Pelo Mundo

''Ele precisava de apoio social, não de balas''

Pela segunda noite consecutiva, manifestações em massa inundam as ruas da Filadélfia em protesto pelo assassinato de Walter Wallace pela polícia

30/10/2020 11:10

Manifestantes protestam contra os tiros da polícia que vitimaram Walter Wallace Jr. em 27 de outubro de 2020 na Filadélfia, Pensilvânia. (Joshua Lott/The Washington Post via Getty Images)

Créditos da foto: Manifestantes protestam contra os tiros da polícia que vitimaram Walter Wallace Jr. em 27 de outubro de 2020 na Filadélfia, Pensilvânia. (Joshua Lott/The Washington Post via Getty Images)

 

Manifestações em massa inundaram as ruas da Filadélfia pela segunda noite consecutiva na terça-feira (27), à medida que a indignação e as exigências por justiça continuam a crescer após a morte de Walter Wallace Jr., um homem negro de 27 anos, em quem policiais da cidade atiraram pelo menos 10 vezes, no início desta semana, quando ele sofreu uma crise de saúde mental.

Imagens do incidente divulgadas segunda-feira mostram Wallace segurando uma faca e caminhando em direção a dois oficiais enquanto eles recuavam com as armas empunhadas. Antes dos policiais começarem a abrir fogo, a mãe de Wallace é vista no clipe tentando segurar seu filho e acalmar a situação.

Shaka Johnson, advogada da família Wallace, disse a repórteres na terça-feira que o irmão de Walter ligou para o 911 para pedir assistência médica e uma ambulância antes da chegada dos policiais armados.

"Quando você chega a uma cena onde alguém está em uma crise de saúde mental, e a única ferramenta que você tem para lidar com isso é uma arma... onde estão as ferramentas adequadas para o trabalho? Johnson disse.

Lynda Garcia, diretora da campanha sobre o policiamento na Leadership Conference on Civil and Human Rights [Conferência de Lideranças sobre Direitos Civis e Humanas], declarou na terça-feira que “esta morte tem que ser cuidadosamente investigada, e os policiais culpados pela morte de Wallace devem ser responsabilizados por suas ações.”

"Como sabemos pelas trágicas mortes de Daniel Prude, Nicolas Chávez, Quintonio LeGrier e agora Walter Wallace Jr., a criminalização da saúde mental é perigosa, especialmente para os negros e pardos", disse Garcia. “Nós temos que redefinir a segurança pública e dar prioridade ao investimento em serviços comunitários e em respostas não policiais para prestar assistência a pessoas com questões de saúde mental de forma a impedir mais tragédias como esta.”

Cerca de 2.000 pessoas acorreram às ruas e marcharam perto do local da morte de Wallace na parte ocidental de Filadélfia terça-feira à noite, com os manifestante cantando “quem matou Walter Wallace?” e, "No justice, no peace, no racist police!" [Sem justiça, sem paz, sem polícia racista!]

Pascale Vallee, um estudante de pós-graduação de 34 anos que fez parte da demonstração de terça-feira, disse ao jornal Washington Post que a morte de Wallace era “vergonhosa.”

“Ele precisava de apoio social,” acrescenta Vallee, “não de balas.”

Na terça-feira, o promotor do distrito de Filadélfia, Larry Krasner, disse que seu escritório está revendo evidências do incidente e avaliando se será apresentada denúncia contra os policiais que atiraram e mataram Wallace.

"Pretendemos ir aonde os fatos e a lei nos levarem e fazê-lo com cuidado, sem apressar o julgamento e sem qualquer tipo de preconceito", disse Krasner em um comunicado.

A morte de Wallace rapidamente ganhou atenção nacional e condenação, com o candidato presidencial democrata Joe Biden e sua companheira de chapa, a senadora Kamala Harris (Democrata da Califórnia), fazendo uma declaração conjunta na terça-feira à tarde expressando desconsolo com o assassinato

"Nossos corações estão partidos pela família de Walter Wallace Jr., e por todos aqueles que sofrem o peso emocional de tomar conhecimento de outra vida negra perdida na América", disseram Biden e Harris. "Não podemos aceitar que neste país uma crise de saúde mental termine em morte."

*Publicado originalmente em 'Common Dreams' | Tradução de César Locatelli



Conteúdo Relacionado