Política

Bolsonaro usa a pandemia, as mortes e a crise econômica como atalho para um autogolpe

GUILHERME BOULOS - dirigente do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto -, candidato à Presidência da República em 2018 pelo PSOL, filósofo, é uma das mais promissoras e bem preparadas lideranças políticas do país

18/05/2020 17:25

 

 
OUÇA AGORA:



SUA VOZ NA CONJUNTURA

Arbítrio x Democracia

BOLSONARO USA A PANDEMIA, AS MORTES E A CRISE ECONÔMICA COMO ATALHO PARA UM AUTOGOLPE

GUILHERME BOULOS
- dirigente do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto -, candidato à Presidência da República em 2018 pelo PSOL, filósofo, é uma das mais promissoras e bem preparadas lideranças políticas do país.

Numa tática militar de aproximações sucessivas, Bolsonaro caminha para um assalto autoritário ao poder.

Ouça agora, clicando aqui.

Por Joaquim Palhares , Saul Leblon e Carlos Tibúrcio .

***

Vem aí uma crise econômica sem precedentes, na qual Bolsonaro aposta para dar o golpe.

Orban fez isso na Hungria: usou a pandemia para empalmar o poder.

Diante de milhões de desempregados e do aumento da miséria, Bolsonaro tentará botar a culpa no isolamento, na oposição e nos governadores.

Ele só não avançou no golpe porque ainda não tem apoio militar para isso.

Mas numa situação de caos, como sabemos, esse apoio tem precedente histórico.

O milicianismo, que fez o golpe na Bolívia no lugar do Exército, é outro risco aqui.

Precisamos de um contraponto a essa escalada. O nome disso é Frente Ampla Antifascista.




Conteúdo Relacionado