Segurança Pública

Uma violência contra todos os brasileiros

"Vou explicar de onde vem e porque os militares da reserva mandam nesse governo"

14/03/2019 10:23

 

 
Recebi aqui algumas fotos do Eduardo Bolsonaro portando fuzis com a pergunta de onde ele os teria adquirido. Isso é importante sim, mas não é o ponto principal. Mas vou explicar de onde vem e porque os militares da reserva mandam nesse governo.

O paiol do Lessa hoje apreendido com 117 fuzis M16 talvez seja a maior apreensão de armas contrabandeadas já registrada no Brasil. Que isso não seja uma manchete já põem em dúvida a compreensão da imprensa do ocorrido. Estas, a M16, estão entre as armas mais letais que se pode encontrar na guerra. Para se ter uma ideia, ela pode perfurar 5 paredes de uma edificação. Alguém está surpreso com as mortes por balas perdidas?

Existem 13 M16 oficialmente em Minas Gerais, o terceiro maior estado da "Pátria". As fotos revelam que ele era um receptador de armas modificadas utilizadas pelas Forças Armadas americanas. Tinha o corpo da arma, e caixas com molas e outras peças para montar conforme o pedido. Isso qualquer analista meia boca pode ver e compreender que ele era um distribuidor nacional. O cara estava cagando para ideologia, o interesse é o negócio do tráfico, esta é a classe a que ele pertence. O Brasil não falha na hora do tráfico. Mas quem as importa?

O problema maior não é o Eduardo, mas as Forças Armadas. Você não faz contrabando de armas nessa escala, com um grande distribuidor, sem o apoio declarado de alguns Generais. Ou elas passaram debaixo do olhos do GSI do General Heleno ou do General Etchegoyen e ninguém viu?

Uma possibilidade a ser explorada é a conexão entre os milicianos Bolsonarianos e os generais da reserva que ocuparam o governo, e o tráfico de armas internacionais. Pelo jeito esse é o resultado do estágio no Haiti desse grupo.

Estamos falando de uma verdadeira estrutura social e econômica paramilitar que coopta o poder político. O Eduardo Bolsonaro seria então apenas um efeito colateral do tráfico de armas patrocinados por alguns militares no governo? Ou seria ele um dos maiores interessados em legalizar essas armas?

Mourão poderia calar a boca um pouco, falar menos de previdência, e explicar melhor como esse paiol chegou aqui. Isso é diretamente ligado a seara dele e ele sabe muito bem do que se trata, só de olhar as fotos. Aliás, pelo jeito esse paiol estava ali no Rio durante a intervenção. Quais as chances do Jungman e do Etchegoyen não terem conhecimento sobre isso? Eles realmente dormiram no ponto?

É uma violência contra todos os brasileiros e aí não posso me furtar em qualificar: todos os brasileiros do bem.

*Publicado originalmente no perfil do Facebook do autor





Conteúdo Relacionado