Pelo Mundo

Os EUA devem desculpas ao mundo

 

19/03/2020 15:12

(Ilustração de Liu Rui/GT)

Créditos da foto: (Ilustração de Liu Rui/GT)

 
O que você faria se um amigo, vizinho ou estranho estivesse lutando para se recuperar de uma doença? Uma resposta apropriada seria que você desejaria uma recuperação rápida e que forneceria o apoio necessário. Foi isso que meus pais e professores me ensinaram quando eu era criança, e é isso que ensino ao meu filho hoje. Se comportar assim deveria ser um fundamento humano básico.

Então, porque algumas elites dos EUA, a única superpotência mundial e um auto-proclamado modelo de democracia e liberdade, esqueceram desse princípio humano?

Em meio à luta da China contra o surto de coronavírus (COVID-19), algumas elites dos EUA usaram o momento como oportunidade para iniciar um comportamento difamatório ao alegar que o vírus era uma arma bioquímica, enquanto outros alegavam que a China é o “verdadeiro homem doente da Ásia”.

Recentemente, um apresentador de TV estadunidense pediu que a China se desculpasse formalmente. Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA novamente acusou a China de fornecer dados incompletos, sugerindo que os levou “a um lugar onde boa parte do desafio que encaramos hoje nos colocou atrás da curva”.

Estou extremamente desapontado com essas elites estadunidenses. A fonte do vírus ainda será determinada. Em janeiro, para prevenir a propagação do COVID-19 pelo mundo, a China isolou uma cidade com uma população de mais de 10 milhões.

Às custas do crescimento econômico, a China aconselhou mais de 1 bilhão de pessoas a permanecerem em casa, uma atitude que efetivamente conteve a epidemia e ofereceu ao mundo dados valiosos e experiência. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e outros países louvaram os esforços chineses e deram as mãos para ajudar a lutar contra a epidemia.

Agora, o vírus está se espalhando globalmente. O número de novos casos internacionais confirmados por dia ultrapassou os da China ao menos 10 vezes. A essa altura, o mundo precisa de união. Os EUA, como o país mais poderoso do mundo, deveriam ter pedido ajuda às outras nações para combater o que se tornou um inimigo em comum, assim como fizeram na 2a Guerra Mundial. Infelizmente, não realizaram esse esforço. Depois de observar as palavras e ações da administração dos EUA e de outras elites, cheguei à conclusão de que as acusações contra a China são feitas para desviar a atenção, ocultar a inércia e se esquivar das falhas antigas na política externa dos EUA.

Para as elites dos EUA que estão culpando a China, eu tenho que dizer isso: o vírus ainda está se espalhando pelos EUA, e o seu país já ultrapassou a China no número de novos casos confirmados. Tentem achar uma maneira de conter o surto! A luta contra o coronavírus é uma batalha que toda a humanidade está enfrentando. A China implementou medidas por quase dois meses, fornecendo tempo e experiência para que o governo dos EUA aprenda com elas, mas não fizeram quase nada. O governo dos EUA deveria pedir desculpas ao povo estadunidense!

Nos EUA, o surto do vírus causou pânico. O mercado de ações continuou a cair, perdendo mais de $3 trilhões de dólares. A estrada desastrosa da crise financeira de 2008, quando dezenas de trilhões de dólares evaporaram e milhões de famílias faliram, não pode se repetir. Os EUA deveriam pedir desculpas à essas famílias arruinadas e pessoas de classe média que sofreram um baque em sua riqueza!

A crise financeira de 2008 também levou a uma turbulência política em muitos países no Oriente Médio e no Norte da África. Iraque, Afeganistão e Líbia foram lançados ao caos devido à invasão militar e intervenção dos EUA. Na última década, centenas de milhares de pessoas nesses países foram mortas em diferentes conflitos. A diplomacia dos EUA também resultou diretamente em um conflito civil na Síria, com milhões de refugiados forçados a deixar suas casas. Os belicistas estadunidenses deveriam pedir desculpas ao Iraque, Afeganistão, Líbia, Síria, assim como aos muitos soldados estadunidenses que morreram em campos de batalha por causa da nossa política!

Por que o governo dos EUA falha em colaborar com regras internacionais? Por que iniciou guerras financeiras e comerciais contra outros países? Você já pensou sobre como a ordem mundial existente baseada no comércio internacional e em regras políticas, financeiras e econômicas foi construída às custas de milhões de soldados durante a 2ª Guerra Mundial? Legisladores estadunidenses deveriam pedir desculpas à essas vítimas!

Os Pais Fundadores dos EUA esperavam que o país fosse humilde, perseguisse a liberdade, clamasse por união e contribuísse com o bem-estar de cada estadunidense e de toda a humanidade. Mas como vocês estão conduzindo isso agora? Os políticos dos EUA hoje deveriam pedir desculpas aos Pais Fundadores!

É claro, eu deveria me desculpar com os meus colegas estadunidenses, pois não tenho intenção de ofendê-los. Os EUA fizeram grandes contribuições ao progresso humano ao longo da história. E o país é lar de muitos heróis admiráveis. Vamos respeitar e aprender com eles. Vamos nos unir para lutar contra o vírus – nosso inimigo em comum!

*Publicado originalmente em 'Global Times' | Tradução de Isabela Palhares

Conteúdo Relacionado