Política

Não dá para ser a favor da democracia e do neoliberalismo ao mesmo tempo

 

20/06/2021 13:54

(Ilustração de Paulo Batista/Reprodução/Twitter)

Créditos da foto: (Ilustração de Paulo Batista/Reprodução/Twitter)

 
A nova estratégia da direita latino-americana é sabotar a democracia liberal desde seu interior. Assim corrompeu a democracia no Brasil e jogou o país na pior crise da sua historia, paga não apenas com fome e miséria, mas também com 500 mil mortos.

A mais efetiva maneira de corromper a democracia liberal é através do dinheiro. É o dinheiro que alimenta as fortunas dos milionários, que são o ultimo grande bastião que apóia o genocida. É o dinheiro que permite que grandes grupos monopolistas sigam dominando os meios de comunicação.

É o dinheiro que promove o estilo de vida e de consumo baseado nas formas de vida escandalosamente luxuosas, em meio ao pais mais desigual do continente mais desigual do mundo, que é o nosso pais.

O reino do dinheiro, que comanda o modelo neoliberal, ainda predominante no mundo atual, se consolida às custas do seu oposto – o direito das pessoas, o direito de todos. O direito à vida, à alimentação, à moradia, ao trabalho, ao lazer.

O neoliberalismo é o reino do dinheiro, da riqueza, da especulação financeira. É o tipo de politica que premia que não produz e especula, nas bolsas de valores – cujos valores são materiais e não éticos.

Muita gente hoje, inclusive muitos dos que elegeram, direta ou indiretamente, o genocida, se pronunciam a favor da democracia. Se dão conta que não dá nem pra defender a vida das pessoas, sem democracia, sem que a vontade da maioria se imponha.

Se dão conta que com um Judiciário covarde diante do genocida, que não se presta nem para defender as vidas das pessoas, na haverá superação da pior crise da nossa história.

Vários, da terceira ou via ou de outra via qualquer, se pronunciam pela democracia, mas não falam nada ou, pior, falam a favor, do neoliberalismo. Continuam achando o Estado um mau gestor, ineficiente, corrupto, a ponto de apoiar a privatização da Eletrobrás e outras mais, que enriquecem as grandes empresas privadas e respondem, em grande medida, pelo apoio dos mais ricos ao genocida.

Não dá para estar a favor da democracia e do neoliberalismo, ao mesmo tempo. Em condições normais de disputa democrática, o neoliberalismo é derrotado, como o foi na Argentina e na Bolívia. Como o teria sido em 2018, quando o Lula ganharia no primeiro turno as eleições, por todas as pesquisas, mas foi impedido de ser candidato, com a ação e a cumplicidade do Judiciário e da mídia e a satisfação dos grandes milionárias.

Ou o reino do dinheiro ou o reino dos direitos. Ou a democracia ou o neoliberalismo. Lula so poderá restabelecer a democracia, porque ao mesmo tempo está contra o teto dos gastos – chave dos ajustes fiscais do neoliberalismo.

Só poderemos resgatar a democracia no Brasil com o Lula, porque é quem personifica os governos que foram, ao mesmo tempo, democráticos e anti-neoliberais.

A democracia é o reino dos direitos, totalmente incompatível com o reino do dinheiro!



Conteúdo Relacionado