Pelo Mundo

Irã promete resistência às sanções dos EUA

Rouhani, presidente do Irã, fez um discurso em direto no primeiro dia da reposição de sanções norte-americanas, garantindo que o país continuará a vender petróleo.

05/11/2018 12:53

(Commons/Wikimedia.org)

Créditos da foto: (Commons/Wikimedia.org)

 

No dia em que as sanções económicas norte-americanas ao Irã entram novamente em vigor, Hassan Rouhani prometeu resistência. Em direto na televisão iraniana esta segunda-feira, o presidente do Irã garantiu que continuará a vender petróleo que tudo fará paa anular as sanções de Washington (repostas por Trump por entender que o acordo niclear de 2015 é insatisfatório).

“[A reposição de sanções] é uma guerra económica contra o Irã, mas a América deveria saber que não pode utilizar a linguagem da força contra nós. Estamos preparados para resistir a qualquer pressão”, afirmou, segundo a Reuters. “Vamos continuar a comercializar o nosso petróleo [e] romperemos orgulhosamente as sanções”, continuou.

A política de sanções foi reintroduzida no Irã esta segunda-feira. O objetivo era forçar Rouhani a negociar a compromisso de 2015 sobre o programa nuclear, assim como travar a influência do país nos conflitos do Médio Oriente e reduzir ao máximo as exportações de petróleo do Irã. Estas sanções afetam setores vitais da economia iraniana, tais como a banca, o setor naval ou o energético. Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, considera que esas medidas são “as mais duras sanções de sempre alguma vez impostas à República Islâmica do Irã”.

*Publicado originalmente no Esquerda.net

Conteúdo Relacionado