citam o vazamento das conversas entre Moro, três dos quais discutem a questão de segurança de dados. Dentre eles, um sobre os padrões dos ataques cibernéticos no Brasil e a influência estrangeira nos mesmos. Há, em contraposição, uma reportagem sobre o futuro da relação entre juízes e partes após o vazamento, com diversos posicionamentos de ministros do STF que criticam a proximidade entre juízes e partes.

Assim, a segunda semana começa com poucos holofotes direcionados à Vaza Jato. Contudo, os efeitos do vazamento começam a ser melhor discutidos, principalmente mudanças nas relações entre juízes e partes e a segurança de dados. Vejamos como os jornais reagirão às revelações futuras prometidas por Greenwald.

*Publicado originalmente no Manchetômetro

Conteúdo Relacionado