Política

Robert Kennedy foi assassinado há 50 anos

O mais destacado candidato democrata à Casa Branca, em 1968, foi assassinado a tiro no dia 5 de junho. Nos últimos meses antes da sua morte, tinha acentuado críticas à guerra do Vietname

06/06/2018 11:28

Evan Freed/wikimedia

Créditos da foto: Evan Freed/wikimedia

 

Robert Kennedy foi atingido a tiro pouco depois das zero horas no Ambassador Hotel em Los Angeles, depois de ter sido anunciada a sua esmagadora vitória nas primárias democratas da Califórnia e logo após ter discursado para os seus apoiantes . O candidato foi atingido por três tiros disparados pelo imigrante palestiniano Sirhan Sirhan. Foi morto dois meses depois do assassinato de Martin Luther King. O facto de Robert Kennedy ter sido assassinado por um imigrante palestiniano, foi muitas vezes interpretado como motivo para o crime, pois o candidato era destacado simpatizante e defensor de Israel.

Robert Kennedy tinha 42 anos quando morreu e era irmão do falecido presidente norte-americano John Kennedy. Tinha sido procurador-geral entre 1961 e 1964, quando foi eleito senador por Nova York. Apresentou a sua candidatura à nomeação pelo Partido Democrata em março de 1968.

Nesse ano, as eleições presidenciais foram desde o início da corrida marcadas pelas posições face à guerra do Vietname. Em novembro de 1967, o senador Eugene McCarthy apresentou-se como o candidato antiguerra à nomeação pelo Partido Democrata. Na primeira eleição primária no estado de New Hampshire, a 12 de março de 1968, Eugene McCarthy obteve 42%, enquanto o presidente em exercício, Lyndon B. Johnson obteve apenas 49%. O presidente era então um candidato desgastado, nomeadamente por ter intensificado a guerra do Vietname, e desistiria da candidatura no final de março.



Robert Kennedy apresentou a sua candidatura às primárias do Partido Democrata a 16 de março de 1968, 4 dias após as primárias do New Hampshire. Apresentava-se assim como uma alternativa forte, perante o colapso de Johnson. Em seu crédito tinha as suas crescentes críticas à escalada da guerra e a sua recente denúncia da corrupção no governo de Saigão.

Após a morte de Robert Kennedy, o Partido Democrata acabaria por escolher como seu candidato às eleições presidenciais Hubert Humphrey, então vice-presidente dos EUA. A Convenção do Partido Democrata ficou marcada pelos protestos contra a guerra do Vietname.

Em novembro de 1968, Robert Nixon, candidato do partido Republicano, foi eleito presidente dos EUA.

Artigo de Carlos Santos para esquerda.net




Conteúdo Relacionado