Pelo Mundo

Alemanha bane grupo neonazista Combat 18

Composto por cerca de vinte membros considerados prontos para a ação, o grupelho está envolvido no assassinato de um funcionário eleito defensor dos migrantes.

24/01/2020 16:06

Manifestação anti-nazista em Berlim em 18 de agosto de 2018 (JOHN MACDOUGALL/AFP)

Créditos da foto: Manifestação anti-nazista em Berlim em 18 de agosto de 2018 (JOHN MACDOUGALL/AFP)

 
ALEMANHA - O governo alemão anunciou na quinta-feira, 23 de janeiro, o banimento da ala nacional do grupo neonazista Combat 18, nascido na Grã-Bretanha, e recentemente envolvido no assassinato de um pró-migrante eleito.

"O extremismo de direita e o antissemitismo não têm lugar na sociedade", disse no Twitter um porta-voz do Ministério do Interior para justificar a decisão.

Ao mesmo tempo, ele relatou buscas policiais visando os membros do movimento em seis regiões do país.

Esse grupo há muito tempo estava na mira das autoridades. Atualmente, possui apenas cerca de 20 membros, mas é considerado pronto para ações violentas.

Um apoiador neonazista suspeito de ter assassinado um representante eleito local, próximo da chanceler Angela Merkel, em junho de 2019, por causa de suas posições em defesa dos migrantes, já havia entrado em contato com o Combat 18.

O movimento, originalmente nascido em 1992 na Grã-Bretanha, leva o nome da primeira e oitava letras do alfabeto em referência a Adolf Hitler, sua palavra de ordem é "Todos os meios são bons" e seu emblema, um dragão com garras afiadas.

O banimento ocorre em meio a uma onda de ataques racistas e antissemitas no país, incluindo um ataque com fuzil de assalto a uma sinagoga cheia de fiéis em Halle no final de 2019, onde um massacre foi evitado por pouco.

*Publicado originalmente em L'Obs | Tradução de César Locatelli





Conteúdo Relacionado

Carta Maior é o Portal da Esquerda brasileira e referência de informação de qualidade na internet. O que veicula é fruto de uma consciência e visão coletiva de mundo assumida, o que faculta ao leitor formar sua própria opinião.