Pelo Mundo

À parte da vitória sobre Trump, por que os Democratas tiveram uma eleição tão ruim?

 

17/11/2020 13:11

(Phil Roeder/CC BY 2.0)

Créditos da foto: (Phil Roeder/CC BY 2.0)

 
Com exceção de passarem raspando pelos estados decisivos para derrotar o corporativista corrupto, incompetente, mentiroso Donald Trump, o Partido Democrata teve uma péssima eleição.

Com o dobro do dinheiro do Partido Republicano (GOP), o Partido Democrata mostrou que candidatos fracos sem agendas robustas para as pessoas e os locais onde trabalham, vivem e criam suas famílias, é uma fórmula fracassada. E, de fato, perderam contra o pior, mais cruel, ignorante, criminoso, negacionista Republicano na história dos 166 anos do partido.

Os Democratas falharam em ganhar o Senado, mesmo com quase o dobro de senadores candidatos à reeleição em relação aos Republicanos. Além disso, o Partido Democrata perdeu cadeiras na Câmara dos Deputados. Os Democratas não viraram nenhuma legislatura estadual Republicana, deixando o partido pronto para manipular distritos congressionais e estaduais pela próxima década!

Tudo isso levará a uma séria introspecção do Partido Democrata? Não aposte nisso. O GOP tentou aprender com suas perdas em 2012, o que os levou à uma grande reviravolta. O Partido Democrata já está buscando por bodes expiatórios, como candidatos de outros partidos.

Os líderes dessas derrotas imperdoáveis – senador Chuck Schumer e a presidente da Câmara Nancy Pelosi – vão explicar como isso aconteceu? Assumirão responsabilidade e dirão ao povo estadunidense por que eles deixaram seus consultores de mídia gastarem tanto dinheiro em anúncios de TV tépidos de baixo impacto às custas de um enorme trabalho de base que daria aos eleitores razões pessoais para irem votar? Um terço de todos os eleitores elegíveis ficaram em casa. Parte do problema poderia ser os 15% de comissão que os consultores recebem do rendimento dos anúncios televisivos em comparação com nenhuma comissão recebida com gastos em trabalho de base?

Os líderes Democratas corporativos podem responder às perguntas dos progressistas e dos eleitores dos senadores Bernie Sanders e Elizabeth Warren? Podem responder porque o salário-mínimo, a onda de crimes corporativos, e o pacote de auxílio bloqueado pelo GOP foram aprovados pelos Democratas em maio não eram questões centrais? (Incluindo uma extensão de $600 dólares semanais para dezenas de milhões de trabalhadores desesperados e auxílio à agências locais sobrecarregadas pela pandemia de covid-19).

Também, porque os Democratas se recusaram a fazer campanha pelo Medicare for All integral, apoiado por 70% do povo estadunidense? Os Democratas, como observado pelo especialista político-midiático, Bill Hillsman, não falaram diretamente com os trabalhadores de colarinho azul e branco, que deixaram Hillary Clinton por Donald Trump em 2016.

Além disso, o Partido Democrata possui um antigo problema com autenticidade. Falar sobre grandes programas de empregos em infraestrutura pagos pela revogação dos cortes nos impostos corporativos é visto como propaganda eleitoral por muitos eleitores.

Os Democratas deveriam ter explicado, em um nível local, como a determinação e integridade poderiam moldar a modernização das nossas escolas, clínicas, estradas, sistemas de tráfego, sistemas de tratamento de água, e outros serviços públicos, com empregos bem remunerados.

Enquanto isso, os trompistas mostraram sua energia feroz pelo egocêntrico, ditatorial Donald com mais comícios, cartazes e contatos de porta em porta. Os Democratas interpretaram erroneamente as pesquisas novamente pensando que as grandes participações projetadas eram principalmente de seus eleitores e não também dos eleitores de Trump que apareceram em grande número também.

Muitos representates Democratas tratam Trump com zombaria, ao invés de salientar como sua desordem diária e violações sérias à Constituição desmantelaram as proteções do povo e entregaram o governo às grandes empresas para fazerem e pegarem o que quiserem.

Trump comete abertamente crimes federais (exemplo: a Lei Hatch, a Lei “Antideficiency’) usando propriedade federal, incluindo a Casa Branca, para a sua campanha, gastando dinheiro ilegalmente, enquanto desafia cem intimações da Câmara dos Deputados.

Ainda assim, nem Biden e Obama nem o Partido Democrata fizeram dessas formas corruptas de obstrução da justiça, questões centrais. Eles até ignoraram antigas denúncias de assédio contra mulheres, quem ele degradava repetidamente.

Essas muitas oportunidades óbvias perdidas têm consequências. Os eleitores de Trump e suas famílias também não sofrem com salários congelados, com a ausência ou inadequação de serviços de saúde, dos remédios caríssimos que Trump falhou em reduzir os preços? Ele colocou mais toxinas no ar e na água e permitiu locais de trabalho mais perigosos. Trump coloca as pessoas e o planeta em risco e chama de “desregulação”, mas o que ele realmente estava fazendo era recompensar seus mestres corporativos.

Trump aperta muito mais botões que os Democratas. Porque os Democratas não promovem mais sindicatos, mais cooperativas de consumo, mais reformas financeiras de campanhas, e mais jeitos conhecidos de empoderar as pessoas diretamente?

É claro, os Democratas nunca diriam que o povo estadunidense, não as corporações, deveriam CONTROLAR o que já é deles, como as terras públicas, as ondas de rádio, e os fundos de pensão que investem seus dinheiros. Os Democratas nunca pensam em exigir que os contribuintes estadunidenses recebam um retorno direto das pesquisas e desenvolvimentos governamentais de trilhões de dólares que subsidiaram o crescimento das indústrias modernas (da aeroespacial até computadores até agronegócio, biotecnologia, farmácia e mais).

Enquanto Trump incita a violência nas ruas e depois clama por “lei e ordem”, os Democratas não clamam por “lei e ordem” para os vigaristas corporativos violentos e poluidores que trapaceiam e prejudicam crianças, consumidores, trabalhadores e comunidades, bem como roubam programas governamentais como o Medicare. Trump se safou com o corte no financiamento da polícia federal de crimes corporativos. Os Democratas nunca irão atrás dele pelo orçamento militar inchado e não auditado e do seu “Empire” que estão devorando necessidades aqui em casa.

Os Democratas da Câmara se recusam a manter a pressão pelo impeachment (à parte da questão da Ucrânia) nos Republicanos. Uma audiência em TV nacional do Senado lidando com uma dúzia dos crimes passíveis de impeachment de Trump fariam repensar até mesmo os mais ardentes apoiadores de Trump.

Os Democratas permitiram que Trump e seu criminoso Advogado Geral William Barr se safassem com todas essas ações criminosas, corruptas e inconstitucionais, que transformaram a Casa Branca em um contínuo cenário de crime. E, mesmo com tudo isso, Trump quase ganhou o Colégio Eleitoral para um segundo mandato!

Na próxima vez, os líderes do Partido Democrata deveriam ouvir os grupos civis e ativistas e não ficarem tão incomunicáveis.

Agora, veremos quantas reversões e revogações Biden vai instituir rapidamente para parar as devastações de Trump e iniciar as políticas verdadeiramente progressistas.

*Publicado originalmente em 'Counter Punch' | Tradução de Isabela Palhares



Conteúdo Relacionado