Pelo Mundo

70% das pessoas do mundo não têm confiança na liderança de Trump e imagem global dos EUA cai

Somente 50% do mundo atualmente tem uma opinião favorável sobre os EUA, de acordo com a Pew, em comparação com 64% dos pesquisados no final da presidência de Obama

05/10/2018 15:02

Marcha das Mulheres, em Londres, um dia após a posse de Donald Trump (Alisdare Hickson/Flickr)

Créditos da foto: Marcha das Mulheres, em Londres, um dia após a posse de Donald Trump (Alisdare Hickson/Flickr)

 

__________

∴ Leia mais no especial "Trump's Crisis"

__________

Enquanto o presidente Donald Trump mantém uma taxa de aprovação baixa nos EUA – desde que tomou posse em 2017, a Gallup não reporta pesquisas acima de 45% para o presidente – a comunidade internacional está de acordo com a maioria dos norte-americanos e a desaprovação mundial à Trump teve um efeito corrosivo na posição do país ao redor do mundo.

Uma pesquisa do Pew Research com 26.000 pessoas em 25 países descobriu que 70% dos entrevistados não têm confiança no presidente, e somente 50% tem uma opinião favorável dos EUA – em comparação com 64% dos pesquisados pela Pew no final da presidência de Obama.

Apenas 28% dos entrevistados no Reino Unido tem uma visão favorável de Trump, junto com 10% dos alemães, 9% dos franceses e 7% dos espanhóis.

Em alguns dos países pesquisados, os líderes já enfrentaram Trump no passado. Os ataques do presidente às políticas comerciais do Canadá destruíram relações entre Washington e o primeiro-ministro Justin Trudeau, e suas políticas agressivas de imigração e ameaças de construir um muro na fronteira com o México podem ter contribuído ao fato de que somente 6% dos mexicanos tenham uma visão favorável de Trump.

Os entrevistados também sugeriram que o status dos EUA como influenciador global pode ser algo do passado. 70% dos entrevistados disseram que a China tem um papel mais proeminente na comunidade internacional do que tinha uma década atrás, enquanto somente 31% dizem que os EUA tem um papel proeminente.

Surgiram protestos ao redor do mundo quando  Trump anunciou sua intenção de banir turistas de muitos países de maioria muçulmana em 2017 e no ápice da crise de separação familiar no ultimo verão. No Reino Unido, em julho, ao menos 25.000 pessoas foram às ruas para protestar a visita de Trump ao país.

Recentemente, a comunidade global se junto a muitos norte-americanos expressando desgosto com o testemunho de Brett Kavanaugh, nomeado à Suprema Corte dos EUA, na semana passada, com a defesa de Trump em meio à várias alegações de assédio sexual contra Kavanaugh e com a insistência do Partido Republicano de continuar com sua nomeação.

*Publicado originalmente em commondreams.org | Tradução de Isabela Palhares



Conteúdo Relacionado