Pelo Mundo

''Relógio da Morte de Trump'' mostra as vidas perdidas por inação à COVID-19

 

10/05/2020 13:59

 

 
Uma tela de 17 metros chamada “Relógio da Morte de Trump” foi apresentada na Times Square, em Nova York.

A contagem de vidas perdidas por inação do governo foi criada pelo cineasta Eugene Jarecki, que diz:

“Em nome de todos aqueles que perderam desnecessariamente suas vidas para essa liderança fracassada em uma pandemia, precisamos de um símbolo, um símbolo que não apenas clame pela responsabilização, mas também por uma administração mais responsável e ágil em suas respostas, daqui para frente.”

Aqui segue a transcrição da matéria apresentada pelo Democracy Now!:

Amy Goodman: Uma tela de 17 metros com o nome de “Relógio da Morte de Trump” foi apresentada na Times Square, aqui em Nova York. O outdoor foi criado pelo cineasta, indicado ao Oscar, Eugene Jarecki.

EUGENE JARECKI: O “Relógio da Morte de Trump” é um outdoor que paira sobre a Times Square. O que ele mostra é uma estimativa do número de mortes pela COVID-19 nos EUA que resultaram da malograda resposta do presidente e de sua equipe ao surto de coronavírus.

Graças ao Dr. Fauci e aos principais epidemiologistas, agora sabemos que, se as diretrizes de mitigação tivessem sido implementadas apenas uma semana antes, em 9 de março, em vez de 16 de março, 60% das mortes de COVID-19 nos EUA teriam sido evitadas. Esse é um número incrível.

Em nome de todos aqueles que perderam desnecessariamente suas vidas para essa liderança fracassada em uma pandemia, precisamos de um símbolo, um símbolo que clame não apenas pela prestação de contas, mas também por uma administração mais responsável e ágil em suas respostas, daqui para frente.

Amy Goodman: No momento desta transmissão, o Relógio da Morte do Trump marca em 46.485 mortes e está crescendo.

O relógio mostra o número atualizado estimado de mortes aqui.

O vídeo legendado da matéria está aqui.






Conteúdo Relacionado