Pelo Mundo

Uruguaios vão às urnas; direita lidera pesquisas após 15 anos de esquerda no poder

Derrotado em 2014 na disputa com o atual presidente Tabaré Vazquez, advogado conservador Luis Lacalle Pou é favorito

24/11/2019 14:13

José Mujica (2010-2015) votou no bairro Cerro, em Montevidéu; Em 2005, a Frente Ampla rompeu com domínio histórico da direita no Uruguai (La Diaria)

Créditos da foto: José Mujica (2010-2015) votou no bairro Cerro, em Montevidéu; Em 2005, a Frente Ampla rompeu com domínio histórico da direita no Uruguai (La Diaria)

 

Cerca de 2,7 milhões de uruguaios devem ir às urnas neste domingo (24) para eleger o novo presidente da República. O candidato eleito substituirá Tabaré Vázquez, da Frente Ampla.

A disputa deste segundo turno é entre o candidato da coligação do governo atual, de centro-esquerda, Daniel Martínez, e o candidato de centro-direita Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional.

De acordo com a pesquisa realizada pela consultoria Factum, Lacalle Pou conta com 51% da intenção de voto, enquanto Martínez tem 43%. Os votos brancos ou nulos somam 6%.

Outra pesquisa realizada a cinco dias da eleição pela empresa Cifra aponta que Lacalle Pou teria 47% de intenção de votos enquanto Martínez estaria com 42%.

Uma vitória de Lacalle Pou implicaria na volta do partido Nacional ao poder no Uruguai após 25 anos. O advogado Luis Alberto Lacalle (1990-1995), pai do atual candidato "blanco", foi o último presidente da sigla histórica.

A votação iniciou às 8h e encerra às 19h30. O candidato que vencer começará seu mandato em 1 de março de 2020.

Direita unida

No primeiro turno, realizado em 28 de outubro, Martínez obteve 39,2% dos votos, enquanto Lacalle Pou alcançou 28,6% dos votos válidos. Na ocasião, nenhum dos candidatos obteve 50% dos votos, porcentagem necessária para ser eleito no primeiro turno.

Embora Martínez tenha obtido mais de 10% de vantagem, o apoio à candidatura de Lacalle Pou por parte de partidos como Cabildo Abierto (ultradireita), Partido de La Gente (direita) e Partido Independiente (centro), poderia levar a uma vitória da centro-direita após 15 anos de hegemonia da Frente Ampla.

A campanha presidencial no Uruguai foi encerrada nessa quinta-feira (21). Na data, Martínez participou de um ato da Frente Ampla com candidata a vice-presidenta Graciela Villar na cidade de Florida, centro do país.

O candidato convocou seus apoiadores a “seguir lutando das mil formas possíveis pelo voto a voto” para chegar ao quarto mandato consecutivo da coligação progressista.

Perfis

Daniel Martínez tem 62 anos, é engenheiro e foi prefeito da capital do país, Montevidéu, entre 2015 e abril deste ano. Caso seja eleito, garantirá a continuidade da Frente Ampla no poder, força que governa o país desde 2005.

Lacalle Pou, filho do ex-presidente Luis Alberto Lacalle (1990-1995), é um advogado de 44 anos. O presidenciável do Partido Nacional bateu o excêntrico empresário Juan Sartori, um total desconhecido da política uruguaia até poucos meses atrás, mas que ganhava força nos últimos meses.

Edição: Rodrigo Chagas

*Publicado originalmente no Brasil de Fato

Conteúdo Relacionado