Política

Via Campesina protesta contra 'casa do agronegócio' na Rio+20

21/06/2012 00:00

Vinicius Mansur

Créditos da foto: Vinicius Mansur
Rio de Janeiro - Manifestantes organizados pela Via Campesina Internacional realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira (21) dentro do AgroBrasil, espaço preparado pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) para a Rio+20.

Por volta das 11h30, um coro de vozes, que diziam “o Brasil é o maior consumidor de agrotóxico do mundo”, tomou conta de um dos salões do AgroBrasil e deu início à abertura de faixas e a distribuição de cartazes com mensagens críticas ao agronegócio.

Em poucos minutos, centenas de manifestantes ocuparam o espaço, e uma enorme maquete, que simulava um latifúndio moderno, foi coberta por cartazes que diziam “Reforma agrária gera emprego e alimentos saudáveis. Agrotóxico mata”. Em forma de samba, os militantes da via campesina cantaram:

“Comida ruim ninguém aguenta, é a Syngenta.
É veneno em todo canto, é a Monsanto.
Mata gente e mata rio, é a Cargil.
Agronegócio, a mentira do Brasil.”

Em menos de 20 minutos, o protesto caminhou para a porta de entrada do AgroBrasil, onde centenas de outros militantes da Via Campesina os esperavam com um carro de som.

O espaço AgroBrasil é organizado pela CNA no Pier Mauá, na zona portuária da cidade do Rio de Janeiro, e conta com o apoio da Monsanto, frigorífico JBS, Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Organização das Cooperativas Brasileira (OCB), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Nota da CNA
A senadora Kátia Abreu, presidente da CNA, divulgou uma nota em que lamentou o protesto. "A CNA considera inaceitável que manifestações antidemocráticas como estas ainda tenham lugar em um evento como a Rio+20, onde os povos e as nações buscam o entendimento e a convergência para um mundo melhor, sempre respeitando a diversidade de ideias", diz o texto, divulgado no site da entidade.



Conteúdo Relacionado