Primeiros Passos

Diário de uma ocupação nº 28 - A chuva e os ânimos

Uma semana de transição entre os ocupantes e o restante da comunidade do IGC é importante. Como será a partir do dia 19 de dezembro, pouco se sabe.

17/12/2016 17:49

reprodução

Créditos da foto: reprodução

No dia, 13 de dezembro de 2016, o Conselho Universitário soltou a nota abaixo, falando que os prédios deveriam ser desocupados no dia 18 e que no dia 19 o semestre letivo deveria ser reiniciado. 
 
 
 
A nota da Congregação do IGC, do dia 15 depois de uma reunião iniciada às 09:00,  aumenta a exaltação dos ânimos na ocupação:
 
Nota à comunidade do Instituto de Geociências
 
A Congregação do Instituto de Geociências, reunida no dia 15 de dezembro de 2016, considerando a decisão do Conselho Universitário realizado no dia 13 de dezembro de 2016, decidiu que as atividades acadêmicas e administrativas no Instituto de Geociências serão retomadas no dia 19 de dezembro de 2016.
 
Entende-se que nessa primeira semana o funcionamento das atividades tanto acadêmicas quanto administrativas podem não ocorrer de maneira plena, mas ela é necessária para que isso seja garantido a partir do dia 02/01/2017. Considerando que essa retomada vai exigir esforços iniciais, as atividades acadêmicas devem ficar isentas de cobrança de presença e de atividades avaliativas na semana de 19 a 23 de dezembro de 2016. Não haverá atividades acadêmicas na semana de 26 a 30 de dezembro de 2016.
 
Considerando que somente o professor tem condições de dizer quantas aulas tem a repor, incluindo atividades de campo, e qual período de férias marcou para si, a reposição das atividades devem ser por ele planejadas respeitando o limite para o encerramento do semestre no dia 16/02/2017. Para isso, se for necessário, o professor poderá remanejar seu período de férias, de modo a atender ao novo calendário. Caso ele consiga manter as férias previamente agendadas e a reposição das suas aulas, sem problema. O sistema de férias será reaberto para possibilitar o remanejamento, lembrando que teremos um intervalo de 15 dias entre o encerramento do 2º semestres letivo de 2016 e o início do 1º semestre letivo de 2017.
 
Atividades à distância poderão ser programadas, em casos excepcionais, desde que o plano de reposição de aulas seja aprovado pelos Colegiados de Cursos. Os trabalhos de campo que não foram realizados serão reagendados no período de 02/01/2017 a 16/02/2017. A Vice-Direção vai entrar em contato com os professores na próxima semana a fim de que nova planilha seja elaborada.
 
Finalmente lembramos que no período de 24/10/2016 a 02/01/2016 não poderá ser computadas faltas para os alunos e as atividades acadêmicas realizadas após o dia 24/10 deverão ser repostas aos alunos envolvidos no movimento, a fim de que os mesmos não sejam prejudicados.
 
Belo Horizonte, 15 de dezembro de 2016.
 
Profa. Vilma Lúcia Macagnan Carvalho
 
Diretora em exercício do Instituto de Geociências”.  
 
Em assembleia realizada no dia 15 de dezembro às 17:30, a Ocupa IGC soltou uma nota depois das deliberações desta, falando:
 
Nota dos ocupantes à comunidade do Instituto de Geociências
 
Conforme deliberado em assembleia geral ordinária, realizada no dia 15 de dezembro de 2016, comunicamos a posição da Ocupa IGC em relação ao processo de desocupação das unidades da UFMG: ficaremos ocupados até o dia 23 de dezembro deste ano.
 
Ressaltamos a autonomia das ocupações ao longo desse processo em cada unidade e entendemos a importância de se considerar a particularidade e a escala de decisões de cada uma delas. Nesse sentido, manifestamos nosso posicionamento em função das demandas inesgotadas e ainda não atendidas que permeiam nossa luta e que ainda devem ser discutidas e articuladas.
 
Reafirmamos que a imposição do Conselho Universitário da UFMG sobre a data de desocupação das unidades fere a horizontalidade e a autonomia conquistadas e ampliadas ao longo do movimento protagonizado por nós estudantes universitários e secundaristas. Portanto, cabem somente a nós as tomadas de decisão relativas ao processo de desocupação de nosso prédio. Com isso, nosso objetivo é fazer dessa e da próxima semanas um período de reflexão e debate cerca das conquistas engendradas nesse processo, assim como os encaminhamentos futuros. Nossa articulação não se encerra com a aprovação da PEC 55, visto que essa é apenas uma das medidas de desmonte político e social desse (des)governo golpista.
 
Nossa luta não acaba aqui. Ainda estamos ocupados. Resistiremos ao que está posto e enfrentaremos unidos o que está por vir”.
 
Perguntamos para nós mesmos se é a melhor decisão, não sabemos, mas foi votado pela maioria presente. Muitos podem ainda achar que a nota do Ocupa IGC fecha o diálogo externo. Por isso, uma conversa com a Diretoria e os Colegiados foi realizada no dia seguinte ao soltar a nota. O movimento do Ocupa IGC não quer ser vertical, quer mostrar que podemos ser horizontais, mesmo parecendo duros em nossa fala e a frustração aparente, ainda estamos querendo o diálogo.
 
Por isso, uma semana de transição entre os ocupantes e o restante da comunidade do IGC é  importante. Como será a partir do dia 19 de dezembro, pouco se sabe. Sabemos, porém, que a nossa luta não acaba com a PEC 55 sendo aprovada ou pela decisão do Conselho Universitário ou da Congregação do IGC, temos mesmo muito mais pelo que lutar e nos reorganizar para prosseguir com as batalhas. Perde-se uma batalha, mas outras podemos e faremos o que pudermos para vencer.





Conteúdo Relacionado